• Luxo Aju

Política by Adiberto de Souza


Gazeteiros bem pagos


Diferente dos servidores públicos e operários, que labutam de sol a sol em troca de míseros salários, boa parte dos parlamentares só aparece no trabalho quando bem quer e entende. Na edição desta quarta-feira, o Jornal da Cidade escancara a preguiça de alguns vereadores aracajuanos. Segundo a reportagem, das 66 sessões deste ano, Manuel Marcos (PSDB) faltou a 31. Mas o tucano não está só: também são figurinhas raras na Câmara os vereadores Zezinho do Bugio (PTB), Thiago Batalha (PMB) e Camilo Lula (PT). Os dois primeiros somam 22 faltas e o petista 20. Até Nitinho Vitale (PSD), presidente do Legislativo, é pouco afeito ao trabalho, tendo se ausentado a 19 das 66 sessões plenárias deste ano. Lamentável é que, enquanto os gazeteiros batem pernas cuidando de afazeres particulares, projetos de Lei do interesse da população “dormem” nos acarpetados gabinetes. Tomara que nas eleições de 2020 os aracajuanos reprovem os vereadores relaxados por baixíssima frequência ao trabalho. Misericórdia!


Olhos da cara


Você sabe quanto custa um vereador de Aracaju? Pasmem: os aracajuanos pagam em média R$ 55 mil mensais para manter cada um dos 24 vereadores da capital. São R$ 25 mil para custear a assessoria parlamentar, outros R$ 15 mil de verba indenizatória para gastar com o que desejar, além do salário de R$ 15 mil. Isso sem contar os dois carros a que cada um tem direito. Êita, vidão!


Grana prometida


E quem deu com os costado na Prefeitura de Aracaju foi a senadora Maria do Carmo Alves (DEM). Recebida pelo prefeito Edvaldo Nogueira (PCdoB), a demista prometeu direcionar recursos para a capital através de emendas ao Orçamento da União. O prefeito e a senadora agendaram um novo encontro para definirem as áreas da administração que devem receber recursos federais. Ah, bom!


Vão às urnas


Os eleitores de São Francisco, na região ribeirinha de Sergipe, vão às urnas no próximo dia 1º de dezembro. Marcada, ontem, pelo Tribunal Regional Eleitoral, a eleição suplementar visa substituir a prefeita e o vice, respectivamente, Altair Nascimento (PSB) e Manoel Messias Araújo (PSD). Os dois foram cassados porque prometeram empregos em troca de votos. Altair foi substituída interinamente pelo presidente da Câmara de Vereadores, Gilvânio Santana Silva, o “Marreta” (PSDB). Vixe!


Briga no aquário


E o presidente do PSC de Aracaju, Clóvis Silveira, procurou a Coluna para dizer que não tem nada a ver com as insatisfações partidárias dos deputados Gilmar Carvalho e federal Valdevan Noventa: “Por favor, me tire desse bolo”, pediu. Segundo Clóvis, os insatisfeitos querem trocar de legenda porque o partido dos peixinhos não tem recursos para custear campanhas eleitorais. Mesmo dizendo não ter nada contra Gilmar, Silveira

lembrou que o deputado troca mais de partido do que de camisa. Quanto Valdevan, Clóvis gosta tanto dele que o chama de “Pedra Noventa”. Crendeuspai!


É fogo!


Nem todo mundo respeita a lei estadual que exige a presença de bombeiros civis em eventos e locais de grande circulação de pessoas. A denúncia é de Luiz Magalhães, presidente do sindicato da categoria. Segundo ele, muitas empresas preferem desprezar a segurança a contratar bombeiros civis. Durante audiência pública para discutir o cumprimento da lei, o sindicalista lembrou que a categoria é uma verdadeira força auxiliar: “Fazemos parte da segurança pública e somos importantes para toda sociedade”, diz. É vero!


Preso queixoso


Vem do presídio Bangu 8, no Rio, a informação de que o presidiário Eduardo Cunha (MDB) está muito queixoso com o ex-deputado André Moura (PSC). Tudo porque, mesmo sendo secretário do governo carioca, o político sergipano ainda não foi visitar o amigo na cadeia. A queixa de Cunha se justifica, pois quando era o todo poderoso em Brasília, o emedebista indicou André para ser o líder do governo no Congresso. Como se diz lá em Carira, dor de barriga não dá só uma vez. Marminino!


Veneno na mesa


Mesmo estando na China, o senador Rogério Carvalho (PT) não perde uma chance para espinafrar o presidente Jair Bolsonaro (PSL). Segundo o petista, o capitão de pijama acaba de liberar o uso no Brasil de novos 63 agrotóxicos, totalizando 325 pesticidas já registros somente este ano. Rogério lamenta que o governo Bolsonaro corte recursos para a saúde ao tempo em que enche a mesa do povo de veneno. “Este governo da necropolítica tem desprezo pela vida”, fustiga Carvalho. Homem, vôte!


De olho em 2020


O PRB promove, amanhã, um workshop sobre política e cidadania. Marcado para às 14h, num hotel da orla de Aracaju, o evento também servirá para o partido anunciar alguns pré-candidatos a prefeito no interior de Sergipe. O presidente estadual do partido, pastor Jony Marcos, explica que o workshop visa preparar a juventude e os novos filiados para o pleito que se avizinha. Evento idêntico deve acontecer, sexta-feira próxima, em Nossa Senhora da Glória. Então, tá!


Quatro a zero


A Polícia sergipana meteu bala em quatro suspeitos de homicídios que teriam reagido à voz de prisão. O arranca-rabo aconteceu em Cristinápolis, onde os fuzilados teriam matado três pessoas no último domingo. Na mesma empreitada, a Polícia prendeu outros três bandidos e recuperou três revolveres, uma escopeta e 17 munições. Aff Maria!


Rumo à bancarrota


A crise econômica do Nordeste será agravada com o desinvestimento anunciado pela Petrobras. A Federação Única dos Petroleiros alerta que queda na renda na região provocada por esse encolhimento da estatal será significativa. Do ponto de vista dos impactos sociais, haverá a ampliação do desemprego. Para se ter uma ideia do que isso significa, apenas em Sergipe estão ameaçados os empregos dos cerca cinco mil trabalhadores do setor petrolífero. Só Jesus na causa!


Batismo de fogo


De um bebinho papa hóstia numa bodega de Aracaju: “Diante da estreita relação de amizade entre o presidente Jair Bolsonaro (PSL) e o bispo Edir Macedo, não se surpreenda se, para agradar o reverendo, o capitão de pijama editar uma Medida Provisória obrigando os brasileiros a se batizarem na Igreja Universal do Reino de Deus”. Pé de pato mangalô três vezes!


Recorte de jornal


Publicado no jornal aracajuano O Estado de Sergipe, em 31 de maio de 1933.