• Luxo Aju

Política by Adiberto de Souza

Mandato por um fio

O presidente da Assembleia, deputado Luciano Bispo (PMDB), pode perder o mandato ainda este mês, sob a acusação de ser um político ficha suja. Na próxima terça-feira, o Tribunal Regional Eleitoral (TRE) vai reapreciar o pedido de registro da candidatura do peemedebista, assim como a impugnação proposta à época pelo Ministério Público Eleitoral. Em alguns gabinetes do Legislativo, a cassação de Bispo é tida como certa, a ponto de já se discutir, à boca miúda, qual deputado deverá substituí-lo na presidência da Casa. Realmente, alguns experientes advogados acham a situação de Luciano muito difícil, pois mesmo que o TRE mantenha o registro da candidatura, o Ministério Público recorrerá ao Tribunal Superior Eleitoral, onde as chances do deputado itabaianense são quase nenhuma. Portanto, corre sério risco de perder, quem apostar uma mariola como o presidente da Assembléia não será cassado.

Mal lavado

E o vereador aracajuano Agamenon Sobral (PP) causou a maior confusão ontem na Câmara Municipal ao afirmar que o PT “é um partido de ladrões”. Alguém precisa dizer ao polêmico pepista que a legenda dele também está envolvida até a medula no escândalo da Petrobras. Entre os 47 políticos investigados pela Operação Java Jato, 32 são filiados ao PP de Agamenon. É o sujo falando do mal lavado!

Grana garantida

Os servidores estaduais respiraram mais aliviados depois que o governo garantiu pagar dentro do mês os salários de abril. Isso será possível graças ao segundo repasse dos recursos do Fundo de Participação dos Estados (FPE), ocorrido na última segunda-feira. Quanto a reajuste salarial, o governo tem evitado o debate do mesmo jeito que o diabo foge da cruz. Misericórdia!

Servidor invocado

O Sindicato dos Trabalhadores nos Serviços Públicos (Sintrase) promove assembleia hoje para tratar sobre a ficção chamada Plano de Cargos, Carreira e Vencimentos (PCCV) dos servidores estaduais. Será discutida, inclusive, uma paralisação de 48h como forma de pressionar o governo a viabilizar o Plano, que não saiu do papel sob a alegação de que o seu cumprimento fere a Lei de Responsabilidade Fiscal.

Abilolado

Veja o que publica hoje o Jornal da Cidade: “O ex-prefeito de Capela, Manoel Sukita, tem dito por onde anda que deseja ser prefeito de Aracaju. O moço avalia que conseguirá ser eleito mesmo sem o apoio de grandes lideranças e caciques da política. Com a modéstia que lhe é peculiar, ele repete que está mais forte em Aracaju do que o prefeito de Socorro, Fábio Henrique (PDT)”. Este Sukita é mesmo um desajuizado!

Subvenções

O Tribunal Regional Eleitoral volta a interrogar hoje novas testemunhas do rumoroso processo que apura a distribuição das verbas de subvenção da Assembléia. As pessoas intimadas para depor nesta quinta serão indagadas sobre o destino do dinheiro repassado pelos deputados estaduais capitão Samuel, Gustinho Ribeiro, Gilson Andrade, Venâncio Fonseca, Luiz Mittidieri. Há quem garanta que este escândalo resultará na cassação de vários mandatos. Será?

Boa nova

A Anvisa publicou o registro do Viekira Pak, medicamento para o tratamento da hepatite C. O remédio foi aprovado na forma farmacêutica, constituído por comprimidos revestidos de ombitasvir, de 12,5 miligramas (mg), veruprevir (75 mg) e ritonavir (50 mg) associados e comprimidos revestidos de dasabuvir, na concentração de 250 mg. A hepatite C é causada pelo vírus C (HCV), presente no sangue.

João criticado

E o vereador Lucas Aribé (PSB) desceu a madeira no prefeito de Aracaju, João Alves Filho (DEM). Segundo ele, os moradores da Zona de Expansão aguardam as importantes obras prometidas pelo demista na campanha eleitoral de 2012. “Atesto as denúncias de meus eleitores: João Alves só visita aquela localidade para assinar Ordens de Serviços, mas as obras não saem do papel”. Homem, vôte!

De olho em 2016

O presidente do PSB sergipano, deputado federal Valadares Filho, visitou ontem a direção do PPS. Recebido pelo presidente Clóvis Silveira e o secretário geral Marcos Aurélio, Valadares tratou sobre as eleições de 2016 na grande Aracaju. O PPS alimenta a hipótese de apoiar o presidente do PSB para a Prefeitura de Aracaju, enquanto este apoiaria prefeituráveis do PPS na Barra dos Coqueiros e em outros municípios.

Fuleiragem

É muito grave essa denúncia contra professores da rede estadual, que terceirizam a atividade para trabalhar em outros locais. Aguardemos o resultado da sindicância aberta para apurar tamanho absurdo. Onde já se viu, o sujeito pagar a alguém para ensinar por ele numa escola da rede estadual? Quem avaliou a qualificação do “terceirizado”? É por esta e outras que a educação pública em Sergipe vive em petição de miséria. Uma lástima!

Recorte de jornal

Rádio_Jornal_-_Diário_de_Sergipe,_Aracaju,_19_de_setembro_de_1958_(1).jpg

Publicado no Diário de Sergipe em 19 de setembro de 1958.