top of page
  • Foto do escritorLuxo Aju

Política by Adiberto de Souza



Sergipe tem candidatos a governador para todos os gostos


Nove partidos homologaram chapas majoritárias para as eleições em Sergipe. Existem candidatos a governador para todos os gostos, desde os mais à direita até radical de esquerda. Nesta última categoria se encontra a chapa do PSTU, encabeçada por Elinos Sabino. Outra opção à esquerda, porém mais moderada, é a candidata a governadora Niully Campos (PSOL). A base governista vai às urnas com o deputado federal Fábio Mitidieri (PSD). O senador Rogério Carvalho (PT) disputará o governo pela chamada centro-esquerda, tendo o apoio do populista e desgastado MDB. Também de esquerda, o partido Unidade Popular pelo Socialismo (UP) estreia na disputa eleitoral, tendo como candidato a governador o professor Aroldo Félix. Uma coligação de centro-direita vai ao baile eleitoral com dois delegados de Polícia: o tucano Alessandro Vieira concorre ao governo, enquanto Danielle Garcia (Pode) quer se eleger senadora. Já o DC, também mais à direita, vai concorrer ao Executivo com o médico Antônio Cláudio. Por fim, a direita radical homologou como postulantes ao Executivo o médico Jorge Alberto (PROS) e o ex-prefeito de Itabaiana, Valmir de Francisquinho (PL). Este último, está inelegível, mas tenta reverter sua situação no Supremo Tribunal Federal. Caso não consiga, será substituído no meio da campanha, provavelmente pelo candidato a senador Eduardo Amorim (PL). Aguardemos, portanto!


PTB rachou


O PTB saiu da convenção rachado e sem candidato próprio ao governo. Por discordar da adesão do partido à chapa majoritária do PL, o pré-candidato a senador Mendonça Prado chutou o pau da barraca petebista e rompeu com o restante do grupo. Postulante a governador, o advogado petebista João Fontes aceitou figurar como 1º suplente de Eduardo Amorim (PL), candidato ao Senado. Na mesma toada, a professora Denise Leal (PTB) desistiu de disputar a vice-governadoria para tentar uma cadeira na Câmara Federal. A coligação dos petebistas com o PL serviu para concentrar a maioria dos bolsonaristas sergipanos num único palanque. Marminino!


Fábrica de promessas


A campanha eleitoral nem começou ainda e já tem candidatos ao legislativo prometendo construir milhares de casas, acabar com a crise na saúde pública, resolver o problema da violência, garantir educação de boa qualidade e o diabo a quatro. Ora, a função do deputado é legislar e fiscalizar as ações do governo. Este sim, deve realizar as obras reivindicadas pelo conjunto da sociedade. Ao prometem o que não podem fazer, os candidatos à Assembleia e à Câmara Federal estão enganando os eleitores. Estes, por sua vez, devem puni-los, negando-lhes o voto nas eleições de outubro. Simples assim!


André perdeu outra


Justo no último dia 5, quando teve o nome homologado como candidato a deputado federal, o manda chuva do União Brasil, André Moura, perdeu mais uma parada no Supremo Tribunal Federal. Desta vez, o ministro Nunes Marques negou os Embargos de Declaração - “efeito suspensivo aos declaratórios” -, impetrados pelo fidalgo. A defesa de André se apressou em afirmar que, “em que pese a decisão, ainda cabem recursos com efeito automático”. Ah, bom! A dúvida dos eleitores é: ora, se o condenado está elegível como dizem seus advogados, por que eles vivem impetrando liminares para suspender as condenações? Home vôte!


O povo paga o pato


Antes de decidir subir no palanque do PL, o ex-pré-candidato a governador João Fontes (PTB) dizia o diabo de Valmir de Francisquinho (PL). Segundo o distinto, “não é atrás de um ‘Pato’ que a gente vai discutir eleição”, numa alusão ao apelido de Valmir. Também prometeu aconselhar Jair Bolsonaro (PL) a ter cuidado, pois “em Sergipe tem um grupo que se o senhor for para o palanque pode correr o risco de, se passar um camburão lhe levar nesse meio também”. Será que ao resolver subir no palanque do PL, João Fontes não teme virar passageiro do camburão? Misericórdia!


