• Luxo Aju

Política by Adiberto de Souza



No mato sem cachorro

A violência cresce de forma acelerada e sem controle. O cidadão assiste atônito a ousadia dos criminosos, ao mesmo tempo em que se tornam cada vez mais corriqueiros os crimes com motivações pessoais ou sem sentido. É frágil a segurança pública, nosso sistema carcerário é ineficiente e temos ainda a conhecida impunidade que, apoiada por leis inadequadas à realidade, permite que assassinos desfrutem da liberdade como pessoas comuns. A Polícia se queixa que vive enxugando gelo, pois vive prendendo quem a Justiça solta para delinquir outra vez. E esta sensação de impunidade desestimula os policiais e assusta os cidadãos de bem. Estes, sem alternativa, se enclausuram em suas casas, enquanto os bandidos circulam livremente por aí à procura da próxima vítima. Aonde iremos chegar?

Nem aí!

E o governador Jackson Barreto (PMDB) não perdeu um minuto de sono com a ameaça de o comando do partido ser transferido para o deputado federal André Moura (PSC). JB não acredita que a direção nacional do PMDB – leia-se Romero Jucá - tenha coragem de intervir o diretório sergipano. Para não agravar a crise, o governador evita falar sobre as ameaças da executiva nacional: “Tudo a seu tempo”, esquiva-se Jackson, sempre que alguém lhe indaga sobre o assunto. Então, tá!

Buá, buá!

Dois jovens foram presos em Aracaju porque pularam a catraca do ônibus para economizar os R$ 3,50 da passagem. Levados à delegacia plantonistas, ambos foram informados que ficariam detidos à disposição da Justiça porque atentaram contra o transporte coletivo e ameaçaram o motorista. Sabedores que não iriam assistir ao show de Wesley Safadão, os dois arruaceiros caíram no choro. Bem feito!

Na terrinha

E quem está em Sergipe é o ministro do Desenvolvimento Social, Osmar Terra. Daqui a pouco ele estará em Tobias Barreto anunciado a liberação de R$ 15 milhões para a instalação de cisternas e aguadas, implantação do Programa Criança Feliz, além de entregar um caminhão-tanque à prefeitura.

Língua presa

Hospitais e maternidades serão obrigados a fazer o teste da linguinha em recém-nascidos. O procedimento serve para detectar se a criança tem o problema comumente chamado de língua presa. Segundo a Sociedade Brasileira de Fonoaudiologia, é uma conduta simples que pode fazer a diferença na vida da criança. O procedimento é muito simples, e alguns pediatras fazem na hora que a criança nasce, antes de entregá-la à mãe.

Nota vermelha

O prefeito de Lagarto, Walmir Monteiro (PSC), não gostou de saber que o deputado federal Fábio Reis (PMDB) deu nota 0,5 à administração lagartense. Ao ficar sabendo que a baixa nota contrariou o adversário, Reis saiu com essa: “Prefeito, vá trabalhar e deixe de balela”. Misericórdia!

Tocando o barco

As criticas oposicionistas parece não perturbar o prefeito de Aracaju, Edvaldo Nogueira (PCdoB). O comunista reconhece que “o blablablá da oposição é imenso”, porém garante que sua administração tem feito muito pela capital “nestes primeiros oito meses da gestão. Com muito esforço”, discursa.

Parada Gay

A presidente do DEM sergipano e pré-candidata a deputada federal Ana Alves foi a madrinha da Parada Gay, realizada ontem, no conjunto Bugio, em Aracaju. A demista não escondeu a alegria: “estou lisonjeada por ter sido escolhida, entre tantas, para ser a madrinha desta festa, que acontece há 23 anos”, frisou. Realizada no mês passado, a Parada Gay da Orla de Atalaia foi amadrinhada pela vice-prefeita da capital, Eliane Aquino (PT).

Orai por nós!

Os políticos sergipanos prestigiaram em peso a festa da padroeira de Nossa Senhora das Dores, na região do cotinguiba. Entre outros, estiveram por lá o governador Jackson Barreto (PMDB), o senador Antônio Carlos Valadares (PSB), deputados federais e estaduais. Todos desfilaram pelas principais ruas e avenidas da cidade com um olho no andor de Nossa Senhora e o outro nos eleitores. Aff, Maria!

Recorte de jornal


#política

0 visualização