• Luxo Aju

Política By Adiberto de Souza

Greve justa e legal

A greve dos professores da rede estadual é justa e legal, pois há anos o governo de Sergipe empurra com a barriga o aumento salarial dos servidores públicos. Na verdade, o Executivo escamoteia o cumprimento da Lei nº 11.738, que criou o Piso Salarial Profissional Nacional. Argumenta, equivocadamente, que legislação estadual proíbe reajuste enquanto as despesas com a folha de pessoal estiverem acima da Lei de Responsabilidade Fiscal. Ora, onde já se viu uma norma legal menor ter ascendência sobre outra maior? Além disso, a greve é justa por ser o único instrumento democrático encontrado pelos professores para lutarem por seus direitos. Portanto, se 170 mil estudantes estão sem aula o único culpado é o governo que, em vez de fazer seu dever de casa com ações que enxuguem a máquina e aumente a arrecadação, prefere gastar uma pequena fortuna na imprensa visando manipular a verdade e transferir para os professores uma responsabilidade que é só dele. Inteligente, a sociedade sergipana, particularmente os pais dos alunos, sabe quem está com a razão.

Cortando prego

Tem gente graúda cortando prego desde que a Polícia descobriu a verdadeira identidade de Carlinhos, que vem a ser o empresário Nollet Feitosa Vieira. Segundo as investigações, ele era o agenciador dos milhões das subvenções repassados pelos deputados estaduais para suspeitas entidades filantrópicas. Ainda foragido, Nollet sabe muito e se abrir o bico não fica pedra sobre pedra. Taí um cabra que merece todos os benefícios da deleção premiada!

Brutamontes

Alguém precisa dizer ao vereador Agamenon Sobral (PP) que o plenário da Câmara de Aracaju não é uma rinha de galo. Ontem, o furibundo pepista deu mais um show de ignorância contra a vereadora Lucimara Passos (PCdoB). Temendo pelo pior, já que Agamenon estava colérico, a Mesa Diretora encerrou a sessão. Que tal o departamento médico da Câmara ministrar para o enfurecido Agamenon uma caixa inteirinha de Lexotan? Ou seria melhor uma focinheira?

Uma mãozinha

O Governo e a Prefeitura de Aracaju precisam ajudar o Confiança, único time sergipano participante da série C do Campeonato Brasileiro. Este apelo foi feito ontem pelo deputado estadual Garibalde Mendonça (PMDB). Segundo ele, o Banese pode muito bem dar um adjuntório ao Dragão do Bairro Industrial em troca de uma publicidade na camisa do time azulino. É, por que não?

Grana alta

O presidente do BNDES, Eduardo Coutinho, prometeu liberar em junho próximo R$ 37 milhões para as obras do Sergipe Cidades. Segundo o governador Jackson Barreto (PMDB), estes recursos serão investidos em creches, escolas profissionalizantes, mercados, praças, delegacias, quadras de esportes, centros comunitários, pavimentação e urbanização de vias públicas, entre outras. Que legal, né?

Extorsão pública

O deputado estadual Zezinho Guimarães (PMDB é um entre milhares de aracajuanos contrários ao exagerado aumento do IPTU. Segundo ele, o reajuste de 150% aplicado ao tributo é pior que os juros do cheque especial. Sem dinheiro para pagar o imposto, as pessoas correm risco de perderem suas moradias. “No bairro Porto Dantas, um oficial de justiça penhorou oito casas somente esta semana”, denunciou Zezinho. Uma lástima!

Forrobodó

Tá a fim de ariar a fivela? Pois agende-se para o próximo dia 30, quando acontecerá em Socorro a abertura do Forró Sirí. Estão previstos shows com as bandas Cintura Fina, Forró Maior, As Patricinhas do Forró e Samyra Show e Forró 100%. Então, vai perder?

Insegurança

O Centro de Convenções de Sergipe, único espaço público da capital para a realização de grandes eventos, pode ter as portas lacradas a qualquer momento. É que o Ministério Público Estadual pediu à Justiça a suspensão de todos os eventos realizados alí. Alega que o sistema de segurança do local está em petição de miséria, colocando em risco as vidas dos freqüentadores.

Respeito é bom

O espaço público é o ambiente mais citado por mulheres jovens como local em que não há segurança e onde elas se sentem mais desrespeitadas. Pesquisa da organização Énóis Inteligência Jovem indica que o 72% dos assédios físicos ocorreram com desconhecidos em transporte público, baladas ou parques. Cerca de 94% das entrevistadas relataram que já foram assediadas verbalmente nas ruas e 77% disseram que o assédio foi físico, desde estupro até o toque ou beijo forçado na balada. Cruz credo!

Ele acertou!

Desde ontem, chove a cântaros em Sergipe. A previsão do Centro de Meteorologia é que siga chovendo forte durante toda esta sexta-feira. E agora, tire onda com o competente Overland Amaral!

Recorte de jornal

Tintureiro_da_PolÃ-cia_-_Diário_de_Sergipe,_Aracaju,_18_de_abril_de_1958.jpg

Publicado no Diário de Sergipe em 18 de abril de 1958.

Resumo dos jornais