top of page
  • Foto do escritorLuxo Aju

Aeroportos de Congonhas e Santos Dumont ganham salas multissensoriais



O Governo Federal inaugura nesta segunda-feira (19/6), por meio do Ministério de Portos e Aeroportos e a Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária (Infraero), salas multissensoriais nos Aeroportos de Congonhas (SP) e Santos Dumont (RJ). A abertura dos espaços, alinhado às metas globais da ONU de desenvolvimento social, ocorre no dia seguinte à celebração do Dia Mundial do Orgulho Autista.

As salas foram projetadas para ampliar a inclusão e melhorar a experiência de pessoas neurodivergentes que utilizam os aeroportos. Os espaços contam com iluminação especial, painéis de atividades, colunas de bolhas, forro com revestimento acústico e mobiliário planejado para aumentar o conforto desses usuários.

De acordo com o ministro Márcio França (Portos e Aeroportos), a iniciativa vai ao encontro de uma das principais bandeiras do Governo Federal, que é tornar a aviação mais acessível a todos. “Queremos que todos os passageiros, sem exceção, possam se sentir bem atendidos e seguros”, afirma o ministro.

O presidente da Infraero, Rogério Barzellay, ressalta a importância de aperfeiçoar constantemente a infraestrutura dos aeroportos. “A Infraero está sempre em busca de novas propostas para aprimorar as instalações de seus terminais. Essas salas são a prova desse nosso compromisso”, afirma.

Em Congonhas, o espaço fica localizado na sala de embarque, próximo ao portão 4. O ambiente conta com piscina de bolas iluminadas, máquina de bolhinhas de sabão e projetor de efeitos e vídeo.

Já no Santos Dumont, o local possui aromaterapia, globo de luzes e equipamento de som com acionamento por bluetooth, para que os passageiros possam selecionar a música ambiente. A sala fica no terminal de embarque, logo após o Raio-X.

Para utilização das salas multissensoriais, os interessados devem procurar os balcões das empresas aéreas, para que sejam acompanhados e orientados sobre a melhor maneira de como utilizar os ambientes.

INFRAERO 50 ANOS — Com meio século de experiência no setor aeroportuário, a Infraero atua como braço executor de políticas públicas do governo federal para a aviação civil, com a finalidade de implantar, administrar, operar e explorar industrial e comercialmente a infraestrutura aeroportuária. A rede é composta, atualmente, por 16 aeroportos, além de 11 contratos de gestão e operação junto a estados e municípios.

A Empresa tem presença nacional e expertise consolidada para oferecer serviços de ponta-a-ponta da infraestrutura aeroportuária, ou seja, desde o projeto, passando pela obra de engenharia, manutenção, gestão e a própria operação, além de oferecer treinamento técnico e desenvolvimento de soluções digitais.

Comments


bottom of page