• Luxo Aju

Política by Adiberto de Souza



Ninho de ratos


Chegamos a mais um ano eleitoral sem aprovar a tão necessária Reforma Polícia, tema recorrente no país, mas que não avança no Congresso. Prometida há anos, esta importante reforma não sai do papel simplesmente por não interessar aos políticos com mandatos. Qual deputado ou senador, eleito graças às malas pretas, caixas dois, compra de votos e outras cositas más vai querer moralizar as campanhas eleitorais, defender eleições justas? Os poucos parlamentares que discordam da maioria até podem se esgoelar nas tribunas dos parlamentos, porém não conseguirão aprovar nada que contrarie o enorme e fedorento ninho de ratos instalado no Congresso Nacional. Uma lástima!


Chapas ameaçadas


Em Sergipe, duas projetadas chapas majoritárias podem não sobreviver quando do pedido de registro à Justiça Eleitoral. Na oposição, os pretensos candidatos ao senado Heleno Silva (PRB) e André Moura (PSC) são condenados em 2ª instância sendo, portanto, fichas-sujas. No lado governista é Rogério Carvalho (PT) quem pode ter barrado o sonho de se eleger senador por também ser ficha-suja. Crendeuspai!


Filhotes vão às urnas


Alguns políticos sergipanos estão pavimentando as candidaturas dos herdeiros. Entre os pimpolhos pré-candidatos a uma cadeira na Assembleia Legislativa se destacam Talysson Costa, filho do prefeito de Itabaiana, Valmir de Francisquinho; Maísa Mitidieri, filha do deputado estadual Luiz Mitidieri; Ibrahim Monteiro, filho do prefeito de Lagarto, Valmir Monteiro; e Breno Silveira, sobrinho do ex-deputado estadual Ilzo Silveira. Este último conta ainda com o apoio irrestrito do sogrão Almeida Lima. Esta nota foi extraída do caderno social do Jornal da Cidade, editado pela colega Thais Bezerra.


Pelo retrovisor


A crise da saúde pública tem dado o tom ao discurso do senador Eduardo Amorim (PSDB), pré-candidato ao governo de Sergipe. Dia sim outro também, o tucano apregoa que o setor vive uma situação caótica. Será que, entre 2003 e 2004, quando Eduardo Amorim foi secretário estadual da saúde, a situação era melhor do que hoje? Homem, vôte!


Greve ou feriadão?


Para pegar carona na greve dos caminhoneiros, os petroleiros decidiram cruzar os braços por 72 horas. Entre outras coisas, protestam contra os constantes reajustes nos preços da gasolina e do gás de cozinha. O movimento paredista vai começar na próxima quarta, continua na quinta - feriado de Corpus Christi - e prossegue na sexta-feira. E para descansar, os grevistas botam as pernas pro ar nos sábado e domingo próximos. Vem cá, é greve ou feriadão? Marminino!


Estado de emergência


O prefeito Edvaldo Nogueira (PCdoB) decretou estado de emergência em Aracaju devido a paralisação dos caminhoneiros. Pelo decreto, está assegurado o funcionamento dos serviços públicos essenciais, tendo sido descartada a decretação de ponto facultativo nas repartições municipais. Então, tá!


Sem efeito


Para livrar o ex-prefeito de Aracaju, João Alves Filho (DEM), do processo sobre contratação de servidores fantasmas, o advogado Cristiano Cabral quer provar à Justiça que o demista sofre do mal de Alzheimer. O causídico diz, inclusive, haver indícios de que quando era prefeito, “ele já sofria com o mal”. Em sedo isso verdadeiro, como ficam todos os atos oficiais assinados por João Alves na Prefeitura? Misericórdia!


Parente de quem


De um bebinho, num boteco de Aracaju, invocado com os constantes aumentos nos preços dos combustíveis: “Vem cá, este tal de Pedro Parente, presidente da Petrobras, é parente de quem mesmo? Deve ser de alguém muito poderoso pra não ter recebido ainda cartão vermelho”. Aff, Maria!


Pregando um golpe


Segundo o pré-candidato ao governo de Sergipe, Mendonça Prado (DEM), o governo que usa as forças armadas para retirar os caminhoneiros das rodovias, não percebeu que os brasileiros torcem para as forças armadas retirarem Michel Temer da presidência, passarem um período botando ordem no país, e depois convocarem eleições. Alguém precisa dizer a Mendoncinha que isso ocorreu em 1964, porém, em vez de convocarem eleições como prometeram, os militares golpistas ficaram no poder por mais de 20 anos. Ditadura nunca foi, nem será a solução para nada!


Mesmo sexo


Mais de 19 mil casamentos homoafetivos já foram realizados em todo o país. A maioria foi de casais formados por mulheres. Segundo o IBGE, elas representaram 50,3% dos casamentos homoafetivos. A oficialização desse tipo de união cresceu depois da resolução 175/2013 do Conselho Nacional de Justiça proibindo os cartórios de se recusarem a casar pessoas do mesmo sexo. Legal!


JB abre o verbo


O ex-governador Jackson Barreto (MDB) não economiza nas críticas ao ainda presidente Michel Temer (PNDB): “Não bastassem os 14 milhões de desempregados e a fome voltando a rondar os lares dos brasileiros, o governo Temer coloca o país à beira do colapso. Eu não contribuir para isso. Os que possibilitaram a instalação do atual governo precisam assumir suas responsabilidades. Não dá pra tentar se esconder sob o manto do silêncio”, discursou. É vero!


Recorte de jornal


Publicado no jornal aracajuano O Tempo, em 2 de abril de 1949.