• Luxo Aju

Política by Adiberto de Souza


Partido de fantasmas


Engana-se quem pensa que usar mortos para influenciar nas eleições é coisa do século passado, quando os “coronéis” dos grotões nordestinos recorriam aos títulos dos eleitores falecidos para fraudar o resultado das eleições. Desesperados para conseguir o número de assinaturas suficientes para registrar o partido Aliança pelo Brasil, alguns bolsonaristas estão recorrendo até a quem já morreu. A Justiça Eleitoral jura ter encontrado várias fichas de filiações à embrionária legenda assinadas por defuntos. A continuar assim, qualquer hora dessas, assistiremos romarias de aliados do presidente Jair Bolsonaro rumo aos cemitérios na tentativa de, assim como teria feito Jesus Cristo com o morto Lázaro, ressuscitar defuntos em número suficiente para garantir o registro do natimorto Aliança pelo Brasil. Misericórdia!



“Teje preso”


Por se recusar a deixar a sala de testemunhas do fórum, durante uma audiência de instrução, o presidente da Câmara de Lagarto, Eduardo Maratá (PR), recebeu voz de prisão. Acusado de crime de desobediência, o parlamentar foi levado à delegacia, onde assinou um termo circunstanciado, sendo liberado em seguida. Tão logo se viu novamente em liberdade, Eduardo prestou queixa contra o sargento que o prendeu e vai denunciá-lo por abuso de autoridade ao comando da Polícia Militar. Crendeuspai!


Na periferia


O pré-candidato a prefeito de Aracaju, Márcio Macedo (PT), visitou a ocupação Valdice Teles, na localidade Ponta da Asa, bairro Santa Maria. As mais de 300 famílias alí instaladas, lutam contra uma reintegração de posse determinada pela Justiça. O petista disse aos deserdados pela sorte que um dos seus desafios é estudar um plano de ação para enfrentar o déficit habitacional de Aracaju. Marminino!


Pau no lombo


O deputado estadual Rodrigo Valadares (PTB) não perde uma chance de descer a madeira no lombo prefeito Edvaldo Nogueira (futuro PDT). Pré-candidato à Prefeitura da capital, o garoto jura que a capacidade de mentir do gestor “beira a psicopatia”. Cruzes! “Edvaldo aposta em obras eleitoreiras para garantir sua reeleição”, discursa Valadares, que até agora não apresentou qualquer proposta para resolver o problema dos alagamentos, tão criticado por ele. Só Jesus na causa!


Prato vazio


O senador Rogério Carvalho (PT) acionou o Tribunal de Contas da União para saber os motivos pelos quais o governo Bolsonaro destinou apenas 3% dos novos benefícios do Bolsa Família para o Nordeste. “Vamos lutar para garantir comida na mesa do povo mais pobre”, discursa o petista. Moderado, o senador governista Alessandro Vieira (Cidadania) preferiu pedir informações ao Ministério da Cidadania sobre a fila de espera no programa Bolsa Família em Sergipe, visando “propor as melhores soluções para contensão do quadro”. Ah, bom!


Banco dos réus


E quem sentará no banco dos réus, este mês, será o prefeito de Ilha das Flores, Christiano Cavalcante (PSC). No próximo dia 18, o Tribunal Regional Eleitoral julgará os embargos impetrados pelo indigitado, que teve o mandato cassado sob a acusação de abuso do poder econômico. Caso o juiz-relator José Edivaldo Santos não acate os argumentos da defesa e seja seguido pela maioria do Pleno, Christiano permanecerá inelegível por oito anos. O castigo também valeria para a vice-prefeita Eleni Ferreira Lisboa (PSC). Aff Maria!


Intriga da oposição


O prefeito Edvaldo Nogueira (futuro PDT) discorda dos que afirmam que ele não reajustou a passagem dos ônibus da Grande Aracaju por ser este um ano eleitoral: “Essa não é a primeira vez que decido pelo reajuste zero na tarifa”, frisa o gestor. Nogueira lembra que em 2012 também negou o pedido de aumento feito pelas empresas de transporte coletivo, “e naquele ano eu não era candidato a nada”. Então, tá!


Pela hora da morte


O deputado estadual Georgeo Passos (Cidadania) sentiu no bolso a carestia dos preços praticados pelo Detran de Sergipe. O homem pagou exagerados R$ 190 pela 2ª via de sua carteira de habilitação. Ele se queixa ter gastado essa dinheirama apenas pela impressão de um papel. Para provar que o Detran cobra os olhos da cara, Passos usa como exemplo a cédula de identidade civil: “Para tirar a 2ª via do RG, precisamos ser atendidos fisicamente e refazer o recolhimento da digital, mas só pagamos R$ 9”. Deputado, será que o papel usado pelo Detran é folheado a ouro? Desconjuro!


Choro de novata


Pré-candidata a prefeita de Aracaju, a delegada de polícia Danielle Garcia (Cidadania) tem se queixado dos ataques adversários. Lembra ter deixado a tranquilidade do cargo federal que ocupava em Brasília para disputar as eleições e “agora venho para cá receber críticas”. Neófita em política, a moça sente-se incomodada com o que chama de jogo sujo. Alguém precisa preparar o espírito da delegada para o que vem por vir durante a campanha, antes que ela desista no primeiro pega pra capar e volte para o bem bom de Brasília. Homem, vôte!



Papa título


De um bebinho numa birosca de Aracaju: “Vou esconder meu título de eleitor antes que o Flamengo pense que também está em jogo e queira ganha-lo”. Se oriente, inchadinho!


Recorte de jornal


Publicado no jornal aracajuano Diário da Tarde, em 2 de outubro de 1937.

20 visualizações

Posts recentes

Ver tudo