top of page
  • Foto do escritorLuxo Aju

Política by Adiberto de Souza



Maratona eleitoral de Sergipe tem três coelhos


Fosse a disputa eleitoral uma maratona, os inelegíveis Valmir de Francisquinho (PL), André Moura (UB) e Valdevan Noventa (PL) seriam os coelhos da competição, ou seja, aqueles atletas contratados para marcar o ritmo dos demais competidores. Mesmo condenados em última instância, os três suplicantes registraram suas candidaturas e insistem em dizer que só Deus os tira da disputa. Ledo engano! Ainda ontem, o Ministério Público Eleitoral pediu à Justiça a impugnação de Valmir, devendo ocorrer o mesmo com André e Valdevan. Políticos experientes, os três sabem que as suas candidaturas são insustentáveis, porém seguem alimentando as esperanças do eleitorado para, na hora H, apresentarem os substitutos. Acreditam eles que, a depender do ritmo dado às campanhas, será possível eleger os indicados, assim como os coelhos correm na esperança que os verdadeiros competidores da maratona quebrem o recorde da prova. No mais, apostar na sobrevivência das candidaturas de Valmir, André e Valdevan é tão arriscado quanto fazer uma fezinha em jogo de cartas marcadas. Misericórdia!


Deputada hospitalizada


A deputada estadual Janier Mota (PSD) está hospitalizada. Segundo a assessoria dela, não há previsão de alta médica para a parlamentar. “Por recomendação da equipe que a acompanha, Janier se afastou das atividades parlamentares e políticas, devendo manter repouso pelos próximos dias”, diz a nota da assessoria. Candidato a senador e de quem a enferma é 1ª suplente, o deputado federal Laércio Oliveira (PP) desejou “pronta recuperação a minha amiga, que precisou ser hospitalizada para cuidados de saúde. Estamos unidos em oração pela sua melhora”, escreveu o candidato. Os assessores de Janier Mota não revelaram a causa de sua hospitalização. Então, tá!


Boa nova


O governo de Sergipe e a empresa IRO Industrial, do grupo Polimix, assinaram protocolo de intenções para a reativação da antiga fábrica da Itaguassu Agro Industrial (Cimentos Nassau) em Nossa Senhora do Socorro. A previsão de investimentos é de R$ 500 milhões, ao longo dos próximos 30 meses, para a aquisição de ativos e modernização do parque industrial. O retorno das atividades da Itaguassu deve gerar cerca de mil empregos diretos e outros dois mil indiretos. A capacidade de produção da fábrica é de 800 mil toneladas de cimento por ano, que serão consumidores pelos mercados de Sergipe, Bahia, Alagoas e Pernambuco. Supimpa!


Vote certo


Tem gente que troca voto

Por cimento, dentadura,

Camiseta, cesta básica,

Favores na prefeitura

Quem compra votos, errou!

E quem vende, já cavou

A sua própria sepultura.

Os versos acima são do cordelista Cacá Lopes.


Adir não desiste


Mesmo tendo descartada a sua candidatura à Câmara Federal, o presidente do PL de Aracaju, Adir Machado, ainda acredita numa possível reviravolta em seu favor. O fidalgo foi substituído na relação dos candidatos pelo inelegível Valdevan Noventa. Após se reunir com o manda chuva do partido, Edvan Amorim, o rejeitado Adir informou que o presidente prometeu tentar solucionar a sua situação. Ontem à noite, o ex-postulante a deputado federal reuniu amigos e lideranças que o apoiam para informar sobre a reunião com Amorim. Depois do encontro, postou no instagram que a decisão do grupo foi que “desistir não é uma opção”. Creindeuspai!


Apoio de peso


O prefeito de Aracaju, Edvaldo Nogueira (PDT), prestigiou a reunião do candidato a deputado federal Luiz Roberto (PDT) com amigos e apoiadores. Segundo o gestor, Sergipe conhece a competência do pedetista, “através do seu trabalho na Petrobras, no Confiança e na Empresa Municipal de Urbanização (Emsurb), elevando a qualidade do serviço de limpeza em nossa cidade”. Nogueira disse ainda que sabe do compromisso de Luiz Roberto “com nosso estado, conheço sua história e sei da sua capacidade para desempenhar um grande mandato na Câmara dos Deputados”. Marminino!


Comitê central


O candidato ao governo de Sergipe, Fábio Mitidieri (PSD), lança o Comitê Central de campanha nesta quarta-feira. Localizado na Barão de Maruim, centro de Aracaju, o espaço será ponto de apoio para distribuição de material e reuniões. O lançamento promete reunir lideranças políticas e apoiadores de Mitidieri. Na festa de abertura do comitê, o candidato deve reforçar suas principais propostas para administrar Sergipe, com destaque para a geração de empregos e renda, a inclusão social e a melhoria dos serviços de saúde. Ah, bom!


Pronta para a luta


A candidata a governadora de Sergipe, Niully Campos (Psol), promete que ao longo da campanha fará caminhadas, carreata, bicicletada, panfletagem, adesivaço e tudo o mais que lhe permita dialogar com a eleitora e eleitor sergipano. A distinta revelou ao blog Primeira Mão que partir do dia 26 estará presente no horário eleitoral gratuito: “Espero que haja muitos debates e, com certeza, participarei de todos”, frisou. A candidata entende ser fundamental que os sergipanos tenham a oportunidade de conhecer e comparar, de forma democrática, todas as candidaturas. É vero!


Desigualdade


A educação para brancos e negros é desigual no Brasil. Os primeiros concentram os melhores indicadores, é a população que mais vai à escola e conclui o estudo. Segundo pesquisa do movimento Todos pela Educação, o desemprego é maior entre os negros (7,5%) e pardos (6,8%) que entre os brancos (5,1%). O trabalho infantil, maior entre pardos (7,6%) e negros (6,5%), que entre brancos (5,4%). A taxa de analfabetismo é 11,2% entre os negros; 11,1% entre os pardos; e, 5% entre os brancos. Só Jesus na causa!


Obras paralisadas


E o candidato a governador de Sergipe, Rogério Carvalho (PT), se reuniu com empresários da construção civil. Segundo ele, o encontro serviu para discutir sobre alternativas aos entraves de obras públicas que se encontram paralisadas. Rogério foi informando que existem em Sergipe algo em torno de 300 obras públicas paradas. O petista disse aos empresários que esse problema precisa ser resolvido, pois continuando como está quem paga a conta é a sociedade, que não tem a obra concluída nem o serviço prestado por ela. Aff Maria!


Ideologia fora de moda


A ideologia política tem sido coisa rara nessa campanha eleitoral. Aqui e acolá é possível encontrar um ou outro candidato defendendo a esquerda ou a direita, porém a maioria dos concorrentes está interessada mesmo é em se eleger. Na concepção de boa parte dos políticos, o que importa é o apoio do suplicante, independentemente de sua coloração partidária. Portanto, a ideologia tão fora de moda só voltará a ser lembrada depois das eleições, preferencialmente em eventos acadêmicos ou em sepultamentos de velhos comunistas. Home vôte!


Comentarios


bottom of page