• Luxo Aju

Política by Adiberto de Souza



Enquanto o povo morre, eles brigam


As mortes diárias de mais de 1,2 mil brasileiros vítimas das covid-19 não são suficientes para sensibilizar grande parte dos políticos. Para estes senhores, soberbos em sua maioria, interessa muito mais a permanência no poder, a manutenção de seus mandatos. Para tanto, vale deixar a pandemia de lado para atacar os adversários, desgastá-los eleitoralmente. É lastimável que, enquanto o país assiste impotente o caos na saúde, os governadores e o presidente da República se acusem mutuamente sobre distribuição de recursos públicos. É lamentável que, em vez de se unirem contra a pandemia, os congressistas prefiram aprovar um projeto lhes garantindo total impunidade, transformando-os em pessoas acima da lei e da ordem. Um escárnio! Estamos assistindo a maior tragédia da história brasileira, que já matou mais de 250 mil pessoas, mas nem isso sensibiliza a maioria dos políticos. Egoístas, eles só têm olhos para as eleições de 2022. É muito por causa desses senhores, eleitos prometendo defender o povo, que o Brasil não é visto como um país sério. Crendeuspai!


No estaleiro


A covid-19 infectou o prefeito da Barra dos Coqueiros, Alberto Macedo (MDB) e o senador Alessandro Vieira (Cidadania). Ambos informaram que apresentam sintomas leves, estando isolados em suas residências, cumprindo os protocolos sanitários. Através da assessoria, o senador revelou que está trabalhando pela aceleração do processo de vacinação e pela retomada do auxílio emergencial. Desejamos melhoras aos dois!


Doação filantrópica


O deputado estadual Gilmar Carvalho (PSD) prometeu anunciar hoje, o nome da instituição filantrópica a ser beneficiada com a doação de recursos equivalentes a três dias do salário dele. O parlamentar queria que a Assembleia descontasse de seu contracheque os dias não trabalhados durante o Carnaval. Como isso é impossível legalmente, Gilmar decidiu doar a grana a uma entidade filantrópica. Procurado pela coluna, o deputado disse que anunciará o nome da instituição beneficiada nesta terça-feira. Aguardemos, portanto!


Lorota palaciana


E o deputado federal Fábio Mitidieri (PSD) saiu em defesa dos governadores sobre a divulgação da distribuição de recursos federais pelo presidente Jair Bolsonaro. O parlamentar lamentou que repasses obrigatórios e constitucionais como FPM, FPE, royalties, Fundeb e SUS tenham sido tratados pelo presidente como simples ajuda. “É aquela história, só se engana quem quer”, afirmou Mitidieri. Ontem, 19 governadores assinaram uma nota contestando mais essa bravata do capitão de pijama. Home vôte!


Nova acadêmica


A professora doutora Ester Fraga Vilas Boas Carvalho do Nascimento é a mais nova imortal da Academia Sergipana de Letras. Candidata única, ela foi eleita, ontem, para ocupar a vaga aberta com a morte do ex-governador João Alves Filho. Votada por 32 imortais, Ester Vilas Boas vai sentar na cadeira nº 22, que tem como patrono Martinho Cezar da Silveira Garcez. A Academia ainda não marcou a data da posse da nova imortal. Ah, bom!


A vez dos oitentões


A vacinação dos idosos com idade entre 85 e 89 anos contra a covid-19 começa hoje, em Aracaju. A imunização desse público ocorrerá durante três semanas, por divisão de faixa etária. A capital tem 3.238 idosos com mais de 80 anos, sendo 279 deles acamados. De hoje até sexta-feira, serão vacinadas as pessoas com idades entre 85 e 89 anos. Você tá nessa? Então, prepare o braço!


Tucano na muda


O advogado Emanoel Cacho (PSDB) foi convidado para retornar ao DEM por José Carlos Machado, presidente dos demistas em Sergipe. Decidido a disputar uma cadeira no Senado, em 2022, o causídico não nega que o convite de Machadão o deixou balançado, porém não tomará nenhuma decisão sem antes conversar com o presidente dos tucanos no estado, ex-senador Eduardo Amorim. Em 2010, Emanuel Cacho se candidatou ao Senado pelo PPS, tendo obtido 3,59% dos votos e ficado atrás justamente de Machadão, que foi votado naquele pleito por 13,99% dos sergipanos. Marminino!


Imprensa de luto


Vítima de um câncer no fígado, o radialista e jornalista Zenóbio Melo morreu, ontem, em Teresina. Ele morou em Aracaju até o ano passado, quando retornou ao seu estado natal para trabalhar na Rádio Difusora AM, onde apresentada o programa Canal Livre. Segundo Liduina Melo, irmã do comunicador, ele só soube do câncer há cerca de um mês. Zenóbio foi sepultado ontem, no Cemitério Max Simeão, na capital piauiense. Descanse em paz, amigo!


Crise braba


Veja o que publicou nas redes sociais o presidente estadual do PSB, Valadares Filho: “Tempos difíceis: -Aracaju em crise sanitária e do transporte (prefeito sumiu após a eleição); -Médicos revoltados com a falta de planejamento do governo de Sergipe na vacinação; -Ministério da Saúde batendo cabeça na logística de distribuição das vacinas. Que Deus nos ajude”. Amém!


Prefeitos fura-fila


O Ministério Público de Sergipe agendou para o próximo dia 16, o depoimento do prefeito de Itabi, Júnior de Amintas (DEM), que tirou foto furando a fila da vacina contra a covid-19. Por causa desse ato egoísta o gestor pode ser denunciado à Justiça por improbidade administrativa. Além de Amintas, também podem ser processados pelo mesmo ato vergonhoso os prefeitos de Moita Bonita, Vagner Costa (PSB) e de Salgado, Givanildo Costa (PT). Este último é acusado de permitir que a 1ª dama Aldeane Franca furasse a fila da imunização. Misericórdia!


Recorte de jornal



Publicado no jornal Correio de Aracaju, em 21 de janeiro de 1910.