• Luxo Aju

Política by Adiberto de Souza


De olho em 2020


Políticos com ou sem mandatos vão passar este ano se preparando com vistas às eleições de 2020. Por sua vez, os prefeitos com direito à reeleição estão correndo atrás de recursos para melhorar os serviços públicos visando angariar a simpatia da população. Esta, porém, não será uma tarefa fácil, pois até aprovar a Reforma da Previdência o governo federal deve manter a torneira fechada. Na espreita, a oposição passará o ano torcendo pelo fracasso dos prefeitos, na tentativa de aumentar sua chance de sucesso no próximo pleito. Portanto, mesmo este sendo um ano sem disputa eleitoral, a classe política não moverá uma palha sem pensar nas futuras eleições. E assim caminha a humanidade.


Liberdade difícil


A defesa do prefeito de Lagarto, Valmir Monteiro (PSC), promete impetrar hoje com um habeas-corpos em seu favor. Preso na última sexta-feira, o gestor é acusado de lavagem de dinheiro. Há quem garanta que dificilmente Valmir será solto antes do Carnaval. Preso em novembro passado sob a mesma acusação, o prefeito de Itabaiana, Valmir de Francisquinho (PR), ficou 15 dias atrás das grades e, mesmo estando solto, ainda não reassumiu a prefeitura. Homem, vôte!


Pedindo socorro


Os cerca de 300 empregados da fábrica de laticínios Sabe vão pedir socorro ao ex-governador Albano Franco (PSDB). Querem que o tucano convença o filho Ricardo Franco a não fechar a indústria de laticínios, que entrou em processo de hibernação há um mês. Os trabalhadores da Sabe esperam de Albano o mesmo empenho demonstrado por ele contra a hibernação da Fábrica de Fertilizantes Nitrogenados (Fafen), de Laranjeiras. Marminino!


Pedra da morte


A pedra da morte custa uma ninharia e está ao alcance de todos. Atrai, indistintamente, ricos e pobres, crianças e adultos, desempregados e trabalhadores. Há registros de índios que usam o entorpecente. O crack invadiu as cidades do interior e as fazendas. Subproduto da cocaína, a droga virou uma epidemia nacional, que causa dependência e morte aos usuários. Uma lástima!


Dou-lhe uma...


Quem dispor de R$ 5,9 milhões pode arrematar o prédio e parte do parque gráfico do jornal Cinform, em Aracaju. Convocado pela Justiça do Trabalho, o leilão está marcado para o próximo dia 28 com o objetivo de captar recursos para indenizar os mais de 100 trabalhadores demitidos com o fechamento do semanário impresso. O imóvel a ser leiloado possui quatro andares e mais de 1,8 mil metros quadrados. Tá interessado?


Conversa tucana


Veja o que publicou em O Globo o jornalista Lauro Jardim: “Geraldo Alckmin, ao seu estilo, cumprimentou um a um na reunião da executiva do PSDB, anteontem, em São Paulo. Eduardo Amorim não perdoou. Assim como Alckmin, ele é anestesista e foi derrotado nas urnas, na disputa pelo governo do Sergipe. Ao receber o abraço do correligionário, Amorim mandou: - É, Alckmin, agora só o que nos resta é nos juntarmos e abrirmos uma clínica contra a dor”. Misericórdia!


Que bandeira!


Alguém precisa informar à Prefeitura de Aracaju sobre o sumiço da Bandeira do Brasil, que tremulava no enorme mastro cravado no centro na Praça da Bandeira. Será que roubaram aquele símbolo nacional ou simplesmente o vento esfarrapou o pano? Seja o que tenha sido não custa muito a Prefeitura mandar colocar outra Bandeira naquela praça. Crendeuspai!


Abaixo a LGBTfobia


E o senador Alessandro Vieira (PPS) apresentou um projeto criminalizando a discriminação por orientação sexual e identidade de gênero, a LGBTfobia. Segundo ele, por conta da homofobia ou transfobia, uma pessoa LGBT é morta no Brasil a cada 28 horas. “Precisamos definir e punir esses crimes de ódio e intolerância”, afirma Alessandro. Ele explica que o projeto visa “proteger toda a população, LGBT ou não”. Certíssimo!


Ai que dor!


A dor crônica é relatada por 37% da população. Segundo pesquisa da Sociedade Brasileira para Estudo da Dor, a faixa etária média de ocorrência da dor é 41 anos. Em relação ao sexo, as mulheres são maioria entre os relatos de dores crônicas. O uso de celulares e tablets pode ser um fator que contribua para o aumento de dores crônicas. Práticas saudáveis, como boa alimentação e atividade física regular são medidas de prevenção para este tipo de dor.


Fafen debatida


O ex-presidente da Petrobras, Sérgio Gabrielli, está em Aracaju para participar da audiência pública sobre a hibernação e os riscos de privatização da Fábrica de Fertilizantes Nitrogenados (Fafen), em Laranjeiras. Marcado para daqui a pouco, no plenário da Assembleia, o evento é promovido pelos deputados petistas João Daniel e Iran Barbosa, além da CUT e do Sindipetro. Sérgio Gabriele vai falar sobre os prejuízos causados a Sergipe pela hibernação da fábrica pertencente à Petrobras. Prestigie!


Recorte de jornal

Publicado no jornal estanciano A Razão, em 26 de maio de 1912.