top of page
  • Foto do escritorLuxo Aju

Política by Adiberto de Souza



A concorrência desleal dos candidatos com mandatos


Não é fácil a vida do candidato sem mandato. Durante a campanha fica visível a concorrência desleal imposta pelos deputados estaduais e federais. Estes contam com toda a estrutura parlamentar e partidária, enquanto os novatos, na maioria dos casos, enfrentam a disputa com a cara e a coragem. A legislação em nada favorece os novatos: da distribuição do fundo eleitoral às emendas parlamentares, tudo é feito para garantir a perpetuação de quem já está no legislativo. Segundo a cientista social e antropóloga Rosana Pinheiro Machado, as estruturas dos partidos são completamente engessadas, hierárquicas e prontas para eleger certas figuras e talvez para trazer um (único) novo nome. Ressalte-se que os parlamentares têm a seu favor os bilhões do fundo eleitoral, enquanto os candidatos sem mandatos precisam usar dinheiro do próprio bolso para ter alguma chance na disputa com os concorrentes privilegiados. É muito por isso, que as eleições não conseguem renovar, de forma considerável, as Assembleias, Câmara Federal e Senado. Coisas da política.


Candidaturas no vinagre


A candidatura a governador do médico Jorge Alberto (Pros) está por um fio. É que a executiva nacional do partido dele decidiu por unanimidade, ontem, retirar a candidatura do presidenciável Pablo Marçal, para apoiar a chapa do ex-presidente Lula (PT). Bolsonarista de quatro costados, Jorge já havia dito que se o apoio ao petista se concretizasse abortaria seu projeto político. Também dependerá da nova direção nacional do Pros a manutenção da candidatura do empresário Teixeira Caminhões (Pros) a 2º suplente do postulante ao Senado, Eduardo Amorim (PL). O partido registrou três candidaturas a deputado estadual e oito a federal. Marminino!


Imoralidade política


Partidos e candidatos começam a gastar os 4,9 bilhões do imoral fundo eleitoral. Aqui pra nós, é muito dinheiro para a classe política torrar numa única eleição, principalmente quando o Brasil enfrenta uma de suas piores crises econômicas. Não há recursos para a educação, falta grana para a saúde, pesquisas e a segurança. Milhões de brasileiros estão passando fome, mas o Congresso reajustou absurdamente o valor do fundo eleitoral que, além de imoral, serve para engordar as contas bancárias de muitos dirigentes partidários. Home vôte!


Festeja prêmio


O candidato a governador de Sergipe, senador Rogério Carvalho (PT), está sorrindo de orelha a orelha por ter sido escolhido como membro da “Elite Parlamentar no Congresso”. Segundo o petista, o destaque na categoria “articulador” significa que ele é um nome de confiança das lideranças políticas para determinadas missões. E para misturar a premiação com a campanha eleitoral, Rogério afirmou não ter sido “à toa que o candidato a presidente Lula da Silva (PT) o escolheu para disputar o governo de Sergipe. Por fim, Carvalho revelou que a premiação é um reconhecimento do seu esforço diário para construir o Brasil e Sergipe mais justos. Então, tá!


Propaganda liberada


Com a finalização dos pedidos de registro de candidatura junto à Justiça Eleitoral, já está permitida a propaganda eleitoral, inclusive na internet. Os candidatos precisam ficar atentos ao que pode e o que não pode durante este período, que em alguns casos vai até o dia 29 de setembro, e em outros até a véspera do pleito, no dia 1º de outubro. Um dos principais focos do TSE será a divulgação de informações falsas (fake news), algo impedido pela legislação. Portanto, o candidato deve abrir o olho para não se complicar com a Justiça. Aff Maria!


Orai por eles!


A classe política não tem perdido festas religiosas, em especial as procissões de padroeiras, que reúnem multidões no interior de Sergipe. Ontem, por exemplo, os candidatos majoritários e proporcionais foram a Nossa Senhora da Glória e  Tobias Barreto, festejar as padroeiras dos dois municípios. Com um olho no andor e outro nos fiéis, os postulantes a cargos eletivos fazem promessas aos santos e aos eleitores. Vale tudo para garantir a eleição em outubro próximo. Misericórdia!


Deixou a UTI


O ex-deputado estadual e federal José Teles de Mendonça recebeu alta médica da UTI do Hospital Primavera, em Aracaju. Na última quarta-feira, ele foi vítima de um acidente vascular encefálico isquêmico. Zé Teles, como é conhecido o ex-parlamentar e empresário, estava numa churrascaria de Itabaiana, quando se sentiu mal. O boletim médico liberado ontem, informa que o ex-deputado teve uma “evolução clínica satisfatória”. Filho do saudoso líder político itabaianense Chico de Miguel, Zé Teles é pecuarista e proprietário da rádio Capital do Agreste/FM. Melhoras!


Hora da chantagem


Esta é a fase da campanha em que os vendedores de votos chantageiam os candidatos. A tática é antiga, mas funciona em boa parte dos casos. O golpe é o seguinte: o líder interiorano espalha que o adversário de determinado candidato está muito bem perante a opinião pública e que a campanha do chantageado anda fazendo água em vários municípios, justamente pela falta de dinheiro para ‘agradar’ os cabos eleitorais. Quem cai no golpe, gasta agora e vai gastar durante toda a campanha, pois essa turma é insaciável. Os candidatos majoritários são as vítimas preferidas desses malandros. Creindeuspai!


A vez da mulher


As candidatas à deputada federal têm batido na tecla de que Sergipe nunca elegeu uma mulher para a Câmara. Uma dessas é a vice-governadora Eliane Aquino (PT): “Num país onde somos maioria, é fundamental que o Congresso Nacional tenha representatividade feminina lutando pelas mulheres e por todos os nossos direitos”, discursa a petista. Eliane afirma que a sua principal meta “é ajudar o presidente Lula a reconstruir o Brasil”. Por fim, a candidata diz que o “Barba” precisará “de uma base forte e que tenha coragem. Atuarei no Congresso Nacional pra que possamos fazer o país voltar a ter a força que ele tem”. Ah, bom!


Vítimas da 2ª Guerra


A Prefeitura de Aracaju promove, nesta terça-feira, um ato em homenagem às vítimas dos navios Baependi, Araraquara e Aníbal Benévolo, torpedeados na costa sergipana durante a Segunda Guerra Mundial. A homenagem às vítimas do torpedeamento por um submarino alemão ocorrerá às 17h, no Farol da Marinha, localizado no bairro Coroa do Meio. O ato contará com a execução de hinos, descarga de fuzilaria, instalação de placa alusiva, projeção do nome de todas as 607 vítimas e ativação do canhão de luz do farol. Prestigie!



Comments


bottom of page