• Luxo Aju

Política by Adiberto de Souza



Traficantes de consciência


Verdadeira ou não, a denúncia de compra de votos contra o senador Eduardo Amorim (PSDB) e os deputados federal André Moura (PSC) e estadual Luciano Pimentel (PSC) reacende o debate sobre a corrupção eleitoral. Em pleno século 21, persiste no Brasil, em particular no Nordeste, o criminoso comércio de consciências, como se o cidadão fosse uma reles mercadoria usada em troca de mandatos eletivos. Agora mesmo, a Justiça Eleitoral de Sergipe condenou por compra de votos os atuais prefeitos de Canindé, Ednaldo da Farmácia (PP), e de Poço Redondo, Ademilson Chagas (PRB). Os políticos que confundem o eleitor com bois de cabresto são uns mequetrefes, mas o sujeito que negocia a própria consciência é tão patife quanto quem compra. O lastimável nisso tudo é que os candidatos sérios, dispostos a trabalhar em favor da coletividade e que não aceitam este jogo safado, acabam sendo derrotados. Claro que é necessário punir os maus políticos, mas enquanto parte do povo continuar vendendo a consciência por alguns trocados, o vergonhoso comércio de votos permanecerá florescente.


Fantasmas assustam


A prisão de Sérgio Costa Viana deixou claro que muita gente fina ainda será atropelada pelo trem fantasma que circulou na Prefeitura de Aracaju. Acusado de facilitar o acesso dos passageiros ao Maria Fumaça conduzido pelo ex-prefeito João Alves Filho (DEM), Sérgio foi preso sob a acusação de obstruir as investigações. Antes dele e pelo mesmo motivo, a ex-presidente do Democratas, Ana Alves, também passou algumas semanas vendo o sol nascer quadrado. Aff Maria!


Comunista reage


Em nota, a Prefeitura de Aracaju informa estranhar a nova ação do Ministério Público, uma vez que, o Tribunal de Justiça já negou a existência de nepotismo na atual administração. “Segundo decisão do judiciário, a nomeação de Mônica Passos não caracterizou ato de improbidade administrativa. O TJ conclui que inexiste relação de parentesco direto entre Mônica e o prefeito Edvaldo Nogueira (PCdoB)”. Então tá!


Perdas e danos


E o promotor de Justiça Toinho Vila Nova quer ser indenizado por perdas e danos pelo Conselho Nacional do Ministério Público. Ele não aceita ter sido punido com o afastamento do cargo por 45 dias, sob a alegação de que expos indevidamente o imposto de renda do ex-deputado Sérgio Reis. Segundo o competente e sério promotor, o Conselho preferiu acreditar na palavra do político processado, em vez de considerar todas as provas documentais e testemunhais apresentadas no processo. Homem, vôte!


Olho da rua


O primeiro ato da multinacional Mosaic, recém-chegada em Sergipe, foi promover demissões a torto e a direito. Conforme o deputado federal João Daniel (PT), a empresa americana nova dona da Vale Fertilizantes já demitiu mais de 80 trabalhadores. O parlamentar denuncia que projeto os gringos é colocar no olho da rua cerca de 400 trabalhadores. Um absurdo!


Sinal digital


A Seja Digital estará presente na Feira de Potencialidades, que acontece nesta sexta-feira, no bairro América, em Aracaju. A equipe da entidade responsável por operacionalizar a migração do sinal analógico de TV para o digital estará à disposição para informar sobre o desligamento do sinal, além de fazer o agendamento das famílias com direito a receber gratuitamente o conversor e a antena digital.


Força feminina


Acontece hoje a posse das dirigentes do Mulher-Democratas. Será a partir das 19 horas, no Hotel SESC, localizado na Orla de Atalaia, em Aracaju. As estrelas da festa demista serão a senadora Maria do Carmo Alves e o pré-candidato a governador Mendonça Prado.


Briga verbal


Não convidem para o mesmo palanque os vereadores aracajuanos Cabo Amintas (PTB) e Professor Bittencourt (PCdoB). O primeiro acusa o comunista de ter feito negociatas com os colegas de parlamento e, por isso, deveria ser preso. No estilo professoral, Bittencourt prometeu processar o militar, lembrando que o ônus da prova é de quem acusa: “Não descerei a um nível tão próximo do esgoto”. Misericórdia!


Erro corrigido


É inconstitucional a regra da minirreforma eleitoral limitando a transferência de recursos do Fundo Partidário para financiar as campanhas de mulheres. Segundo o Supremo Tribunal Federal, o dinheiro deve ser distribuído pelos partidos igualitariamente entre candidaturas de homens e mulheres. A norma derrubada pelo STF determinava que os partidos reservassem o mínimo de 5% e máximo de 15% do Fundo para as campanhas femininas. Vai ser machista assim no inferno!


Folclore em festa


Como parte das comemorações do aniversário de Aracaju, será inaugurado amanhã, o Largo da Gente Sergipana, no centro da capital. A festa prevê um cortejo de grupos culturais, apresentação da Orquestra Jovem de Sergipe, desfile de canoas tototós pelo rio Sergipe e show pirotécnico. Prestigie!


Recorte de jornal

Publicado no jornal aracajuano Rumo, em 25 de dezembro de 1953.