• Luxo Aju

Política by Adiberto de Souza



Bodega trocou de dono


Comandada nas últimas eleições pelo dublê de político e empresário Edvan Amorim, a bodega de partidos está sob nova direção. Agora, o orgulhoso bodegueiro é o deputado federal André Moura. A vergonhosa birosca expõe nas prateleiras legendas de todas as cores e para todos os gostos, com destaque para nanicos como o PSC, Avante, PEN, PR e Solidariedade. Na última semana, a bodega de André foi visitada por um grande número de políticos vira casacas, interessados em “comprar” um partido para chamar de seu. No Brasil, trocar de legenda é tão simples quanto mudar de camisa, pois boa parte das mais de 30 siglas existentes não passa de mero produto para atender aos gostos do “freguês” interessado em comprar uma candidatura. Enquanto esse “negócio” continuar rendendo lucros eleitorais aos donos dessas quitandas, a política permanecerá fedendo mais do que produtos estragados em fim de feira.


O novo velho


Sergipe está com novo governador desde sábado passado. Quem manda agora no estado e Belivaldo Chagas (PSC). Ele sucedeu Jackson Barreto (MDB), que renunciou para concorrer ao Senado. A troca de postos, contudo, não permite antever alterações radicais no gerenciamento da máquina pública. A mudança mais perceptível será a troca da foto do velho pela do novo governador. Aff, Maria!


De pior a pior


Carente de uma política de segurança pública que amedronte os criminosos, a polícia sergipana segue com a triste tarefa de contar cadáveres e abrir inquéritos. Somente no último final de semana, 19 pessoas foram assassinadas em Sergipe. Pior é que, mesmo com a mudança de governador, tudo deve continuar como dantes no quartel de Abrantes. Cruz credo!


Olho por olho


A Polícia abateu a tiros quatro suspeitos de crimes. No sábado, foram fuzilados os dois elementos que teriam baleado o cabo/PM Hora para lhe roubar a pistola. No domingo, foi abatido o sujeito que assassinou o guarda municipal de Aracaju, Paulo Sérgio de Oliveira. Também ontem, policiais eliminaram Júnior Valter, acusado de tráfico de drogas e homicídios. A Polícia alega que os quatro criminosos reagiram à ordem de prisão. Então, tá!


Cuia de votos


Comenta-se à boca miúda pelas esquinas de Sergipe que o dublê de político e empresário Edvan Amorim (PR) pensa em disputar novamente uma cadeira na Assembleia. O projeto do moço estaria dependendo do apoio político do deputado federal André Moura (PSC). Em sendo verdade, quem sabe agora o empresário será melhor sucedido do que em 2014, quando obteve uma cuia com apenas 156 votinhos. Misericórdia!


O escolhido


E o deputado estadual Gustinho Ribeiro trocou o PRP pelo Solidariedade. O moço também deve mudar de lado, passando a engrossar a bancada da oposição na Assembleia. Ex-líder do governo, o político lagartense recebeu apoio integral do deputado André Moura (PSC) à sua pré-candidatura à Câmara Federal. André disse, inclusive, que Gustinho será seu substituto natural no Congresso.


Pra todo gosto


A seis meses da eleição presidencial, pelo menos 17 nomes já se colocaram publicamente na disputa. Entre eles está Vera Lúcia (PSTU), residente em Aracaju e que já se candidatou a vereadora, vice e prefeita da capital, vice e governadora de Sergipe, além de deputada federal. Também deverão ter candidatos à Presidência o PSDB, Podemos, PDT, PTC, PSOL, PSL, Novo, PSDC, PRTB, PCdoB, Rede, PSC, DEM, MDB, PSB e PT. É candidato pra todo gosto. Crendeuspai!


Quer saber


O governador Belivaldo Chagas (PSD) quer uma boa explicação para o Centro de Nefrologia do Hospital de Urgência, que foi desmontado um dia após a inauguração. O secretário da Saúde, Almeida Lima, terá que explicar o que de fato ocorreu e quando o centro funcionará pra valer. Nem precisa dizer que o desmonte da unidade causou grande revolta, principalmente entre os renais crônicos. Marminino!


Melhor só


O PPS não se interessa por coligações para as eleições para a Assembleia e a Câmara Federal. Segundo Clóvis Silveira, presidente estadual do partido, os pré-candidatos proporcionais da legenda não têm qualquer interesse em alianças com outras siglas. O PPS deve apoiar candidatos ao governo e ao senado indicados por partidos da oposição ao governo estadual.


Time reforçado


E o deputado federal Fábio Mitidieri não esconde a alegria com as novas conquistas do PSD sergipano. Além do governador Belivaldo Chagas, entraram para as fileiras pessedistas os deputados estaduais Robson Viana e Gorette Reis.


Recorte de jornal

Publicado no jornal O Tempo, em 20 de janeiro de 1949.