top of page
  • Foto do escritorLuxo Aju

Natura celebra 10 anos de seu parque industrial em Benevides (PA), conexão direta da companhia com a sociobioeconomia da Amazônia

O Ecoparque, complexo industrial da Natura localizado em Benevides, município da região metropolitana de Belém (PA), completa dez anos de operações. Desde a sua inauguração, em 2014, a fábrica tem sido o elo entre a companhia e a sociobioeconomia amazônica, destacando-se por suas contribuições em pesquisas inéditas de bioativos, práticas industriais sustentáveis e desenvolvimento de produtos a partir da bioinovação. Atualmente, 94% da demanda de sabonetes de Natura &Co América Latina (Natura, Avon e The Body Shop) é atendida pelo Ecoparque, que produziu 505 milhões de unidades somente em 2023 – são mais de 3,2 bilhões em uma década.



Todas as etapas de fabricação dos sabonetes Natura Ekos são realizadas nesse espaço: desde o manejo sustentável dos óleos vegetais fornecidos por comunidades parceiras, passando pela produção da massa base de sabonetes até a finalização da produção com outros insumos incorporados à massa. As formulações utilizam desde frutos mais tradicionais no dia a dia do brasileiro, como o maracujá e a castanha, a bioingredientes menos comuns na cosmética, como a ucuuba, andiroba e o tucumã.



Para Angela Pinhati, diretora de Sustentabilidade de Natura &Co América Latina, o complexo é peça-chave da estratégia de atuação da empresa na Amazônia, que desde 2000 incorpora ativos da biodiversidade na formulação de seus produtos, unindo ciência e bioinovação ao conhecimento tradicional. “A inauguração do Ecoparque foi uma decisão estratégica da companhia para gerar progresso econômico local e impulsionar a forte vocação da região para a bioeconomia. Evoluímos imensamente em dez anos e hoje o Ecoparque é, sem dúvidas, a melhor fábrica que temos na América Latina e uma das maiores produtoras de sabonetes no Brasil”, afirma Angela, que liderou durante sete dos dez anos do complexo as linhas de manufatura em operação.



Para Josie Romero, vice-presidente de Operações e Logística, os diferenciais do Ecoparque consistem na adoção de sistemas de gestão e tecnologias muito bem implementadas, uso de óleos e bioingredientes exclusivos da região e o trabalho de uma equipe extremamente engajada e motivada. Atualmente, o Ecoparque conta com aproximadamente 600 colaboradores diretos e indiretos, e 100% da mão-de-obra operacional é paraense, incluindo a alta liderança da fábrica. Para qualificar e reter os talentos da região, a Natura promove programas de capacitação, como especializações técnicas, certificações em metodologias reconhecidas no mercado para liderança, monitoramento e análise de melhorias na operação, e bolsas de estudo integrais em universidades de engenharia para colaboradores.



O Ecoparque se baseia no conceito de simbiose aplicado ao desenvolvimento industrial. Seu propósito é estabelecer uma cadeia produtiva integrada, onde os insumos gerados ou descartados por uma empresa sejam aproveitados na produção de outra. Em 2015, a Symrise, empresa de criação de fragrâncias, inaugurou uma fábrica de manteigas e óleos essenciais dentro do Ecoparque. Recentemente, a empresa de embalagens Box Print também se juntou a esse complexo.

Commentaires


bottom of page