Pergunta irritante


Veja o que publicou no Jornal da Cidade a coleguinha Thais Bezerra: “Quer tirar o governador Belivaldo Chagas (PSD) do sério? Pois lhe pergunte pelos respiradores comprados pelo durante a pandeia da covid-19. Quando ouve essa indagação, Chagas diz que, na maioria das vezes, é missa encomendada, porém não deixa de responder. Segundo ele, os estados foram enganados ao efetuarem a compra dos respiradores. Belivaldo revela que a questão está na Justiça, devendo o dinheiro ser devolvido ao estado. A questão é saber quando. Só Jesus na causa!”. Aff Maria!


Bancos pulam fora


Tire sem cavalinho da chuva se tiver pensando que os bancos privados vão oferecer empréstimo consignado aos beneficiários do Auxílio Brasil. Aprovada pelo Congresso, a toque de caixa e repique de sino, a ideia visa multiplicar os recursos nas mãos das famílias às vésperas da eleição e esmagando-as a seguir com juros estratosféricos. Bradesco, Itaú, Santander, Nubank e BMG são alguns dos bancos que já decidiram não oferecer crédito consignado. A recusa do mercado vem após o governo lançar a iniciativa sem colocar um limite à taxa de juros a ser cobrada. Então, tá!


Abaixo o preconceito


A vereadora Linda Brasil (Psol), primeira mulher trans a ser eleita em Aracaju, anda preocupada com o preconceito em torno das vítimas da varíola do macaco. A transmissão dessa doença ocorre principalmente por contato direto ou indireto com sangue, fluidos corporais, lesões na pele ou mucosas de animais infectados. Segundo Linda Brasil, todas as pessoas estão sujeitas a contrair a varíola do macaco, pois ela não está restrita a homens gays e bissexuais. “É um equívoco rotular populações de risco, assim como foi um grave erro da saúde pública estigmatizar os homossexuais quando a Aids surgiu e foi rotulada como peste gay”. É vero!


Pinóquio dos trópicos


Como perguntar não ofende: será que, após ter sido flagrado várias vezes mentindo vergonhosamente, o presidente Jair Bolsonaro (PL) vai continuar usando a citação bíblica “e conhecereis a verdade, e a verdade vos libertará”? Alguém precisa lembrar ao capitão de pijama que, segundo a Bíblia, “a palavra do mentiroso é falsa e seu discurso enfadonho e débil”. Desconjuro!


Entre a cruz e a espada


Embora os governos tentem encobrir o sol com a peneira, o atual modelo de segurança pública não protege mais o cidadão. Incapaz de prevenir o crime, a polícia vive a correr atrás do criminoso. Este, quando preso, é logo devolvido às ruas para delinquir novamente. Derrotado pela crescente violência, o sistema procura culpar a vítima, acusando-a de facilitar a vida dos marginais. Pior é que, enquanto se discute de quem é a culpa pelo crescimento da criminalidade, o povo paga caro para tentar sobreviver num verdadeiro fogo cruzado. Danôsse!


Disputando Lula


Pelo andar da carruagem, o candidato a governador Rogério Carvalho (PT) vai gastar parte do tempo da campanha tentando provar que ele é o único postulante ao governo apoiado pelo presidenciável Lula da Silva (PT). O ilustre não aceita nem a pau que o concorrente Fábio Mitidieri (PSD) se anuncie como apoiador do “Barba”. E para não deixar dúvidas na cabeça do eleitor, Rogério tem repetido insistentemente que “o time escolhido por Lula é este nosso. Fiquem atentos. Não há outro”. O diabo é que Mitidieri não se cansa de alardear a sua proximidade com o candidato a presidente do partido da estrelinha. Crendeuspai!


Comments


bottom of page