• Luxo Aju

Política by Adiberto de Souza



Jackson troca Mitidieri pelo palanque do PT


Para desespero dos governistas, Jackson Barreto (MDB) os trocou pelo PT. Após desistir de disputar as eleições, por discordar da ideia de uma chapa majoritária com duas candidaturas ao Senado, JB fez opção pelo palanque do pré-candidato a governador Rogério Carvalho (PT). Para apoiar o petista, Barreto exigiu indicar o postulante a vice, que será o filho do emedebista João Gama, ex-prefeito de Aracaju. A debandada de Jackson significa um sério desfalque na campanha do pré-candidato ao governo Fábio Mitidieri (PSD). A preocupação dos governistas agora é como se comportará o prefeito Edvaldo Nogueira (PDT). Além de ser muito próximo a JB, o pedetista ficou contrariado por ter sido preterido na escolha do pré-candidato ao governo. Há quem garanta que Nogueira tem motivos de sobra para não entrar de corpo e alma na campanha de Mitidieri: estará ocupado com a montagem do palanque do presidenciável Ciro Gomes, com a coordenação das campanhas dos candidatos proporcionais de seu partido e com os afazeres de prefeito. Será que restará algum tempo a Edvaldo e, principalmente, disposição para ir aos comícios do governista? Crenduespai!


Pode faltar tapetes


A Procuradoria-Geral da República se posicionou contra uma notícia-crime sobre suposta corrupção cometida pelos senadores Rodrigo Pacheco (PSD), Davi Alcolumbre (UB) e Marcos do Val (Pode). Autor da denúncia feita contra o trio no Supremo Tribunal Federal, o senador Alessandro Vieira (PSDB) escreveu o seguinte: “Sabe aquele dia em que você acorda com vontade de esvaziar as gavetas? Aconteceu com a Dra. Lindora [vice-procuradora-geral]. Ela movimentou vários casos envolvendo Bolsonaro, Pacheco e Alcolumbre. Todos foram transferidos para debaixo do tapete. Será que algum dia vai faltar tapete em Brasília?”, questionou. Marminino!


Há vagas


A quem interessar possa: serão abertas vagas de bons empregos no governo de Sergipe. É que todos os ocupantes de cargos comissionados indicados por Jackson Barreto (MDB) deverão receber cartão vermelho, após o distinto ter se mudado de mala e cuia para o palanque do PT. Segundo as fofoqueiras de plantão, JB tem centenas de cargos no Executivo estadual, inclusive de secretários. Aos interessados vale informar que não será difícil conseguir uma dessas “boquinhas” pagas pelos contribuintes: Basta ter o QI de quem indica. Em boa parte dos casos, os salários são tentadores, além de o contratante não exigir a presença física do empregado, nem cobrar boa qualificação profissional. Só Jesus na causa!


Vai sobrar pra ela


A vereadora aracajuana Emília Corrêa (Patriota) pode ser o plano “B” do PL para o caso de o ex-prefeito de Itabaiana, Valmir de Francisquinho, não conseguir reverter a sua inelegibilidade até o fim do prazo das convenções partidárias. As línguas ferinas andam espalhando pelas esquinas de Sergipe que o PL precisa ter candidato ao Executivo estadual para fortalecer a candidatura ao Senado do médico Eduardo Amorim. Diante disso, a direção do PL convidou Emília para ser postulante a vice, com a possibilidade de promovê-la a candidata ao governo no lugar do inelegível Francisquinho. Então, tá!


Ninguém é santo


O eleitor precisa ficar atento para não ser surpreendido pela avalanche de acusações que surgirá na campanha eleitoral que se avizinha. Preocupados unicamente em conquistar votos, os candidatos a cargos eletivos – claro que há exceções - devem lançar todo tipo de ataques contra os adversários. Como nunca estão fundamentadas, as denúncias terminam não dando em nada. Tanto isso é verdade que a Justiça Eleitoral nunca valoriza muito tais acusações, pois aprendeu, ao longo do tempo, que no saco de gatos de uma campanha ninguém é santo. Muito pelo contrário, nesse jogo bruto da política o que existe mesmo é cobra engolindo cobra. Home vôte!


