• Luxo Aju

Política by Adiberto de Souza

Casa de suspeitos

A Assembleia Legislativa deverá ter um ano muito pouco produtivo, pois a maioria dos deputados está mais preocupada em manter os próprios mandatos do que defender os interesses dos sergipanos. Mais da metade deles está sendo acusada pelo Ministério Público Federal de ter feito mau uso das milionárias verbas de subvenções. O deputado Valmir Monteiro (PSC) teve os direitos políticos cassados e pode perder o mandato a qualquer momento. Já o líder do governo, Francisco Gualberto (PT), trabalha com um olho na pauta do Legislativo e outro no recurso impetrado por Manoel Sukita (PMDB) no STE, pois sabe que, a depender dos ministros, pode virar suplente. Por fim, o presidente da Assembleia, Luciano Bispo (PMDB), pode ter o registro da candidatura a deputado cassado a qualquer momento sob a acusação de ser ficha suja. Portanto, os poucos deputados que não respondem processos nada podem fazer para mostrar trabalho numa Casa onde a maioria é suspeita ou condenada judicialmente. Uma lástima!

Contradições

Ouvidas ontem pela Justiça, algumas testemunhas intimadas no processo de subvenções da Assembléia, caíram em contradições. Admitiram desconhecer as pessoas a quem entregaram cheques, que assinaram documentos preparados por desconhecidos e que tinham cargos comissionados nos gabinetes dos deputados. Somente para a Associação Sergipana de Produtores de Eventos – fechada há muito tempo – três deputados repassaram no ano passado a bagatela de R$ 725 mil. Pode?

Inocentados

O prefeito e vice de Pedrinhas, respectivamente, “Zé de Bá” e José Amilton, estão rindo à toa. É que o Pleno do Tribunal Regional Eleitoral os inocentou ontem da acusação de compra de apoio político na campanha eleitoral de 2012. Os dois haviam sido condenados anteriormente a perda dos mandatos. O Ministério Público promete recorrer contra a decisão do TRE.

Ponto cortado

A marcha organizada para o próximo dia 15 pelo Sindicato dos Professores de Sergipe não passa de um pretexto de quem não quer trabalhar. A grave acusação é do polêmico vereador aracajuano Agamenon Sobral (PP). Ele lamenta que milhares de estudantes fiquem sem aula para que os educadores realizem manifestações no horário de trabalho. Diante disso, Sobral sugeriu à Secretaria Estadual da Educação que corte os pontos de quem faltar à aula no dia 15. É justo!

Luto

A população de Simão Dias está de luto pela morte da ex-prefeita Caçula Valadares. Com 92 anos de idade, ela estava internada no Hospital São Lucas, em Aracaju. Mãe do senador Antônio Carlos Valadares e avó do deputado federal Valadares Filho, dona Caçula foi a única mulher a ser eleita prefeita de Simão Dias. A família ainda não divulgou o horário do sepultamento.

Dias contados

As emissoras de televisão começam a veicular nesta quarta-feira as campanhas obrigatórias sobre o calendário para o fim das transmissões analógicas em canal aberto. Os desligamentos serão feitos a partir de abril do ano que vem. Com o desligamento da TV analógica, a programação aberta ficará disponível apenas em formato digital, o que vai melhorar a qualidade de som e imagem da programação.

Fim de prazo

Acaba na próxima terça-feira, o prazo para que os partidos políticos enviem, via internet, a relação de seus filiados à Justiça Eleitoral. As listas devem conter a data de filiação e o número dos títulos e das seções eleitorais em que os filiados estiverem inscritos. Com base nestas relações, os juízes eleitorais fiscalizarão o cumprimento dos prazos de filiação partidária para efeito de candidatura a cargos eletivos.

Pouco tempo

E os eleitores que deixaram de votar ou não justificaram a ausência nas três últimas eleições têm até o dia 4 de maio para ficar quites com a Justiça Eleitoral. Quem não justificar a ausência pode ter o título cancelado. Para ficar em dia, o eleitor deve se dirigir ao cartório eleitoral portando documento oficial com foto, título eleitoral e comprovantes de votação, de justificativa e de recolhimento de multa. Você tá nessa?

Nova diretoria

O Fórum Empresarial de Sergipe empossa sua nova diretoria na próxima sexta-feira. Será a partir das 7h30, durante um café da manhã no Radisson Hotel, na Orla de Atalaia. A nova diretoria tem à frente da coordenação o empresário Alexandre Porto, que sucede ao também empresário Ancelmo Oliveira. O Fórum congrega 28 entidades de classe do setor produtivo de Sergipe.

Epidemia

O grande número de pessoas em Aracaju com sintomas do vírus Chikungunya está preocupando o vereador e médico Emerson Ferreira (PT). Ele mesmo já foi vítima da doença. ‘Tenho atendido cerca de 10 a 20 pessoas por semana, que chegam no consultório com um quadro de febre, de dores no corpo. Isso é preocupante”, diz. Segundo o parlamentar, as autoridades da saúde de Aracaju devem se posicionar, esclarecer e orientar a população sobre essa doença. Tá certo!

Recorte de jornal

Jackson - Jornal de Sergipe, Aracaju 4 de maio de 1988 - jpeg arquivo 000088.jpg

Publicado no Jornal de Sergipe em 4 de maio de 1988.