• Luxo Aju

Política by Adiberto de Souza

Começa o desafio

Ao anunciar daqui a pouco seus auxiliares diretos, o novo secretário da Segurança Pública, ainda deputado federal Mendonça Prado (DEM), dar um importante passo no projeto de reorganizar a estrutura policial visando enfrentar a bandidagem que capeia por todo o Estado. O demista chega com carta branca do governador Jackson Barreto (PMDB) para montar um time forte, mas tem pela frente sérios desafios, como a falta de um maior efetivo e a carência de recursos. O Orçamento do Estado para 2015 prevê pouco mais de R$ 966 milhões para a SSP, bem menos do que o estabelecido para a Previdência Social: quase R$ 1,6 bilhão. Portanto, Mendonça Prado precisará do irrestrito apoio dos policiais e, principalmente, da sociedade sergipana, que vive assustada com a ousadia dos marginais. É preciso ter em conta que o sucesso deste projeto de segurança pública significará um Sergipe menos violento, desejo de todo cidadão de bem.

Sem pressa

O governador Jackson Barreto não tem pressa para discutir a eleição da nova Mesa Diretora da Assembleia. Garante que só vai tratar deste tema na última semana de janeiro. Até lá, os candidatos a presidente do Legislativo seguem tentando conquistar votos e “plantando” notinhas na imprensa para “queimar” os adversários.

Água mole...

De tanto insistir, uma dupla de assaltantes conseguiu roubar o celular de uma senhora. O fato aconteceu em Lagarto. Primeiro, os bandidos exigiram dinheiro, mas a vítima disse que não tinha um tostão e seguiu andando pela calçada. Minutos depois, os mesmos assaltantes voltaram a abordar a mesma senhora. Ela repetiu a mesma ladainha e continuou a caminhada. Uma hora depois, os dois safados invadiram uma clínica e roubaram todos os empregados e clientes, inclusive a senhora que, desta vez, ficou sem o celular.

Maracutaia

A juíza de Direito Lívia Santos Ribeiro determinou a destituição da diretoria e o bloqueio das contas da Associação Comunitária Beneficente Dona Caçula. Localizada em Riachão do Dantas, a entidade é suspeita de usar indevidamente as verbas de subvenção liberadas pela Assembleia. Segundo a promotora Luciana Duarte Sobral, “a associação existe para atender interesses eleitoreiros, com fortes indícios de desvio de verbas públicas”.

Balanço positivo

O Serviço de Pronta Urgência do Ipesaúde (SPA) atendeu em 2014 mais de 37 mil beneficiários nas especialidades Clínica Médica, Pediatria, Ortopedia e Cirurgião, sendo a primeira campeã de atendimentos: uma média mensal de 2,2 mil. Anexo ao Hospital da Polícia Militar, localizado na zona norte de Aracaju, o SPA atendeu por mês uma média de 3,2 mil pacientes.

Desumanidade

A Prefeitura de Aracaju insiste em afirmar que não deve um único centavo ao Hospital de Cirurgia. Por sua vez, a direção daquela unidade de saúde alega ter para receber R$ 12 milhões pelos serviços prestados à Prefeitura desde setembro passado. Enquanto as partes discutem a dívida e a não existência dela, milhares de pessoas dependentes do SUS estão sem atendimento médico no Cirurgia. Uma lástima!

Caixa ameaçada

O Sindicato dos Bancários de Sergipe promove daqui a pouco um ato em defesa do papel social da Caixa Econômica Federal e contra o anúncio do governo federal de abrir o capital daquele banco. O ato denominado “Caixa: 100% pública” será realizado em frente Agência Serigy, no centro de Aracaju. Segundo a presidenta do Sindicato, Ivânia Pereira, a preocupação é que ocorra a redução do papel social da Caixa, caso ela seja transformada em uma empresa de economia mista.

Informe legal

A Ouvidoria do Tribunal de Justiça de Sergipe está distribuindo 30 mil exemplares do Informe Legal, que trata sobre os Juizados Especiais Cíveis. A edição reúne dúvidas mais recorrentes da população e mostra quais ações podem ser levadas aos Juizados de Pequenas Causas. Também esclarece o que são audiências de conciliação e instrução, se há a necessidade da contratação de um advogado, entre outras questões. Legal, né?

Grana alta

A briga pela presidência da Assembleia é menos pela representatividade do cargo e muito mais pelo volume de recursos à disposição de quem manda na Casa. O Orçamento do Estado para 2015 prevê repasses para o Legislativo superiores a R$ 313 milhões. Uma ninharia que fará a alegria de muita gente, inclusive os beneficiados com as verbas de subvenção, indecência que só existe em Sergipe.

Volta ao batente

O deputado estadual Zezinho Guimarães (PMDB) esta pregando o retorno ao trabalho dos policiais militares reformados. “Eles seriam lotados em órgãos públicos, como Assembleia e Poder Judiciário, que hoje mantêm em sua estrutura PMs jovens e aptos para estarem nas ruas oferecendo segurança à população”, explica Zezinho. Segundo ele, o pessoal da reserva que fosse convocado receberia uma gratificação paga pelos órgãos aos quais estariam servindo. Taí uma boa idéia!

Recorte de jornal

Publicado no Correio de Aracaju em 8 de março de 1907.