top of page
  • Foto do escritorLuxo Aju

Integrantes do SESCAP/SE participam de seminário Fiscal e Tributário

Como está a economia sergipana hoje? Como estará daqui a 10, 20 anos? São questionamentos e análises que fizeram parte do primeiro Seminário Fiscal e Tributário de Sergipe. O evento aconteceu nos dias 28/02 e 01/03 no auditório do Ministério Público do Estado e reuniu representantes da Secretaria de Estado da Fazenda, CGU, BID e UFS.


Membros do Sindicato das Empresas de Assessoramento, Perícias, Informações e Pesquisas e das Empresas de Serviços Contábeis de Sergipe, o SESCAP/SE, participaram do encontro. A vice-presidente do sindicato, Edvânia Alves, disse que o encontro foi oportunidade de aperfeiçoamento para o setor. "Nós representamos a classe contábil do estado e, por sua vez, a cadeia produtiva, já que contadores e empresários estão diretamente relacionados. Participar do seminário foi importante não só para o desenvolvimento das nossas atribuições, mas também fortalecer essa parceria com a Sefaz, que colabora para encontrar soluções e oferecer o melhor cenário para os nossos clientes", afirmou Edvânia.


Além da vice-presidente, também participaram do evento representando o SESCAP/SE a diretora institucional, Ana Lúcia Sales, o diretor de Assuntos Legais e de Trabalho, José Arnaldo Rodrigues; a diretora de Eventos, Thays Couto; e o diretor de Tecnologia e Negociação, Raul Silveira.


Durante dois dias, o seminário abordou questões relacionadas à gestão pública, nova administração tributária e situação fiscal do Estado, além de apresentar as perspectivas de estímulo à economia sergipana. Uma das palestrantes foi a superintendente de Gestão Tributária da Sefaz, Silvana Lisboa, que destacou a importância das reuniões periódicas com o SESCAP/SE. "O sindicato é nosso usuário em relação ao sistema e sempre presta contribuições sobre o funcionamento, além de colaborar com sugestões para melhorias. O SESCAP também atua como parceiro na divulgação, por exemplo, de Refis, e por isso enaltecemos a colaboração com a Sefaz", pontuou Silvana.

Comments


bottom of page