• Luxo Aju

Política by Adiberto de Sousa


Deputada desbocada


Os deputados estaduais estão por aqui com a colega Kitty Lima (Cidadania) que os chamou de vendidos. Desbocada, a distinta se irritou porque o seu partido não consegue o número necessário de assinaturas para instalar a CPI da Covid-19 na Assembleia. E sem freio na língua, Kitty disse ter chegado a hora de o povo saber quais os deputados estão no bolso do governador. Ora, como o requerimento da CPI só tem cinco assinaturas, subtende-se que 19 parlamentares foram comprados por Belivaldo Chagas (PSD). É uma acusação gravíssima, principalmente quando feita por uma deputada. Aliás, Kitty Lima é useira e vezeira em agredir verbalmente os colegas de parlamento. Quando estava vereadora de Aracaju, a dita cuja foi à tribuna e bradou, com todas as letras, que a bancada governista era composta por “baba ovo do prefeito”. Seria interessante que a deputada se matriculasse na Escola do Legislativo para receber aulas de boas maneiras. Misericórdia!


Reação coletiva


O governador Belivaldo Chagas (PSD) pediu ao Conselho Nacional do Ministério Público que abra um procedimento disciplinar contra a subprocuradora-geral da República, Lindôra Maria Araújo, acusada de ter cometido abuso de autoridade. Além de Chagas, os outros oito governadores do Nordeste assinam o documento propondo punição para a subprocuradora-geral da República. Segundo eles, a moça enviou aos estados ofício acusando-os de malversação dos recursos para o combate à pandemia do coronavírus. Crendeuspai!


Dia da Caatinga


O Dia da Caatinga, comemorado neste 28 de abril, foi criado com o intuito de não apenas homenagear este bioma único, mas também conscientizar as pessoas sobre a importância da sua conservação para o equilíbrio ambiental. A caatinga ocupa aproximadamente 11% do território nacional e engloba todos os estados do Nordeste e parte de Minas Gerais. Este bioma ainda é muito pouco estudado, embora compreenda 10% do território nacional, com 844 mil quilômetros quadrados. Viva a caatinga!


Lesma lerda


Somente três dias após ter constatado que não teria vacinas para aplicar a segunda dose em pessoas com mais de 60 anos, foi que o prefeito de Aracaju, Edvaldo Nogueira (PDT), enviou um ofício ao Ministério da Saúde cobrando imunizantes da marca Coronavac. Desde o último sábado, a Prefeitura já anunciava a escassez de vacinas produzidas pelo Instituto Butantan, contudo só admitiu a falta do imunizante na noite de segunda-feira. Diante dessa lerdeza, o prefeito nem pode reclamar muito da lentidão do governo federal. Marminino!


Furas-fila esquecidos


Alguém sabe a quantas anda a investigação em torno dos prefeitos que, de forma egoísta, furaram a fila da vacina contra a convid-19? Em Sergipe, integram a triste relação dos que colocaram os braços na seringa antes de quem tinha direito, os prefeitos de Itabi, Júnior de Amynthas (DEM), e de Moita Bonita, Vagner Costa (PSB), além da primeira dama de Salgado, Aldeane Franca. Desconjuro!


Cadê o livro?


A editora Serviços Gráficos de Sergipe está sendo cobrada pela publicação do e-book sobre o relatório final da Comissão da Verdade. O estudo ouviu cerca de 30 depoimentos de vítimas e testemunhas da violenta repressão militar registrada no estado entre 1946 e 1988. Entre os entrevistados pela Comissão estão vítimas da famigerada Operação Cajueiro, responsável pela tortura de vários sergipanos no quartel do Exército, em Aracaju. Com a palavra para explicar sobre o atraso do livro, o presidente da Segrase, advogado Francisco Dantas. Aff Maria!


Imposto ecológico


E o deputado estadual Gilmar Carvalho (PSC) apresentou um Projeto de Lei beneficiando os municípios que mais investirem na proteção ao meio ambiente. O parlamentar defende que o governo aumento em 5% o percentual da quota social do ICMS-Municípios em favor das Prefeituras que priorizarem a educação ambiental e a preservação da natureza. A proposta de Gilmar não gera despesas, pois Lei estadual já prevê aumentar o repasse do tributo em situações como a prevista pelo Projeto de Lei. Legal!


Dois em um


Durante a semana, um deputado federal deve despachar em Brasília, certo? A resposta é correta para sete dos oito parlamentares sergipanos. A exceção é Valdevan Noventa (PL), que divide seu tempo entre o mandato de deputado e a presidência do Sindicato dos Motoristas de São Paulo. Ontem mesmo, dia de expediente em Brasília, o distinto estava na terra da garoa defendendo os interesses dos colegas condutores de ônibus. Não deve ser fácil atender a dois senhores ao mesmo tempo. Danôsse!


Solidariedade


O Centro Universitário Estácio de Sergipe está realizando uma campanha de arrecadação de alimentos não perecíveis em favor da Comunidade da Maloca, localizada em Aracaju e o primeiro quilombo urbano de Sergipe. A campanha prossegue até sexta-feira e as doações podem ser entregues, das 10h às 18h, na sede da Estácio, à rua Teixeira de Freitas, número 10, bairro Salgado Filho. Os coordenadores pedem que as pessoas façam doação principalmente de leite, feijão, macarrão, farinha de milho, café, biscoitos, etcétera. Participe!


CPI descartada


Embora faça oposição ao prefeito Edvaldo Nogueira (PDT), a vereadora Ângela Melo (PT) não vê motivos para se instalar uma CPI da Covid-19 na Câmara de Aracaju. A petista disse ao portal Ajunews desconhecer qualquer indício de irregularidade no uso dos recursos visando combater a pandemia. Ângela, no entanto, cobra à Prefeitura que libere as informações solicitadas por ela sobre a aplicação do dinheiro liberado pelo governo federal para combater o coronavírus. Então, tá!


Chove, chuva!


Desde as primeiras horas de hoje que chove em Aracaju e em boa tarde de Sergipe. Então, como bem canta Jorge Ben Jor, “chove chuva/ chove sem parar”, principalmente no sertão sergipano, onde o homem do campo reza para as chuvas continuarem visando permitir o plantio da lavoura e garantir uma boa safra de grãos. Oremos!


Recorte de jornal


Publicado no jornal Correio de Aracaju, em 14 de janeiro de 1916.