• Luxo Aju

Política by Adiberto de Souza



Almeida ofusca Belivaldo

Medindo as proporções, o secretário Almeida Lima (MDB), tem aparecido na imprensa mais do que o governador Belivaldo Chagas (PSD). De nada adiantou a substituição de cargos chaves na Secretaria da Saúde, pois Almeidinha segue tecendo loas à sua gestão e afirmando que “daqui não saio, aqui ninguém me tira”. E por que, embora já tenha deixado claro que deseja ver o auxiliar pelas costas, Belivaldo ainda não o exonerou? Há quem garanta que o “Galeguinho” tem medo de contrariar o ex-governador Jackson Barreto, primo querido de Almeida. Outros dizem, à boca miúda, que o secretário possui cartas na manga para torná-las públicas se for exonerado. Seja lá o que for, o fato é que Belivaldo está se mostrando um gestor fraco, a ponto de não ter coragem nem para substituir um secretário, mesmo tendo o apoio político para fazê-lo.

Repetindo 1998

As pré-candidaturas de Valadares Filho (PSB) ao governo e do pai Antônio Carlos Valadares (PSB) ao Senado lembram as eleições de 1998. Naquele ano, o casal João Alves Filho e Maria do Carmo – ambos do DEM - enfrentou Albano Franco (PSDB) e Jackson Barreto (MDB) na disputa para o governo de Sergipe e o Senado. Os eleitos naquele pleito foram Albano e Maria. Será que, ao tentar repetir a chapa familiar de 98, Valadares pai pensa em sacrificar o filho para garantir a própria reeleição? Homem, vôte!

Agora vai!

Será nesta quinta-feira, o lançamento da candidatura de Vera Lúcia (PSTU) à presidência da República. Operária sapateira e sindicalista, que reside em Aracaju desde criança, a presidenciável é graduada em Ciências Sociais. Antes dessa empreitada, Vera já se candidatou a vereadora, vice e prefeita de Aracaju, vice e governadora de Sergipe, além de deputada federal. A festa de lançamento da candidatura acontecerá no Cotinguiba Esporte Clube, em Aracaju. Prestigie!

Feira da xepa

Dia desses, o deputado federal André Moura (PSC) e o pastor Heleno Silva (PR) circularam de mãos dadas pela grande feira de Itabaiana. O episódio fez lembrar um fim de feira, quando os alimentos já estão com validade vencida e, por isso mesmo, são vendidos por qualquer tostão. No caso dos dois fichas-sujas a situação é pior, pois a Justiça deve impedir o PSC e o PR de expor André e Heleno nas bancas da eleição de outubro. Marminino!

Bons empregos

Uma ótima notícia: estão oferecendo empregos, com bons salários para poucas horas de trabalho, em ambiente refrigerado e com direito a faltar sem justificativa. Exige-se dos interessados apenas que tenham um QI dos mais elevados. Portando, se você não tem Quem o Indique para uma dessas vagas é bom nem passar na porta do Palácio do Governo, onde ocorrerá a seleção para substituir parte dos comissionados contratados no governo de Jackson Barreto (MDB). Crendeuspai!

Pega pra capar

Ao botar pra correr o ainda presidente Michel Temer (MDB), os paulistas deram um bom exemplo a ser seguido: o povo deve enxotar de suas portas políticos fichas-sujas, mequetrefes e demagogos, afugentando-os com quatro pedras nas mãos. Aliás, deve fazer o mesmo com quem se apresentar como candidato apoiado pelo temerário presidente fujão. Aff Maria!

Troca de mãos

Será hoje a posse de Gabriel Campos como diretor-presidente da Companhia de Saneamento de Sergipe (Deso). Indicado pelo PDT, ele substitui o engenheiro Carlos Melo, que estava na direção da estatal desde janeiro de 2015. Técnico em edificação, o novo manda chuva da Deso é funcionário e carreira da companhia desde 2005. Boa sorte!

Bem na fita

Reeleito presidente da Fecomércio, o deputado federal Laércio Oliveira (PP) é forte candidato à presidência da Confederação Nacional do Comércio. Segundo publica a Coluna Esplanada, o parlamentar sergipano possui propostas de renovação e é um ficha-limpa. A poderosa CNC tem centenas de milhares de associados, um orçamento anual bilionário no Sistema S, controla bom saldo na conta e possui um patrimônio imobiliário invejável.

Cavalice

As tradicionais cavalgadas realizadas em Sergipe expõem a crueldade como os animais são tratados. Enquanto os participantes da festa de divertem, os cavalos passam todo o dia sem água, alimentação e descanso. Até éguas prenhas são massacradas por chibatas e afiadas esporas. Alguém precisa intervir contra isso para que as cavalgadas não fiquem cada dia mais assemelhadas à sangrenta e proibida farra do boi de Santa Catarina. Lastimável!

Mister Money

Veja o que o senador Antônio Carlos Valadares (PSB) publicou nas redes sociais: “Disseram-me que “Mr. Money” resolveu acelerar o assédio a seus contatos. Sem a mínima cerimônia, oferta-lhes cifras milionárias (com dinheiro vivo) na tentativa de reverter seus índices de rejeição e garantir-lhe um mandato parlamentar. O céu é o limite. De onde vem tanta grana?". Ganha uma mariola quem souber a verdadeira identidade do Mister Money. Cruzes!

Recorte de jornal


Publicado no aracajuano Jornal de Notícias, em 22 de fevereiro de 1932.

#política

0 visualização