• Luxo Aju

Política by Adiberto de Souza



Bosco Costa pulou uma fogueira


Diferente de Valdevan Noventa (PL), cassado pela unanimidade do Tribunal Superior Eleitoral por compra de votos, o deputado federal Bosco Costa (PL) foi absolvido pelo mesmo TSE da acusação de abuso do poder econômico na campanha de 2018. Em Sergipe, o parlamentar havia sido condenado a perda do mandato e consequente sido considerado inelegível: “Tirei um peso das costas”, comemorou Bosco, agora liberado para disputar a reeleição. O peso a que Costa se refere foi a longa espera pelo julgamento. Assim como ele, o hoje deputado federal Márcio Macedo (PT) aguardou mais de três anos para a Justiça Eleitoral concluir a cassação de Valdevan Noventa. Só então o petista assumiu o mandato, que termina em dezembro. Já dissemos aqui e repetimos agora, com base nestes dois demorados julgamentos: lamentavelmente a Justiça falha quando tarda. Marminino!


Agressões verbais


O ex-prefeito de Propriá, Luciano de Menininha (PP), tem feito duras críticas ao atual gestor daquele município, Valberto Oliveira (MDB). Segundo o pepista, seu adversário é “mau pagador, mentiroso e irresponsável”. Luciano ressalta a demora da Prefeitura em pagar os credores e diz que as críticas feitas ao emedebista são porque este promete e não cumpre, compra e não paga, além de ter abandonado a cidade. Sob a acusação de abuso do poder econômico, Valberto acaba de ser cassado, mas como a condenação foi em primeira instância, ele permanece exercendo o mandato até o julgamento na última esfera da Justiça. Ah, bom!


Valmir incomoda


Os governistas não gostaram dos ataques à administração estadual feitas pelo pré-candidato ao governo Valmir de Francisquinho (PL). O distinto também foi criticado por ter prometido pagar o piso salarial dos professores e conceder um bom reajuste aos agentes de segurança. Em resposta, o governador Belivaldo Chagas (PSD) disse que Valmir já começou mal: “ficar dizendo que vai fazer isso ou aquilo outro sem estar no governo é demagogia, além de demonstrar que não está preparado para governar o estado”, fustigou o pessedista. Home vôte!


TV bate a internet


A televisão ainda é o principal meio de comunicação no Brasil, mas os brasileiros já passam mais tempo navegando na internet do que na frente da TV. Segundo a Pesquisa de Mídia Brasileira 2015, as pessoas passam, em média, quatro horas e 59 minutos por dia usando a internet durante a semana, e quatro horas e 24 minutos/dia nos fins de semana. Já a média de tempo assistindo à TV fica em quatro horas e 31 minutos/dia nos dias de semana, e quatro horas e 14 minutos aos sábados e domingos. Aff Maria!


O povo quer comida


A senadora Maria do Carmo Alves (PP) levou ao ministro da Cidadania, Ronaldo Vieira Bento, uma série de reivindicações que foram apresentadas a ela por prefeitos sergipanos. Segundo a parlamentar, dentre os pedidos mais urgentes feitos pelos gestores municipais estão cestas básicas para a população vulnerável e equipamentos para os Centros de Referência de Assistência Social. Entregues à senadora durante a recente Marcha dos Prefeitos à Brasília, as reivindicações foram bem recebidas pelo ministro, que prometeu atende-las. Aguardemos, portanto!


Elas são maioria


As adolescentes sergipanas dos 15 aos 18 anos são as que mais procuraram os cartórios do TRE para tirar o título eleitoral. Foram 7.453 meninas ante 5.688 meninos, perfazendo um total de 13.141 adolescentes. Estes números do Tribunal Superior Eleitoral são referentes ao primeiro trimestre deste ano. Entre os estados nordestinos, Sergipe aparece com o menor número de eleitores com idade entre 15 aos 18 anos. São ao todo 13.141 votantes. Quem ainda não tirou o título e nem resolveu pendências na Justiça Eleitoral só tem até esta quarta-feira para fazer disso, sob pena de não poder votar em outubro. Crendeuspai!


Latas velhas


O transporte coletivo da Grande Aracaju está à beira da falência. Comumente, milhares de passageiros ficam sem ônibus, enquanto os que conseguem embarcar viajam em carros mal cuidados e superlotados. Pior é que, enquanto os usuários são maltratados, empilhados em latas velhas ou largados à própria sorte, os empresários do setor só pensam no reajuste do valor da passagem. Atendê-los é compactuar com a bagunça instalada no sistema e punir quem já paga caro por um transporte de péssima qualidade. Danôsse!


Cartas embaralhadas


O jogo da sucessão só começa pra valer depois das convenções, marcadas para julho e agosto vindouros. Até lá, as cartas seguem embaralhadas e permitindo, quando muito, alguns palpites sobre quem marchará com quem. Fazer qualquer prognóstico antes de as alianças serem fechadas, será mero exercício de futurologia, sem qualquer serventia para os cientistas políticos. Portanto, discutir com segurança sobre as eleições, somente quando as cartas forem distribuídas aos participantes desse intrincado jogo político. O melhor é aguardar um pouco para só então fazer as apostas. Vixe!


Desemprego assusta


Como no resto do Brasil, o desemprego segue assustador em Sergipe. Levantamento feito pelo vereador aracajuano Sargento Byron (Republicanos) mostra que tem mais pessoas no estado recebendo o Bolsa Família do que com carteira de trabalho assinada. Segundo o parlamentar, 374 mil pessoas no estado recebem o benefício do governo federal, enquanto 284 mil trabalham com carteira assinada. São 22% a mais recebendo o Bolsa Família em relação aos cidadãos e cidadãs em empregos formais. Só Jesus na causa!


Tirando a máscara


Mesmo estando nos Estados Unidos, onde participa de um evento da área petrolífera, o pré-candidato a governador Rogério Carvalho (PT) não deixa de fustigar os adversários. Segundo o petista, as máscaras estão caindo em Sergipe: “Cada vez mais, a população vai podendo identificar quem veste a bandeira bolsonarista do desemprego, da fome e da miséria”. Segundo Carvalho, tem ficado claro “para o nosso povo quem está do lado de um grande projeto popular liderado por Lula”. Esse jogo de acusações entre governistas e oposicionistas vai continuar até as eleições, pois é desse disse-me-disse que os políticos se alimentam. Misericórdia!


Solidariedade a Albano


O vereador Fabiano Oliveira (PP) usou a tribuna da Câmara de Aracaju para prestar solidariedade ao ex-governador Albano Franco (PSDB). No discurso, o parlamentar disse que, como amigo, quer ajudar a retirar alguns espinhos que estão incomodando o tucano. O gesto de Fabiano ocorreu depois que a filha de Albano, Adélia, acusou o irmão Ricardo de controlar as finanças do pai, a ponto de este depender da ajuda financeira de amigos para pagar despesas pessoais e os cuidados médicos. Fabiano concluiu o discurso afirmando que o ex-governador pode contar com os amigos, “que você os tem e muitos”. É vero!


Recorte de jornal



Publicado no jornal aracajuano A Cruzada, em 29 de março de 1969.