Esqueceram Genivaldo


Já notaram como quase ninguém mais fala na morte brutal de Genivaldo dos Santos? Sem cometer qualquer crime, este sergipano, portador de problemas mentais, foi algemado, espancado e colocado numa câmara de gás, improvisada na mala de uma viatura da Polícia Rodoviária Federal. O caso alcançou grande repercussão nacional, porém bastaram surgirem outras atrocidades para esquecerem Genivaldo. Ontem, o senador Rogério Carvalho (PT) lamentou o fato de, passados dois meses do triste episódio, a família da vítima e a sociedade brasileira continuam sem a devida resposta sobre tão rumoroso caso. Eita Brasilzão sem jeito!


Porrada no capitão


Os senadores Rogério Carvalho (PT) e Alessandro Vieira (PSDB) são ideologicamente diferentes, porém, quando o assunto e o governo de Jair Bolsonaro (PL) os dois concordam em gênero, número e grau. Ao contrário da senadora Maria do Carmo Alves (PP), que segue sem fustigar o inquilino do Palácio do Planalto, o petista e o tucano batem no capitão de pijama sem dó nem piedade. Tanto na tribuna do Senado quanto nas redes sociais, Rogério e Alessandro deixam claro que se depender dos dois, Bolsonaro não terá um minuto de sossego até o fim do mandato, isso se chegar até lá. Misericórdia!


Ninho de ratos


Importante para a concretização da democracia, a reforma política não avança no Congresso nem a pau. Prometida há anos, esta importante iniciativa não sai do papel simplesmente porque não interessa à maioria dos congressistas. Qual deputado federal ou senador, eleito graças às malas pretas e caixas dois, vai querer moralizar as campanhas eleitorais, defender eleições justas e punir com rigor os bandidos de colarinho branco? Os parlamentares que discordam da maioria até podem se esgoelar na tribuna, porém não conseguirão aprovar uma reforma política que contrarie o enorme conluio político, assemelhado a um fedorento ninho de ratos. Desconjuro!


Discurso de oposição


Tem chamado a atenção as críticas indiretas feitas ao Executivo pelo pré-candidato a governador Fábio Mitidieri (PSD). A última fustigada do fidalgo ao aliado Belivaldo Chagas (PSD) tem relação com a Segurança Pública. Meses após o governador ter travado uma quebra de braço com os policiais para não atender suas reivindicações, Mitidieri anuncia que, se eleito, possibilitará melhorias salariais, além de valorizar as carreiras dos agentes de segurança. Como se fosse oposição ao governo, o pré-candidato disse que “os policiais precisam ser ouvidos e atendidos”. Ah, bom!


Bolsonarista rifado


A decisão de Jackson Barreto em trocou o governo pela oposição, sepultou de vez a esperança do empresário Marcos Franco (MDB) ser candidato a vice do pré-candidato a governador Rogério Carvalho (PT). A possível participação do distinto na chapa do petista já havia perdido força após ter sido divulgado que ele é simpatizante do presidente Jair Bolsonaro (PL): “Eu gosto das ideias dele. Os pensamentos dele eu acho que são válidos”, disse o emedebista à uma rádio de Aracaju. Agora, com a indicação do empresário Sérgio Gama (MDB) como postulante a vice na chapa de Carvalho, a vontade de Marcos Franco ficará só na vontade. Aff Maria!


Autocanibalismo


De um bebinho, numa bodega da periferia de Aracaju: “Com a carestia de volta neste governo militar, os pobres só estão comendo carne quando mordem a língua. Isso os que ainda têm dentes”. Cruzes!


Recorte de jornal



Publicado no jornal aracajuano A Tribuna, em 31 de maio de 1932.