• Luxo Aju

Valadares Filho: desenvolvimento regional significa melhor qualidade de vida e redução das desiguald


Para o presidente da Comissão de Integração Nacional, Desenvolvimento Regional e da Amazônia (Cindra), deputado Valadares Filho (PSB-SE), o verdadeiro desenvolvimento regional não se restringe à industrialização de uma região, mas também à melhoria dos índices de urbanização; de água beneficiada para consumo humano; de esgotos tratados; de resíduos sólidos devidamente reciclados ou descartados de maneira ecológica.


“Para nós, o desenvolvimento significa mais escolas, e principalmente mais qualidade de vida e redução das desigualdades regionais”, frisou Valadares Filho durante a abertura do Seminário Superando obstáculos à maior efetividade da política nacional de desenvolvimento regional, realizado ontem (17/10) pela Cindra.


Valadares Filho considera que promover o desenvolvimento regional não é algo simples ou fácil. São diversos fatores que devem ser considerados ao mesmo tempo. O deputado ressaltou que se tornou um lugar comum dizer que as soluções técnicas existem, mas o que falta é vontade política. Na opinião do deputado, mesmo quando se tem essas coisas juntas não se tem garantia do resultado.


“Nesse Seminário reunimos tanto especialistas no tema do desenvolvimento regional quanto parlamentares, ou seja, a força política. Mas, ainda assim, sabemos que estamos sujeitos a precisar de outros momentos como este, pois a superação dos impasses do desenvolvimento regional é complexa e não depende somente de técnicos e de políticos”. A promoção do desenvolvimento regional deve incluir ações que promovam melhorias dos índices de educação e das condições de acesso aos créditos de fomento.


Participaram do Seminário além dos parlamentares membros da Cindra, o secretário-executivo do Ministério da Integração Nacional, Mario Ribeiro e dirigentes dos Bancos do Nordeste do Brasil, da Amazônia e do Banco do Brasil. Os convidados discorreram sobre as políticas de concessão de crédito para as diversas regiões e também a respeito das medidas de superação dos obstáculos à efetividade da política nacional de desenvolvimento regional.