• Luxo Aju

Política by Adiberto de Souza

Truculência oficial

A Guarda Municipal exagerou ontem na truculência contra vendedores ambulantes, que se manifestavam legitimamente contrários à abrupta retirada deles do centro de Aracaju. Não fosse a pronta intervenção de alguns vereadores, a situação tinha sido ainda pior, pois os guardas da Prefeitura bateram nos pais e mães de família sem dó nem piedade. De um camelô agredido: “A gente pede um lugar para trabalhar honestamente e o prefeito João Alves responde com ‘fantadas’, pontapés e spray de pimenta”. É amigo, quem ensinou João a lidar com o povo foram os militares, lá na repressão braba dos anos 70, quando a ditadura prendia, torturava, matava e desaparecia com milhares de brasileiros. Horrível!

Desejo contido

Alguns políticos tiveram que conter o desejo de ver cassado o mandato do deputado estadual Valmir Monteiro (PSC). Um equívoco cartorário certificou o “trânsito em julgado” da condenação do parlamentar por improbidade administrativa. A “cassação” inundou as redes sociais até a assessoria jurídica de Valmir explicar o erro e informar ter recorrido ao Tribunal de Justiça contra a decisão: “O desembargador presidente já determinou o envio do recurso para o STJ e STF”, diz a nota.

Braços cruzados

O Sindicato dos Servidores Estaduais está orientando uma paralisação de 48h, a partir desta quarta-feira. O objetivo é protestar contra o não cumprimento, em sua totalidade, do Plano de Cargos, Carreira e Vencimentos (PCCV) da categoria. Hoje cedo, os servidores fazem manifestação no Centro de Atendimento ao Cidadão, localizado na rodoviária nova de Aracaju. Participe!

João não fez

Não passa um dia sem a administração do prefeito João Alves Filho (DEM) ser criticada pelos vereadores aliados dele. Ontem, foi a vez do governista Max Prejuízo (PSB) cobrar iluminação pública e melhorias na avenida Gasoduto, periferia de Aracaju. “A escuridão estimula a ação dos bandidos e os vários buracos no piso do canteiro central têm provocado acidentes. Minha mãe é uma das vítimas. Ela caiu quando fazia atividade física naquela avenida”, queixa-se Max. Que horror!

Encrenca grossa

E secretário estadual da Educação, Jorge Carvalho, está mesmo disposto a enfrentar o poderoso Sindicato dos Professores. Ele promete mandar para a Assembleia um projeto instituindo o Sistema Estadual de Avaliação da Educação Básica. “Queremos avaliar a qualidade da aprendizagem que estamos oferecendo. A idéia é ter avaliadores externos, visando evitar possível interferência política, e para que se cumpram os padrões técnicos estabelecidos pela lei”, explica.

Drogas

De um “filósofo” ontem, num agradável boteco da zona norte de Aracaju: “Só está tendo lucro neste país quem negocia com drogas lícitas, tipo álcool, remédio e político”. Misericórdia!

Adiado

Ficou para depois o julgamento do registro da candidatura do deputado estadual Luciano Bispo (PMDB). Em nota, o Tribunal Regional Eleitoral informou que o relator do processo, desembargador Osório Ramos Filho, decidiu pelo adiamento “por motivo de ordem jurídico-processual”. A candidatura de Bispo está sendo contestada porque ele já foi condenado sob a acusação de político ficha suja. Um tiquinho de sabão em pó resolve?

Vão à Justiça

Prefeitos sergipanos vão acionar a Justiça para recuperar parte das receitas federais que têm sido drasticamente reduzidas. Eles querem aumentar a arrecadação do FPM, Fundeb e o Refis da seca e da telefonia. Segundo o prefeito de Pedrinhas, “Zé de Bá”, 90% das prefeituras sergipanas só arrecadam o minimamente suficiente para pagar a folha de pessoal e olhe lá. É feia a crise!

Salário atrasado

Milhares de servidores estaduais e pensionistas querem saber quem vai pagar as multas pelo atraso de impostos e outras obrigações com vencimento amanhã. Com o restante do salário de abril só sendo creditado pelo governo de Sergipe na sexta, 1º de maio, vão atrasar compromissos os aposentados, pensionistas e funcionários lotados em autarquias e fundações à área da Saúde, inclusive aqueles ligados ao Fundo Estadual de Saúde. Pior é que, por ser feriado do Dia do Trabalhador, na sexta os bancos estarão fechados.

Cabeça feita

A casa caiu para Paulo Cesar Silva Carvalho, flagrado ontem com dois bem criados pés de maconha no quintal da casa. Policiais do 7º Batalhão da Polícia Militar levaram a figura para a delegacia de Lagarto, onde foi lavrado o flagrante. Para se defender, o maluco plagiou o impagável cantor Bezerra da Silva: “Doutor, não sou agricultor, desconheço a semente”. Foi solto horas depois!

Recorte de jornal

Terno velho -  O Estado de Sergipe, 22 de setembro de 1903 - arquivo 000041.jpg

Publicado no Jornal O Estado de Sergipe em 22 de setembro de 1903.