• Luxo Aju

Política by Adiberto de Souza



Refugada, candidatura de vice sobrou pra Sobral


Após a primeira dama de Aracaju, Danusa Silva (PDT), ter rejeitado o convite para disputar a vice na chapa encabeçada por Fábio Mitidieri (PSD), os governistas transferiram a incumbência para o deputado estadual Zezinho Sobral (PDT). É voz corrente nas esquinas de Sergipe que a expectativa criada em torno da possível indicação de Danusa e a escolha do parlamentar ficou muito aquém do esperado. Ademais, ao recusar o convite para disputar a vice, a primeira dama reforçou a suspeita de que o prefeito de Aracaju, Edvaldo Nogueira (PDT), não tem lá tantos motivos para se empenhar na campanha de Mitidieri, principalmente após ter sido preterido em seu desejo de disputar o governo. Claro que o gestor tem negado tal hipótese. O diabo é convencer os eleitores de que tudo anda as mil maravilhas no reduto governista. Só quando a campanha começar pra valer será possível avaliar até que ponto Zezinho Sobral contribuirá positivamente com a candidatura de Fábio Mitidieri. Marminino!


Valmir perde mais uma


O ministro do Supremo Tribunal Federal, Luís Roberto Barroso, rejeitou o pedido de liminar propondo a suspensão da inelegibilidade do ex-prefeito de Itabaiana, Valmir de Francisquinho (PL). Condenado por abuso do poder econômico, o distinto tenta suspender a decisão do TSE para disputar o governo de Sergipe. Apesar dessa nova derrota do filiado, o PL pretende homologar a candidatura de Francisquinho na convenção que realizará nessa sexta-feira. O ministro considerou intempestivo o pedido de liminar, “uma vez que ainda pende de publicação o acórdão”, escreveu Barroso. Aff Maria!


Emedebistas desgarrados


Os emedebistas simpáticos à reeleição do presidente Jair Bolsonaro (PL) preferiram permanecer apoiando Fábio Mitidieri (PSD), a seguir Jackson Barreto (MDB rumo ao palanque do PT. Ficaram na campanha pessedista os filiados do MDB com cargos em comissão no governo e o grupo político liderado pelo ex-deputado Marcos Franco: leia-se os prefeitos emedebistas de Laranjeiras, Juca de Bala, e de Riachuelo, Petinho de João Grande. Aliás, os governistas tiveram que conversar com Juca para que a indicação do adversário dele, Zezinho Sobral, como candidato a vice de Mitidieri não o incomodasse. Misericórdia!


Alese 13 X 0 Deputados


A Mesa Diretora da Assembleia deu de 13 a zero nos deputados estaduais Gilmar Carvalho (PL), João Marcelo (PT), Samuel Carvalho, Kitty Lima e Geogeo Passos, estes três últimos do Cidadania. Calma, não se trata de jogo. Estamos falando do mandado de segurança impetrado pelo quinteto, após o presidente da Casa, Luciano Bispo (PSD), ter arquivado o pedido de abertura de CPI da Covid-19. O pessedista argumentou que agiu assim após o deputado Zezinho Guimarães (PL) ter retirado a assinatura do requerimento da CPI, deixando-o sem o número mínimo de rubricas exigido por lei. No julgamento da ação, o Pleno do Tribunal de Justiça foi unânime em rejeitá-la. Crendeuspai!


Batendo em Jackson


Desde que o Jackson Barreto (MDB) trocou a canoa governista pelo barco do PT, que o governador Belivaldo Chagas (PSD) tem fustigado o ex-aliado. Nos discursos e entrevistas, o pessedista faz questão de lembrar que recebeu o estado em petição de miséria. Chagas tem ressaltado que só depois de ter equilibrado as contas públicas, foi possível recuperar centenas de quilômetros de rodovias estaduais, regularizar o pagamento do funcionalismo, dos fornecedores “e retomar o poder de investimento do estado em obras e projetos que movimentam a economia sergipana”. Para tristeza de JB, que fez um governo pessimamente avaliado, esta será a toada de Belivaldo durante toda a campanha eleitoral. Cruzes!


Aviso aos navegantes


Quem estiver pensando em burlar a lei na campanha eleitoral é bom ir tirando o cavalinho da chuva, pois a Justiça promete jogar duro contra os infratores. O Judiciário tem alertado que não será cúmplice dos transgressores da legislação. É preciso ficar atento, por exemplo, às punições previstas para quem divulgar fake news. Em caso de comprovação de que houve propagação de notícias falsas, o candidato eleito pode até perder o mandato. Portanto, o político que estiver pensando em fazer falcatruas, é bom ficar sabendo que pode dar com os burros n´água. Quem avisa, amigo é!


Sonho ameaçado


A pré-candidatura a governador do ex-deputado Jorge Alberto (Pros) está por um fio. É que ontem, o partido dele decidiu apoiar o presidenciável Lula da Silva (PT). Bolsonarista de quatro costados, Jorge Alberto deve saltar da canoa do Pros e procurar um palanque em Sergipe que apoia o capitão de pijama. O pré-candidato ainda não se manifestou sobre a posição de sua legenda, mas certamente não terá o apoio da executiva nacional para fazer campanha contra o ex-presidente Lula. Antes de ingressar no Pros, Jorge Alberto tentou ser candidato ao governo pelo DC, mas a direção do partido o recusou por ele ser bolsonarista. Home vôte!


Progressistas em festa


Os filiados do Progressistas participam, nesta quinta-feira, da convenção que homologará as candidaturas majoritária e proporcionais da legenda. O evento político vai começar às 14 horas, na sede do PP, à rua Riachuelo, bairro São José, em Aracaju. A convenção vai oficializar as candidaturas de Laércio Oliveira para o Senado, de deputados federais e estaduais, além da indicação para a coligação majoritária com outros partidos do bloco governista. Prestigie!


Julgamento adiado


Um pedido de vista feito pelo desembargador Ricardo Múcio de Abreu suspendeu o julgamento, pelo Pleno do Tribunal de Justiça, do recurso de embargos infringente apresentado pelo radialista George Magalhães. Ele já foi condenado por crime de estupro na 1ª instância e a Câmara Criminal do TJ. Antes do pedido de vista, a desembargadora-relatora Iolanda Guimarães votou pela rejeição do recurso apresentado pela defesa do comunicador. Neste processo, o desembargador Diógenes Barreto funciona como revisor. Agora, é aguardar que o processo retorne à pauta do Pleno. Então, tá!


Novos velhos


E o pré-candidato a governador Rogério Carvalho (PT) se acha o novo na política sergipana. Pode? Após dizer que está ocorrendo uma renovação de geração, o fidalgo cita como exemplos ele próprio, o presidente do PSB, Valadares Filho, e o empresário Sérgio Gama (MDB). Ora, que renovação é essa, se Rogério e Vavazinho participam de eleições desde o distante 2006, quando se elegeram, respectivamente, deputados estadual e federal? Quanto a Gama, pode-se dizer que ele ainda nem nasceu para a política, pois acaba de cair de paraquedas na chapa encabeçada por Carvalho. Danôsse!


Recorte de jornal



Publicado no jornal Correio de Aracaju, em 24 de dezembro de 1923.