• Luxo Aju

A Treta Capela continua

A prefeita - Silvany Mamlak - emitiu nota pública, através de sua assessoria, sobre um vídeo do ex-prefeito de Capela, Manoel Sukita, que está rolando nas redes sociais.

Nota Pública


No último dia 10 de junho, Manoel Sukita, ex-prefeito de Capela, postou um vídeo em redes sociais, em que afirma que a investigação de José Adaltro Santos, ex-presidente da Câmara de Capela e irmão dele, “nasceu na cozinha” da atual prefeita Silvany Mamlak, apontando que teria havido motivação política para a prisão dele. Tal acusação é, sem dúvida, uma afronta e um total absurdo. Sem apresentar qualquer prova do que destila de forma vitimizada, ele se utiliza de calúnia, injúria e difamação para atingir e macular a imagem da gestora municipal.


E vai mais longe ao afirmar que tudo teria sido planejado desde 2018, acusando-a de “fabricar” denúncias para prejudicar Adaltro Santos, que, supostamente, estaria liderando as pesquisas eleitorais deste ano. E o faz desmerecendo totalmente o importante e eficiente trabalho da Polícia Civil no combate à corrupção, por meio da Operação Mamulengo, executada pelo Departamento de Crimes contra a Ordem Tributária e Administração Pública (Deotap) e que culminou na prisão do ex-presidente da Casa Legislativa de Capela.


Vale destacar que o combate à corrupção em uma gestão pública começa com a apresentação de informações cristalinas. Por isso, um dos quesitos da atual gestão é exatamente cumprir a Lei da Transparência. Assim, todos os atos da administração pública estão registrados no Portal da Transparência de Capela, disponíveis para toda a população. Nesse contexto, é relevante ressaltar também a avaliação do Tribunal de Contas do Estado de Sergipe (TCE/SE), em que Capela recebeu a nota máxima, 10,0, um resultado que muito orgulha a todos que fazem a administração municipal.


Como transparência é o mote dessa gestão, a Prefeita Silvany e toda a equipe se colocam à disposição para prestar qualquer esclarecimento sobre a administração pública. Em tempo, comunica que, em relação às acusações do ex-prefeito Manoel Sukita, todas as medidas jurídicas já foram tomadas.

Assessoria de Comunicação