top of page
  • Foto do escritorLuxo Aju

Política by Adiberto de Souza



O MDB parece a casa da mãe Joana


Faltando menos de três meses para as eleições, o MDB ainda não sabe com quem marchará na disputa para o governo de Sergipe. O próprio Jackson Barreto, presidente da legenda, não definiu em qual palanque subirá. Caso os governistas o aceitem como candidato ao Senado, JB apoiará Fábio Mitidieri (PSD), porém se for descartado poderá pedir votos para Rogério Carvalho (PT). Ou não! A indecisão não afeta apenas a cúpula emedebista: os pré-candidatos proporcionais estão mais perdidos do que baratas tontas. Há os que ensaiam apoio a Mitidieri, os que torcem por Rogério, até quem não vota em nenhum dos dois por ser simpático a Alessandro Vieira (PSDB). Aliás, os postulantes a cadeiras na Assembleia e na Câmara são os mais prejudicados com essa indefinição. Sem um candidato majoritário definido, eles terão dificuldades para tocar suas campanhas, principalmente se o partido insistir em não armar palanque em Sergipe para a presidenciável da legenda, senadora Simone Tebet. Decididamente, o MDB velho de guerra está parecendo a bagunçada casa da mãe Joana e, caso não tome prumo, terminará como uma Maria vai com as outras. Home vôte!


Pastor paquerado


E quem está sendo paquerado pelos políticos é o pastor Virgínio de Carvalho, presidente das Assembleias de Deus em Sergipe. Dia sim outro também, os pré-candidatos batem à porta do ilustre para, indiretamente, pedir o seu apoio. Virgínio recebe a todos com fidalguia, porém não alimenta esperanças de apoio a ninguém. Ontem, o líder evangélico abriu as portas para a presidente estadual do Podemos, Danielle Garcia. A distinta diz ter ido visitar o pastor para lhe dizer de sua admiração “pela importante obra religiosa e social desenvolvida pelas Assembleias de Deus em Sergipe”. Ah, bom!


De pai pra filho


O pré-candidato a senador Valadares Filho (PSB) esteve em Brasília com o presidente do partido, Carlos Siqueira. Acompanhado pelo deputado federal Márcio Macedo (PT), Vavazinho foi conversar com o líder maior da legenda sobre a sua empreitada eleitoral. O ex-senador Antônio Carlos Valadares (PSB) também participou do encontro, tendo comunicado a Siqueira que disputará uma cadeira na Assembleia Legislativa. Nem precisa dizer que o dirigente do PSB não economizou nas palavras de estímulos e boa sorte a Vavá e Vavazinho. Aff Maria!


Enchendo o tempo


Sem muito o que fazer nesta fase de pré-campanha, muitos políticos gastam o tempo a procura de um fato para ocupar espaços na mídia. Eles sabem que ficar longe da imprensa significa perder terreno na hora de a onça beber água. Essa conjunção de marasmo político e vontade de aparecer estimula o “plantio” de “notícias”, geralmente com o intuito de desgastar os adversários. E aí surge todo tipo fofoca. Essa fase de mexerico vai perdurar até depois das convenções. Portanto, não se deve dar muita atenção para tudo que se afirma no momento, pois muita coisa não passa de intriga da oposição. Danôsse!

Dois palanques

Enquanto alguns presidenciáveis penam para obter apoio em Sergipe, o ex-presidente Lula da Silva (PT) pode escolher em qual palanque subirá. Tanto o petista Rogério Carvalho quanto o pessedista Fábio Mitidieri fazem questão de apoiar o “Barba”. Ontem, ambos tiraram fotos ao lado do líder das pesquisas, que esteve em Brasília costurando apoios para vencer a eleição já no 1º turno. Nem precisa dizer que a turma do PT ficou uma fera com um feliz Mitidieri dizendo que a sua parceria com Lula é antiga. Crendeuspai!

De olho no TSE

O pré-candidato a governador Valmir de Francisquinho (PL) está em Brasília acompanhando a elaboração do recurso contra a decisão do Tribunal Superior Eleitoral, que confirmou a sua inelegibilidade por oito anos. Valmir espera que o TSE publique, nesta quinta-feira, o acórdão da decisão contra ele, para que os seus advogados possam apresentar os embargos de declaração. Mesmo sendo apresentados este mês, os tais embargos só deverão ser analisados pelos ministros após o recesso do Judiciário. Enquanto isso, Francisquinho vai tocando a sua pré-campanha meio em banho maria. Marminino!

Cultura de luto

O ex-governador Jackson Barreto (MDB) lamentou a morte do artista plástico e escultor baiano Tatti Moreno, 77 anos. Famoso por ser o criador das esculturas dos Orixás, em Salvador, o artista também assinou as esculturas do Largo da Gente Sergipana, em Aracaju, uma obra que marca a identidade cultural de Sergipe. Projetado e inaugurado no governo de Jackson Barreto, o trabalho de Tatti Moreno representa as manifestações culturais Lambe-sujos e Caboclinhos, Reisado, São Gonçalo, Taieira, Cacumbi, Bacamarteiros, Parafuso e Chegança e o Barco de Fogo. Descanse em paz!

Invocado com o PMN

O professor Emmanuel Franco está invocado com a direção estadual do PMN, que descartou a sua pré-candidatura ao governo de Sergipe sem qualquer aviso prévio. O jornalista Cláudio Nunes publica hoje no portal Infonet que apoiadores de Franco pretendem denunciar o presidente do PMN, Cezar Cardoso, à Procuradoria Regional Eleitoral. O professor tem se queixado da falta de fidalguia da direção do partido, que aguardou ele lançar oficialmente a pré-candidatura para só depois abortá-la sem maiores explicações. Pelo visto, essa pendenga ainda vai dar muito pano pras mangas. Só Jesus na causa!

Contra o golpe

A presidenciável Vera Lúcia (PSTU), essa sergipana por adoção, tem feito discursos fortes contra a tentativa de golpe no Brasil. Segundo a distinta, “contra a violência da ultradireita e as ameaças golpistas de Bolsonaro, é preciso organizar a autodefesa da classe trabalhadora diante dos ataques armados do bolsonarismo a ativistas”. Numa indireta ao ex-presidente Lula da Silva (PT), a pré-candidata do PSTU afirma que o eleitor deve votar em quem defende um programa que não alimente o sistema capitalista. Misericórdia!

Recesso à vista

Os deputados estaduais aprovaram em terceira discussão e em redação final o Projeto de Lei dispondo sobre as diretrizes para a elaboração e a execução da Lei Orçamentária. Para 2023, o Executivo estadual estima uma Receita Total superior a R$ 13 bilhões, e uma Receita Corrente Líquida de algo em torno de R$ 10 bilhões. Aprovada a LDO, os deputados se preparam para o recesso parlamentar, com início previsto para a próxima segunda-feira e encerramento no dia 31 deste mês. Então, tá!

Comments


bottom of page