• Luxo Aju

Política by Adiberto de Souza


adiberto de souza_edited.jpg

De olho na Justiça

Com raras exceções, os deputados estaduais sergipanos estão mais preocupados com as audiências judiciais do que com os problemas dos sergipanos e os projetos em tramitação na Assembleia. Hoje mesmo, o Tribunal Regional Eleitoral julga recurso do Ministério Público Federal propondo a cassação do registro da candidatura de Luciano Bispo (PMDB), presidente do Legislativo. Também nesta terça, o juíz eleitoral Fernando Escrivani Stefaniu ouve testemunhas sobre a distribuição de verbas de subvenção feita pelos deputados. Neste caso, são fortes as suspeitas que parte do dinheiro foi usado criminosamente para garantir a reeleição dos parlamentares. Retornando ao Parlamento este ano, o deputado Valmir Monteiro (PSC) também está com o mandato ameaçado desde que a Justiça o condenou por improbidade administrativa. Portanto, fica difícil esperar algo ou confiar numa Assembléia que mais parece um covil de suspeitos. Uma lástima!

Invocados

Não chamem para a mesma confraternização os delegados de Polícia e o juiz da Vara Criminal de Lagarto, Edinaldo César Santos Júnior. Os primeiros estão por aqui porque o magistrado mandou soltar 10 suspeitos de vários crimes. Em nota, a Associação dos Delegados de Polícia Civil de Sergipe diz “repudiar a decisão do juiz, contrária às regras do direito, indulgente em relação ao banditismo e carregada de forte preconceito contra a Polícia Judiciária”. Santo Deus!

Mais confiante

O Índice de Confiança do Consumidor medido pela Fundação Getulio Vargas subiu 3,3% de março para abril deste ano. É a primeira alta do indicador no ano: nos três primeiros meses de 2015, o índice acumulou perdas de 13,8%. Os consumidores estão mais satisfeitos em relação à situação atual e também mais otimistas em relação ao futuro. Menos mal, né?

Zoo em festa

A Polícia Rodoviária Federal apreendeu ontem 500 quilos de carne bovina numa rodovia de Socorro. O produto estava sendo transportado numa caminhonete sem as mínimas condições de higiene, além de ter a procedência duvidosa. A apreensão agradou mesmo foi aos leões do zoológico localizado no Parque da Cidade, que vão passar alguns dias se deliciando com meia tonelada de carne.

Fora do mês

O governo estadual começa amanhã e termina na sexta-feira, o pagamento da folha de pessoal referente a abril. Aposentados, pensionistas e os servidores das fundações e autarquias só vão botar a grana no bolso no dia 1º de maio, ou seja, pagarão com multa as obrigações que têm o dia 30 como data limite de quitação. O calendário começa pagando os salários do pessoal da Educação.

Forrobodó

Uma boa pedida para curtir o 1º de maio, feriado dedicado ao trabalhador, é o forró pé de serra que acontecerá na Confraria do Cajueiro, ali no Conjunto Ignácio Barbosa, em Aracaju. O amigo Melo, organizador do forrobodó, promete muita animação durante toda a sexta-feira. Prestigie!

Luto

O município de Lagarto chora a morte do comerciante e um dos fundadores da rádio Progresso/AM, José Corrêa Sobrinho. Ontem, o deputado federal Fábio Reis (PMDB) distribuiu nota lamentando o falecimento do ilustre lagartense.

Chá de sumiço

Nada como uma acachapante derrota nas urnas para o cabra desaparecer do mapa. Exemplo disso é o dublê de político e empresário Edvan Amorim (PR). Após obter menos de uma cuia de votos para deputado estadual, o moço, que arrotava ser a maior liderança política de Sergipe, botou a viola no saco e escafedeu-se da mídia. Dizem que anda pras bandas de Minas Gerais. Será?

Visita a obras

O primeiro compromisso do governador Jackson Barreto (PMDB) nesta terça-feira será visitar as obras da avenida Santa Gleide. A artéria ligará Aracaju à BR-101, através das avenidas Maranhão, criando uma nova via de acesso à capital sergipana. O governo está investindo naquela obra mais de R$ 19 milhões.

Grana menor

Péssima notícia para quem está pensando em financiar um imóvel: a Caixa Econômica Federal reduzirá o limite de financiamento para imóveis usados a partir da próxima segunda-feira. Portanto, o limite de financiamento para este tipo de habitação nas operações passará de 80% para 50% do valor total do imóvel nas operações do Sistema Financeiro de Habitação (SFH) e de 70% para 40% no Sistema Financeiro Imobiliário (SFI), pelo Sistema de Amortização Constante (SAC).

Recorte de jornal

Inimigos do casamento -  Jornal do Aracaju, 1o de fevereiro de 1873 - arquivo 00

Publicado no Jornal do Aracaju em 1º de janeiro de 1873.