• Luxo Aju

Política by Adiberto de Souza

Estado de greve

A demora do governo de Sergipe em atender as reivindicações salariais dos servidores pode resultar numa greve geral, paralisando por completo a administração estadual. Mais de 10 sindicatos se uniram para cobrar a instalação de uma mesa geral de negociação e a reposição imediata das perdas com a inflação que, segundo dizem, já chegam a 20%. Enquanto isso, o governo vai empurrando o problema com a barriga, sempre com o mesmo discurso: a receita não cresce e as despesas com a folha de pessoal estão acima do limite prudencial da Lei de Responsabilidade Fiscal. Mas, se deu lado o Executivo se queixa da falta de dinheiro, do outro segue nomeando apadrinhados para bem pagos cargos em comissão. Este comportamento contribui para aumentar a insatisfação dos servidores. Sem outra alternativa, eles podem recorrer à greve visando pressionar o governo a substituir o discurso surrado pelo anúncio do tão cobrando reajuste salarial.

Pista perigosa

A falta de conservação da rodovia ligando Itabaiana a Ribeirópolis está preocupando o deputado estadual Georgeo Passos (PTC). Ele reivindica do governo a instalação de sinalização “olho de gato” e proteção em curvas perigosas. “Naquele trecho, a sinalização horizontal está muito desgastada, colocando em risco a vida de quem trafega pela rodovia”, afirma Georgeo.

Nova orla

O Diário Oficial de Sergipe circula nesta quinta-feira com edital de licitação para a contratação de uma empresa objetivando a construção da orla e da rede de esgotos sanitários em Canindé do São Francisco. As propostas devem ser encaminhadas até o dia 13 de agosto para a Secretaria de Estado do Turismo e do Esporte.

Padre lidera

O deputado estadual padre Inaldo (PCdoB) lidera a corrida como pré-candidato a prefeito de Socorro. Realizada no último dia 4 pelo Instituto Padrão, a consulta mostra o reverendo com 34,1% das preferências, enquanto o ex-prefeito Zé Franco (PDT) aparece com 29,9%. Maria da Taiçoca tem 14,1%, o deputado federal pastor Jony (PRB) vem bem atrás com apenas 8,8%. Com minguados 4,7%, Cleverton segura a lanterninha. Os indecisos são 2,5%, enquanto 4,7% dos entrevistados prometeram não votar em ninguém. A margem de erro da pesquisa é de 4,32%.

Alô, Procon!

Tem sido prática entre os postos de combustíveis de Aracaju só vender gasolina comum a dinheiro. Se o consumidor quiser pagar com cartão de crédito, é obrigado a abastecer o carro com gasolina aditivada, que é mais cara. Isso pode?

Bico seco

Há quase uma semana, a população de Riachuelo não sabe o que é ter água tratada nas torneiras. Enquanto o povo passa sede, a Deso faz ouvido de mercador, como se o desabastecimento não fosse um problema daquela estatal. Revoltados, os riachuelenses fizeram várias pichações na cidade exigindo o retorno imediato do abastecimento. Estão certíssimos!

Cidadania

A seccional sergipana da OAB e a diretoria de comunicação da Assembleia fecharam parceria para a produção, pela TV Alese, de um programa sobre cidadania. O entendimento foi firmado entre o diretor da Escola Superior de Advocacia, Márcio Conrado, e o diretor de comunicação do Legislativo, Marcos Aurélio. Durante o programa televisivo, advogados falarão sobre legislação e tirarão dúvidas da população. Muito bom!

Cadê o dinheiro?

A Justiça Eleitoral conclui hoje a fase de depoimentos no inquérito sobre o rumoroso caso das verbas de subvenções da Assembleia. O juiz Fernando Escrivani Stefaniu vai ouvir testemunhas sobre liberação de recursos para entidades indicadas pelos deputados estaduais Gustinho Ribeiro (PSD), Augusto Bezerra (DEM), Gilson Andrade (PTC), Zezinho Guimarães (PMDB) e Luiz Mitidieri (PMDB). O Ministério Público Federal suspeita que boa parte do dinheiro retornou para os parlamentares. Homem, vôte!

Dois mais dois

Pesquisa feita com jovens que terminaram o ensino médio mostra que há uma desconexão entre o que é ensinado nas escolas e os conhecimentos exigidos na vida adulta. Elaborado pela Fundação Lemann, o estudo revela que no campo do raciocínio lógico os jovens não dominam conteúdos básicos da matemática, têm dificuldades com estimativas de valores, com cálculos de descontos e reajustes, e para ler planilhas e gráficos. Uma lástima!

Crise braba

A queda da produção e as dificuldades financeiras levaram à redução do uso da mão de obra e a demissões. Pesquisa da CNI mostra que 60% das empresas do setor tomaram medidas extraordinárias para reduzir o uso de mão de obra, como férias coletivas ou diminuição no número de turnos. Nos últimos seis meses, as demissões atingiram metade das indústrias. E o governo de Sergipe ainda pretende aumentar em quase 50% o ICMS da energia elétrica consumida pelo setor industrial. Cruz credo!

Recorte de jornal

Animais_presos_-_Folha_de_Sergipe,_Aracaju_1_de_março_de_1908.jpg

Publicado na Folha de Sergipe em 1º de março de 1908.