top of page
  • Foto do escritorLuxo Aju

Hospital Primavera comemora 10 anos de Medicina Hospitalar



Há 10 anos, o Hospital Primavera iniciou o desafio de implementar o modelo assistencial de Medicina Hospitalar, que se concentra no crescimento contínuo da qualidade do serviço e conta com profissionais capacitados em difundir as principais habilidades e conhecimentos necessários para o bem-estar dos pacientes internados. É um modelo que assume a coordenação dos processos pautados no trabalho multidisciplinar e na gestão do cuidado. Assim como aconteceu nas Unidades de Urgência e Emergência e Unidade de Terapia Intensiva, houve a crescente necessidade de disponibilizar equipes dedicadas e centradas nos cuidados desses pacientes no Ambiente Hospitalar.


De acordo com o cardiologista, intensivista e idealizador da Medicina Hospitalar do Hospital Primavera, Dr. André Veiga, a discussão sobre implantação da Medicina Hospitalar surgiu através da necessidade de uma equipe dedicada a assistir e gerenciar os pacientes internados no Hospital. "Diminuir o tempo de permanência do paciente no hospital, aumentar giro de leitos e reduzir custos, são ítens essenciais para a melhoria na qualidade assistencial da equipe médica e pacientes", garante.

A médica intensivista, Dra. Janaína Feijó, enfatiza que ter feito parte da medicina hospitalar do Hospital Primavera, foi uma honra e um aprendizado. "Durante os 10 anos em que trabalho aqui, vi a Medicina Hospitalar ter um grande desenvolvimento, se tornando imprescindível para oferecer um cuidado integral, seguro e de qualidade técnica aos nossos pacientes. Parabenizo e agradeço a toda a equipe", concluiu.


Segundo o gerente médico do setor de Internamento do Hospital Primavera, coordenador do Serviço de Medicina Hospitalar e tesoureiro geral da Sociedade Brasileira de Medicina Hospitalar(SOBRAHM), Dr. Enilson Vieira Moraes, coordenar colegas médicos no contexto da MH é sempre desafiador porque envolve necessidade de quebra de paradigmas, aquisição de novos modelos mentais, além de traduzir para o operacional decisões estratégicas. Mas, quando se tem uma equipe com uma boa capacidade técnica, alta gestão parceira e vontade de desenvolver o serviço, temos boas armas para enfrentar os desafios, e em se tratando de setor de Internamento, somente a Medicina Hospitalar é capaz de responder à altura", finaliza Dr, Enilson bastante satisfeito.

Comments


bottom of page