• Luxo Aju

Ministério Público afirma que o Ipesaúde é o órgão mais eficiente do Estado


IMG_7949-2.jpg

Aconteceu na manhã do dia 17, no Ministério Público, uma reunião com o presidente do Ipesaúde Lauro Seixas, o procurador geral de Justiça do Estado José Rony Almeida, os promotores dos Direitos à Saúde Nilzir Soares, Antônio Forte e Fábio Veigas, além da diretoria do Instituto.


Ao presidente do Ipesaúde foi recomendado pelos promotores medidas que visam a melhoria nos serviços do órgão, considerado por todos na melhor fase. “Os ajustamentos de conduta nos deixa com uma visão mais leve para com a sociedade. Compreender que as dificuldades existem, é a nossa orientação. Somos também um órgão do Estado”, afirmou o procurador geral José Rony.


“A busca da eficiência no trato com o dinheiro público e traçar critérios são objetivos da Recomendação. O Ipesaúde tem o tempo de resposta muito rápida quando surgem os problemas e a parceria com o Ministério Público tem sido muito frutífera”, explicou Nilzir Soares. “Enfatizamos que perseguimos uma linha de ação correta e no caso do Instituto conseguimos sempre êxitos. Queremos um aprimoramento da gestão, que já mostrou que está na direção correta”. Já Antônio Forte ressaltou “o trabalho com a saúde é difícil, mas o Ipesaúde é o órgão mais eficiente do Estado. Temos recebido elogios dos usuários.”


O presidente Lauro Seixas ressaltou, antes de assinar a Recomendação assim como os demais promotores, sobre a economia de quatro milhões de reais por mês nos custos do órgão. A meta é chegar a cinco milhões, no total de 60 milhões ao ano, que deverá ser investido em melhorias para os beneficiários. “Garantimos a sobrevivência do Ipesaúde e seguir a Recomendação nos dá uma maior tranqüilidade. O apoio do governador Jackson Barreto junto com essa parceria do MP ajuda a existência do Instituto, seria impossível gerir sem essa ajuda e orientação. Queremos garantir eficiência com transparência e total legalidade”, concluiu Lauro.