• Luxo Aju

Política by Adiberto de Souza


adiberto de souza_edited.jpg

Casa de gazeteiros

A Câmara Municipal de Aracaju virou uma casa de gazeteiros, onde a maioria só comparece ao trabalho quando convocada pelo prefeito João Alves Filho (DEM) para votar projetos contra o povo. Ontem mesmo, mais uma vez, não houve sessão no Legislativo por fala de quórum. Com raríssimas exceções, os vereadores preferem bater pernas nas secretarias e órgãos públicos visando resolver questões estranhas à atividade parlamentar. Muitos evitam ir ao “trabalho” para fugir das cobranças do eleitorado, enquanto outros acham que só devem satisfação ao prefeito e, portanto, só vão à Câmara quando convocados para votar favoráveis aos projetos do Executivo. Foi assim que aconteceu nas sessões que aprovaram o reajuste da tarifa dos ônibus, a taxa de iluminação pública, o exagerado aumento do IPTU e a terceirização da saúde municipal. Tomara que o aracajuano esteja acompanhando o comportamento indecoroso destes gazeteiros para puni-los nas próximas eleições.

Dutra na CPI

O deputado federal André Moura (PSC) deseja ver o ex-presidente e hoje diretor da Petrobras, Zé Eduardo Dutra (PT), depondo na CPI que apura os escândalos financeiros da estatal. Segundo o parlamentar, foi justamente após ter presidido a Petrobras que Zé Eduardo assumiu o comando nacional do PT. Dutra se encontra de licença medida para tratamento de um câncer.

Contra o IPTU

O Jornal da Cidade pública hoje que o PSB deve dar entrada nesta quarta-feira numa ação judicial pedindo a anulação do reajuste do IPTU em Aracaju. O presidente do diretório municipal da sigla, Elber Batalha Filho, foi quem realizou um estudo jurídico sobre a majoração. A ação movida pelo PSB é diferente da que já foi impetrada pelo PCdoB, também pleiteando o fim do reajuste.

Centenário lembrado

O centenário de nascimento do intelectual e comunista sergipano Carlos Garcia foi registrado ontem na Assembleia pela deputada estadual Ana Lúcia (PT). Jornalista, contista, advogado defensor de causas operárias, Carlos Garcia foi uma das mais vigorosas e cultas inteligências da geração moderna de Sergipe.

Mandatos de volta

Está marcada para o próximo dia 30 a devolução simbólica dos mandatos dos deputados estaduais Cleto Maia, Baltazar Gois e Viana de Assis, além do governador Seixas Dória, todos cassados em 1964 pelo golpe militar. Na mesma sessão, a Assembleia Legislativa devolverá simbolicamente o mandato do deputado comunista Armando Domingues, cassado em 1947.

Desrespeito

Enfrentar uma enorme fila para tirar uma carteira de identidade é um desrespeito ao cidadão. Quem pensa assim é o deputado estadual Valmir Monteiro (PSC). Segundo ele, um trabalhador saiu de Lagarto às 5h para tirar o documento, mas quando chegou as 9h na Secretaria da Segurança Pública, em Aracaju, as senhas já tinham acabado. “Ora, a pessoa paga pelo documento e ainda tem que enfrentar longas filas porque a SSP não tem interesse em agilizar o atendimento”, protesta Monteiro.

Afronta à lei

O Tribunal de Contas do Estado (TCE) afrontou a lei ao transformar o cargo técnico de controle externo, que requer o nível médio, em analista de controle externo I, que exige formação universitária. Pelo menos é o que garante o Ministério Público Federal na Ação Direta de Inconstitucionalidade movida contra o TCE junto ao Supremo Tribunal Federal. Neste caso, cabe muito bem o dito popular “faça o que mando, não faça o que faço”.

Que arena?

De um gaiato, ao discordar que o estádio de futebol Lourival Baptista, em Aracaju, foi transformando numa moderna arena padrão Fifa: “Arena que nada. Aquilo está mais para um PMDB ”. Misericórdia!

Inimigos do povo

Você ainda lembra os nomes dos vereadores que, em 2013, votaram pela criação da Taxa de Iluminação Pública de Aracaju? Para refrescar a memória da população, a coluna publica a relação dos inimigos do povo: Agamenon Sobral (PP), Anderson de Tuca (PRTB), Augusto do Japãozinho (PRTB), Doutor Agnaldo (PR), Doutor Gonzaga (PMDB), Robson Viana (PMDB), Pastor Jony (PRB), Jailton Santana (PSC), Manoel Marcos (DEM), Renilson Félix (DEM), Pastor Roberto Moraes (PR), Max Prejuízo (PSB), Ivaldo José (PSD), Adriano Taxista (PSDB) e Valdir Santos (PTdoB). Apesar de declarar publicamente apoio ao indecente projeto, o presidente da Câmara, Vinicius Porto (DEM), não votou, pois pelo regimento ele só vota em caso de empate.

Negativados

O número de inadimplentes cresceu 2,33% no mês passado, em comparação fevereiro de 2014. Apesar do aumento, o índice caiu em relação aos 3,12% de negativsos registrados em janeiro último. Segundo o SPC, um dos motivos para a redução da inadimplência foi que os bancos e estabelecimentos comerciais passaram a ser mais rigorosos e criteriosos na hora de conceder financiamentos e empréstimos, o que implica na menor oferta de crédito na praça. E você, também está negativado?