• Luxo Aju

Política by Adiberto de Souza




Sukita, o encardido


O candidato a deputado federal Manuel Sukita (PTC) é mais sujo do que pau de galinheiro. Pelo menos foi o que concluiu o pleno do Tribunal Regional Eleitoral que indeferiu sua candidatura. E há motivo de sobra para puni-lo: Sukita possui condenação criminal transitada em julgado, já foi condenado em 2ª instância por improbidade administrativa e teve as contas rejeitadas pelo Tribunal de Contas de Sergipe. Apesar de tanta sujeira, o danado promete recorrer contra a inelegibilidade. Então, tá!


Memórias de Dirceu


O petista José Dirceu estará em Aracaju na próxima sexta-feira. Vem lançar o livro "Zé Dirceu Memórias Vol. 1". Condenado a mais de 30 anos de cadeia por corrupção, organização criminosa e lavagem de dinheiro, Dirceu escreveu o livro quando estava preso e o dedicou ao ex-presidente Lula da Silva (PT). A noite de autógrafos acontecerá na sede do Partido dos Trabalhadores, na avenida Barão de Maruim, centro da capital.


Fora do jogo


E o PSL do candidato a governador João Tarantela segue impedido de participar das eleições. Por maioria, o TRE manteve o partido inabilitado para concorrer do pleito porque são direção não reservou 30% das candidaturas para as mulheres. Diante da decisão de ontem, Tarantela vai recorrer ao Tribunal Superior Eleitoral para continuar fazendo campanha sub judice. Aff Maria!


Sem sobrenome


Jackson Barreto (MDB) anda tirando a maior chinfra com o candidato a governador Eduardo Amorim (PSDB), tudo porque o tucano resolveu não usar o sobrenome. “Ele quer esconder o fato de ser irmão de Edvan, seu mentor político”, afirma o candidato a senador. JB diz não entender como uma pessoa omite o próprio sobrenome: “Para mim, é uma grande honra usar os nomes dos meus pais”, afirma. Danou-se!


Cabo valentão


Depois do que o vereador Cabo Amintas (PTB) disse na Câmara de Aracaju, é bom o candidato a senador pastor Heleno Silva (PRB) se prevenir. O cabo parlamentar não gostou de ouvir o evangélico sugerir que alguns militares tentaram desgastá-lo politicamente: “Os meus policiais ninguém ameaça. Se o fizer, eu vou pra cima do pastor, que pode começar as orações porque o bicho vai pegar”. Crendeuspai!


Lorota boa


E o candidato a governador Mendonça Prado (DEM) está prometendo devolver a paz e a tranquilidade a Sergipe. Ele lembra ao eleitor, inclusive, “dos bons tempos de ficar na porta de casa conversando com os amigos e vizinhos, sem nenhum perigo”. Oxente, e por que Mendoncinha não devolveu esta prometida tranquilidade aos sergipanos quando foi secretário da Segurança Pública? Marminino!


Arregaçou as mangas


O prefeito de Aracaju, Edvaldo Nogueira (PCdoB), garante que “Sergipe não vai cair em mãos erradas”. Segundo ele, o estado continuará avançando “com o grupo que trabalha pelo povo e para o povo”. O comunista promoveu, ontem, uma caminhada na capital em favor das candidaturas de Belivaldo Chagas (PSD), ao governo, e de Jackson Barreto (MDB) e Rogério Carvalho (PT), ao Senado. Para tristeza da oposição, o prefeito está com a corda toda. Danou-se!


Muitos já têm “e-Título”


Até agora, mais de 72 mil pessoas já baixaram o aplicativo “e-Título” em Sergipe. A ferramenta visa facilitar a portabilidade do documento. O “e-Título” permite que as informações eleitorais atualizadas estejam sempre à disposição do cidadão, sem a necessidade de ele ter que ir ao Cartório Eleitoral solicitar a segunda via do título. Legal!


Greve historiada


Será amanhã, o lançamento do livro-reportagem “Nem copo de cachaça nem prato de comida: a primeira greve dos comunicadores sergipanos”. De autoria do jornalista Henrique Maynart, e publicado pela Editora do Estado de Sergipe, o livro conta a história da greve realizada em 1991 e que paralisou a imprensa sergipana. O lançamento está marcado para às 17 horas, no Centro Cultural de Aracaju. Prestigie!


Recorte de jornal

Publicado no jornal Correio de Aracaju, em 31 de agosto de 1926.