• Luxo Aju

Política by Adiberto de Souza



TCE sob fogo cruzado Alguns conselheiros do Tribunal de Contas de Sergipe estariam pressionando e ameaçando prefeitos que apoiam o pré-candidato a governador Rogério Carvalho (PT). A grave acusação foi feita pelo próprio petista aos jornalistas André Barros e Priscila Andrade. Horas depois, o senador e também postulante ao governo Alessandro Vieira (PSDB) questionou se alguém conseguirá mudar Sergipe fazendo parceria com o conselheiro Ulices Andrade, numa clara insinuação de que o acusado afronta a lei. Aliás, o tucano já denunciou Ulices à Justiça pelo exercício indevido de atividade político-partidária. Não é de hoje que alguns conselheiros são acusados de usarem o cargo politicamente. Em 2014, o ex-deputado estadual Augusto Bezerra acusou Luiz Augusto Ribeiro, ex-presidente do Tribunal de Contas, de pressionar prefeitos e vereadores para apoiarem seu filho e deputado federal Gustinho Ribeiro. Seria bom que o TCE desmentisse com veemência os senadores Rogério Carvalho e Alessandro Vieira e os processasse por calúnia grave, até para não permitir suspeitar que as acusações são verdadeiras. É sempre bom lembrar que quem cala consente. Misericórdia! Grana para a educação A Proposta de Emenda à Constituição visando recuperar os recursos não aplicados pelas prefeituras na educação em 2020 e 2021, devido à pandemia, será promulgada amanhã no Senado. Segundo o presidente da Frente Nacional dos Prefeitos, Edvaldo Nogueira (PDT), a PEC vai permitir recuperar R$ 8 bilhões para a educação. O pedetista e gestor de Aracaju garante que estes recursos vão garantir um melhor nível para que crianças e jovens possam ter educação de qualidade. Oremos! E os corruptos? Na pré-campanha eleitoral de Aracaju, em 2020, o ex-governador Jackson Barreto (MDB) ficou uma fera quando soube que o PSC do ex-deputado federal André Moura iria apoiar a reeleição do prefeito Edvaldo Nogueira (PDT): “Não estarei onde estiver esse conluio de corruptos”, afirmou um invocado JB. Pois bem, mesmo com André sendo hoje um dos articuladores políticos do grupo governista, Jackson nunca mais abriu a boca para criticar “esse conluio de corruptos”. O que teria feito o ex-governador mudar de ideia sobre o ex-adversário? Home vôte! Salário reajustado O governo de Sergipe começa a pagar, amanhã, a folha de pessoal deste mês já com o reajuste de 5% a 34,44% concedido aos servidores. Para o Magistério, o pagamento da majoração será retroativo a janeiro passado. Os primeiros a receberem os salários são os funcionários da Secretaria de Estado da Saúde e suas fundações, além do pessoal da Educação. As demais secretarias, empresas, autarquias e fundações recebem na próxima sexta-feira. Junto à folha, o Estado paga, também, os 50% do 13º salário para os aniversariantes de abril. Ah, bom! Afiando o gogó Esta fase de pré-campanha serve para as lideranças políticas afiarem o gogó visando o confronto verbal a ser travado depois das convenções. Ao se atacarem, oposição e situação treinam o melhor discurso para enfraquecer o adversário e convencer o eleitorado sergipano. Alguns pré-candidatos têm escalado aliados para defendê-los e, quando for preciso, bater nos opositores. Vai ser assim até o início oficial da campanha, quando os gogós já estarão afiadíssimos e prontos até para cuspir bala. Credo! Família tá invocada Não convidem o senador Alessandro Vieira (PSDB) e os irmãos Amorim (PL) para o mesmo regabofe, pois pode sair empurrões e xingamentos. Os dois manos estão invocados desde que o tucano afirmou ser impossível mudar Sergipe fazendo parceria com Edvan Amorim. Injuriado, o manda chuva do PL lembrou que quem o procurou na sede do partido foi o senador, tendo saído da reunião feliz da vida: “O que mudou?”, perguntou Edvan. O presidente do PL disse respeitar Alessandro “como um senador e como cidadão, mas é preciso que ele respeite as pessoas”. Crendeuspai! Maioria nos presídios Dados do Anuário de Segurança Pública revelam que do total de presos no Brasil, 61,7% são negros, o que significa que essa população é 18,4% mais encarcerada. A maior parcela da população carcerária (49%) encontra-se reclusa em razão de crimes contra o patrimônio. O tráfico de drogas equivale a 26% das prisões e 12% referem-se a homicídios. Danôsse! Medo das eleições deputados estaduais e federais candidatos à reeleição não escondem o medo da próxima refrega eleitoral. Todos temem a nova legislação, em vigor desde o pleito passado e que acabou com as coligações. Também os preocupa as fake news, praga capaz de fulminar uma candidatura em questão de minutos. Diferente dos pretendentes a um novo mandato, os estreantes na política estão torcendo que chegue logo a hora de a onça beber água. Como franco atiradores, eles só têm a ganhar. Para quem não possui mandato, ser derrotado nas urnas não é necessariamente perder, mas ficar onde sempre estive. Marminino! Compasso de espera Emedebistas sergipanos aguardam com expectativa a visita do deputado federal Isnaldo Bulhões, líder do partido na Câmara. Ele virá a Aracaju, esta semana, para definir com quem ficará o MDB. Um grupo reza para a legenda ser entregue ao ex-governador e pré-candidato ao Senado Jackson Barreto. Outro prefere que a sigla cai nas mãos do senador Rogério Carvalho (PT). A posição de Bulhões definirá se o partido permanecerá no bloco governista ou se marchará com a oposição. Aguardemos, portanto! Bebe-se pouco Aracaju está entre as nove capitais que menos consumiu bebidas alcoólicas em 2021. Segundo pesquisa divulgada pelo Ministério da Saúde, 17,28% dos aracajuanos consumiram mais de quatro doses de bebida alcoólicas em 30 dias. A campeã em bebedeira é Belo Horizonte, onde 25,20% da população “molhou a palavra” com pelo menos quatro “talagadas” no período de um mês. De modo geral, o auge do consumo excessivo de álcool foi identificado entre a faixa etária de 25 a 34 anos. Afff!