• Luxo Aju

Política by Adiberto de Souza

adiberto de souza_edited.jpg
O aeroporto é a saída

Dita em tom de brincadeira, a afirmação “o melhor hospital de Sergipe é passagem de avião para São Paulo” tem sido seguida ao pé da letra por quem possui condições financeiras para cuidar da saúde. E, diante da falta de prioridade como a saúde tem sido tratada em Sergipe, esta prática vai continuar por muito tempo. Nada demais que se procure aos melhores centros médicos do país para se tratar, porém a constância como nossas autoridades descartam os hospitais particulares de Aracaju comprova a falta de confiança delas nestas unidades. Quanto à rede pública de saúde, nem é bom falar, pois só recorre a ela o infeliz sem qualquer outra alternativa de tratamento. Uma lástima!

Obra do Proinveste

O governador Jackson Barreto (PMDB) inaugurou ontem em Socorro a primeira obra feita com recursos do Proinveste, aquele polêmico empréstimo aprovado pela Assembleia em 2012. Trata-se da urbanização da Orla do São Braz. Às margens do rio do Sal, a obra correspondeu a um investimento de superior a R$ 1,3 milhão. Segundo o prefeito Fábio Henrique (PDT), este novo espaço de lazer oferece conforto aos moradores e estimula o comércio local.

Retirantes

A falta d’água no Sudeste está afugentando os paulistas. Muitas famílias têm se mudado para o Nordeste, trilhando o caminho inverso daquele feito nos séculos pasados por milhões de nordestinos retirantes das secas. A diretora de uma importante escola particular de Aracaju disse ter matriculado recentemente três estudantes de famílias diferentes, todas fugidas de São Paulo por causa da falta d’água. Sinal dos tempos!

PM na folia

A Polícia Militar vai apresentar à imprensa na próxima quarta-feira o plano de operações para o carnaval em Sergipe. Será a partir das 8h, no auditório do Quartel do Comando Geral, à rua Itabaiana, centro de Aracaju.

Joio do trigo

Ao menos indiretamente, os deputados estaduais já admitem os equívocos ocorridos na distribuição das verbas de subvenções com entidades filantrópicas. Nenhum afirma publicamente que houve mau uso da verba pública, mas entendem que é necessário colocar um freio nesta farra. A deputada Goretti Reis (DEM) concorda ser preciso “separar o joio do trigo”, enquanto o presidente do Legislativo, Luciano Bispo (PMDB), diz que “se houver problemas, devemos corrigir”. Ele sugere a continuidade da distribuição pelos deputados dos R$ 36 milhões, desde que com a “rigorosa fiscalização do Tribunal de Contas do Estado”. Pois tá!

Pedra no sapato

O deputado federal Fábio Reis (PMDB) se apressou em negar que tenha se posicionado contrário à indicação do petista Rogério Carvalho para presidir a Fundação Nacional de Saúde. “Nunca trabalhei contra Rogério, mas entendo ser legítimo que o PMDB permaneça no comando da Funasa, principalmente porque o atual presidente Ruy Gomide está fazendo um excelente trabalho”, discursa Reis. O depurado acrescenta que a permanência de Ruy na Fundação “é uma exigência da bancada do PMDB e não minha, como foi divulgado”. Então tá!

Mudança na Adema

O Diário Oficial do Estado publica na edição de hoje a nomeação do ex-deputado federal Almeida Lima (PMDB) para a presidência da Administração Estadual do Meio Ambiente (Adema). O ex-presidente da entidade, Wanderlê Correia (PMDB), deve assumir uma diretoria da Deso. O Diário Oficial também publica hoje a nomeação de Eliane Aquino (PT) como consultora para assistência técnica da Secretaria da Cassa Civil.

Voto obrigatório

Pesquisa encomendada pela Justiça Eleitoral aponta que 76% dos eleitores são contra o voto obrigatório, 21% são a favor, 1% preferiu não responder. A consulta também apurou que quanto mais idoso o eleitor, há uma leve tendência a ser contrário à obrigatoriedade do voto. Mais de um em cada dois entrevistados se posicionou favorável à candidatura avulsa, e menos de 20% declararam não saber ou preferiram não responder.

Governo caótico

Veja o que publica o jornalista Gilvan Manoel no Jornal do Dia sobre a gestão do DEM em Aracaju: “É uma administração caótica. Nos dois anos em que João Alves Filho é prefeito, a cidade retrocedeu ao início dos anos 80, com serviços precários. Nunca se viu tamanho descalabro e incompetência numa única gestão”. Misericórdia!

Gás no interior

A Sergas vai estudar a viabilidade econômica de levar gás natural para o interior sergipano através de caminhões, visando atender preferencialmente as indústrias. A informação é do advogado Francisco Dantas, novo secretário do Desenvolvimento Econômico, a quem a Sergás agora está subordinada. Segundo ele, a chegada do gás natural ao interior deve atrair indústrias que hoje só querem se instalar na grande Aracaju.

Recorte de jornal

Bajuladores_-_Diário_de_Sergipe,_Aracaju,_29_de_maio_de_1958.jpg

Publicado no Diário de Sergipe em 28 de maio de 1958.