• Luxo Aju

Presidente da APMAJU participa de ato da ANPM em Brasília



Na última terça-feira, 07, Dia Nacional da Advocacia Pública o presidente da Associação dos Procuradores do Município de Aracaju – APMAJU, Matheus Brito Meira, participou, em Brasília, de um ato que reuniu cerca de 40 procuradores municipais de vários pontos do país em frente ao Congresso Nacional.

A iniciativa da Associação Nacional dos Procuradores Municipais (ANPM), teve o objetivo de fortalecer a profissão, exigir uma regulamentação única para a carreira, além de denunciar um dado preocupante: Somente 35% dos municípios brasileiros têm procuradores. Com guarda-chuvas nas cores da associação, os manifestantes difundiram o lema da categoria: "O procurador de carreira é seu guarda-chuva anticorrupção".

“Viemos a Brasília para nos unir aos colegas de todo o Brasil a fim de mostrar para a população a importância da advocacia pública sobretudo a municipal, haja vista que ainda temos muitos municípios que não possuem procuradores de carreira. Nossa luta é justa e objetiva mostrar que somos verdadeiramente um guarda-chuva anticorrupção, pois um procurador de carreira possui compromisso com a coisa pública, onde o erário, aponta os caminhos para uma gestão pública eficiente com o cumprimento de políticas públicas que obedeçam à Constituição Federal e às leis do país”, destacou o presidente Matheus Brito Meira.

De acordo com o presidente da Associação Nacional dos Procuradores Municipais (ANPM), Carlos Mourão, o trabalho do procurador não pode ser limitado a gestão de um prefeito. Deste modo, ANPM defende a realização de concurso público para preencher as vagas e salários compatíveis com a função. “Nós temos um problema na carreira. Muitos procuradores municipais não são concursados, muitos são indicados pelo chefe do poder executivo. Em muitos municípios pequenos não têm procuradores e quando há, eles recebem pouco. Já vi procuradores recebendo R$ 1.800 por mês. "Nós somos o filtro da corrupção. E o guarda-chuva seria isso, a barreira que impede a corrupção de acontecer. A procuradoria existe para barrar casos que desrespeitem a lei, seja ela municipal, estadual ou federal", afirmou.

“Temos muito a avançar, para tanto devemos lutar para que a categoria seja reconhecida pelos gestores municipais como necessária ao desenvolvimento das cidades. Por fim quero parabenizar a todos os colegas advogados públicos pela dedicação e compromisso com os interesses da sociedade, destinatário final das nossas atividades”, enfatizou o presidente da APMAJU, Matheus Brito Meira.

#news #news

0 visualização