• Luxo Aju

Política by Adiberto de Souza


Banco dos réus

A Justiça Eleitoral começa a ouvir hoje as testemunhas no processo que apura denúncias de graves irregularidades no repasse de recursos públicos feitos pela Assembleia para suspeitas entidades filantrópicas. Entre os acusados estão mais da metade dos atuais deputados estaduais, além das conselheiras do Tribunal de Contas, Susana Azevedo e Angélica Guimarães. O Ministério Público Federal acredita que parte dos R$ 36 milhões repassados no ano passado às entidades bancou a campanha eleitoral dos acusados. É uma pena que deputados estaduais venham sentar no banco dos réus, com sérios riscos de serem condenados por mau uso de recursos públicos. Diante deste escândalo, como a sociedade sergipana pode confiar na Assembleia?

Vai recorrer

E o deputado estadual Valmir Monteiro (PSC) promete recorrer contra a decisão judicial que suspendeu seus direitos políticos por cinco anos. Ele é acusado de, enquanto prefeito de Lagarto, ter feto mau uso de recursos públicos. Ontem, a presidência da Assembleia informou não ter recebido a notificação judicial sobre a condenação do deputado. Caso seja cassado, Valmir será substituído pelo suplente e vereador de Aracaju, Adelson Barreto Filho (PSL).

Não segue

O senador Antônio Carlos Valadares (PSB) não pensa em pendurar as chuteiras quando terminar o mandato em 2018. Portanto, Vavá não pretende seguir o conselho do governador Jackson Barreto (PMDB) para que lideranças com mais de 70 anos abram vagas para os mais jovens: “Só o povo decidirá sobre a minha aposentadoria da política”, reagiu o senador.

IPTU no pau

O PSB ingressou com uma Ação Direta de Inconstitucionalidade contra o exagerado aumento do IPTU cobrado em Aracaju. O partido elencou uma série de irregularidades no projeto aprovado pela Câmara de Vereadores. Um deles foi o uso do critério renda pessoal para majorar o valor do IPTU, fato que não é aceito pela jurisprudência.

Briga comercial

Comerciantes do centro de Aracaju querem distância dos vendedores ambulantes. Eles alegam que os camelôs prejudicam o acesso às lojas, além de não terem autorização da Vigilância Sanitária para a venda de alimentos. Apesar dos insistentes apelos dos empresários, o prefeito João Alves Filho (DEM) faz ouvidos de mercador. Temendo perder os votos dos camelôs, que são muitos, o demista prefere manter a bagunça no centro da capital.

Proinveste

O governo anunciou ontem a construção do contorno rodoviário e pavimentação de vias em Itabaianinha. Bancada com recursos do Proinveste, a obras vai desviar o tráfego de veículos pesados da sede municipal, garantindo mais segurança aos moradores, pedestres e motoristas. Serão investidos R$ 11 milhões e a previsão é que em 30 dias a área esteja totalmente asfaltada.

Braços cruzados

Auditores fiscais da Receita Federal entraram em greve hoje por tempo indeterminado. Eles protestam contra duas emendas incorporadas à Medida Provisória (MP) 660, que equipara as atribuições da categoria às dos analistas tributários, cargo de nível médio. Entre os serviços prejudicados com a greve estão a fiscalização do pagamento de impostos por grandes contribuintes e atividades de alfândega.

Feriadão

E a galera já está de olho no próximo feriadão, que acontecerá este mês. Como o dia 21 de abril, dedicado a Tiradentes, ocorrerá numa terça-feira, a turma vai trocar o trabalho da segunda (20) pelas praias, cachaça e diversão. E assim caminha a humanidade!

Semana do MEI

Sergipe participa da Semana do MEI com ações em três municípios. Além de Aracaju, o evento também será realizado em Estância e Glória. A proposta é permitir que empreendedores do interior possam participar de uma das principais iniciativas do Sebrae de acesso à orientação empresarial. Em Aracaju o evento acontecerá de 13 a 18 próximo, sendo que no interior começa no dia 15 e termina quatro dias depois.

Recorte de jornal


Publicado no Correio de Aracaju em 25 de agosto de 1921.

#política

0 visualização