• Luxo Aju

Livros do John Green

Olá, meninas!!

Vocês gostam de ler? Eu adoro ler, não que eu adoooooore ler, mas eu sou uma pessoa super curiosa, sabe? E por isso me tornei uma amante da leitura. Gosto de ler de tudo...revistas, livros, blogs, panfletos, outdoor e até bula de remédio eu to lendo... hahaha

Hoje eu vim falar um pouquinho dos livros de um escritor americano que conquistou o coraçãozinho da mulherada através dos seus lindos romances. O nome dele é John Green e com certeza você já ouviu falar em pelo menos um de seus livros. A Culpa é das Estrelas te lembra alguma coisa? Poisé...esse livro, que posteriormente virou filme, foi um dos maiores best-sellers em 2012, logo quando foi lançado. Se você ainda não leu ou viu o filme, tá esperando o que? Corre que vale a pena mesmo!!

Um a um, acabei lendo quase todos os livros desse sujeito, que me cativou e ganhou uma fã de carteirinha. São histórias leves, simples e relaxantes, que nos fazem não querer parar de ler. Pode-se até dizer que um pouco infanto-juvenil, e que eu já passei da idade pra isso(mas não to nem aí kkkk). O que importa é que realmente são muito bons e que já ganharam lugar no meu criado-mudo.

Aqui estão alguns dos livros do John Green e a sinopse:

Com humor, doçura e melancolia, John Green narra o romance de dois adolescentes que se conhecem em um Grupo de Apoio para Crianças com Câncer. Hazel é uma paciente terminal cuja vida vem sendo prolongada por uma nova droga. Augustus foi jogador de basquete até perder uma perna para o osteossarcoma. Como Hazel, Gus gosta de ironizar os clichês do mundo do câncer – sua principal arma para encarar a doença que abrevia seus dias.

Miles Halter é um adolescente fissurado por célebres últimas palavras que, cansado de sua vidinha pacata e sem graça em casa, vai estudar num colégio interno à procura daquilo que o poeta François Rabelais, quando estava à beira da morte, chamou de o "Grande Talvez". Muita coisa o aguarda em Culver Creek, inclusive Alasca Young, uma garota inteligente, espirituosa, problemática e extremamente sensual, que o levará para o seu labirinto e o catapultará em direção ao "Grande Talvez".

Quentin tem uma paixão platônica pela vizinha e colega de escola Margo. Até que, um dia, ela invade a janela do quarto dele com a cara pintada e vestida de ninja, convocando-o a fazer parte de um engenhoso plano de vingança. E ele, é claro, aceita.

“Quando se trata de garotas (e, no caso de Colin, quase sempre se tratava), todo mundo tem seu tipo. O de Colin Singleton não é físico, mas linguístico: ele gosta de Katherines. E não de Katies, nem Kats, nem Kitties, nem Cathys, nem Rynns, nem Trinas, nem Kays, nem – Deus o livre – Catherines. K-A-T-H-E-R-I-N-E. Já teve dezenove namoradas. Todas chamadas Katherine. E todas elas – cada uma, individualmente falando – terminaram com ele.”

Um passarinho me contou(mentira, foi o google mesmo hahah) que além de A Culpa é das Estrelas, outros desses livros também serão adaptados para o cinema, e é claaaaro que eu já estou super ansiosa para assisti-los.

Ahhh...ainda tem outros dois livros dele que eu ainda não li, por isso não coloquei aqui em cima. É o Deixe a Neve Cair e Will e Will, Um nome, Um destino.

Então, meninas? Qual vai ser a sua próxima leitura? Eu gostei bastante mesmo de Cidades de Papel. Fica a dica! =)

Beijos

Carol