top of page
  • Foto do escritorLuxo Aju

Política by Adiberto de Souza


Valmir aposta a sua última carta no jogo sucessório


Após o Tribunal Superior Eleitoral publicar o acórdão sobre o julgamento de sua inelegibilidade, Valmir de Francisquinho (P)L) só tem mais uma chance de permanecer na disputa pelo governo de Sergipe. Agora, a defesa dele apresentará os embargos de declaração com efeito infringente, na tentativa de cancelar a condenação antes das eleições de outubro. No momento, Valmir está inelegível da Silva Xavier. A esperança dos advogados e dos eleitores de Francisquinho é que, ao menos, um ministro acate os argumentos da defesa e refaça o voto, alterando o resultado para 4 a 3 em favor do candidato. No meio jurídico é grande a descrença nessa reviravolta do processo, mas, como diz o ditado popular: a esperança é a última que morre. O candidato acredita que os embargos restabelecerão a sua elegibilidade, além de devolver o mandato de deputado estadual a Talysson de Valmir (PL), cassado e tornado inelegível pelo mesmo delito cometido por Francisquinho: abuso do poder econômico nas eleições de 2018. Aguardemos, portanto, esta última e decisiva cartada de pai e filho. Marminino!


Candidaturas trans


Dos mais de 28 mil candidatos e candidatas às eleições de 2022, apenas 58 são pessoas identificadas como transsexuais ou transgêneros. Entre elas está a vereadora aracajuana Linda Brasil (Psol), postulante a uma cadeira na Assembleia Legislativa. Conforme o coletivo Vote Lgbt+, esse baixo número de concorrentes corresponde a pouco mais de 0,2% do total de candidaturas, contrastando com o tamanho da comunidade trans no Brasil, que representa cerca de 2% da população. Atualmente, eles e elas não possuem representantes na Câmara Federal e no Senado. Aff Maria!


Remédio jurídico


Tornado inelegível por abuso do poder econômico, o ex-prefeito de Ilha das Flores, Christiano Cavalcante (UB), obteve uma liminar para concorrer a deputado estadual. O remédio jurídico foi concedido pelo ministro Sergio Banhos, do Tribunal Superior Eleitoral. Certamente, o Ministério Público vai recorrer contra essa decisão, embora dificilmente o TSE julgue o recurso antes das eleições. Portanto, o ex-prefeito deverá participar das eleições sub judice, o que significa dizer que se for eleito e a liminar cair posteriormente, todos os votos dados a ele serão anulados. Misericórdia!


PSD deu pra trás


O PSD sergipano retirou o pedido de impugnação da candidatura a deputada federal da vice-governadora Eliane Aquino (PT). O recuo ocorreu após a forte repercussão negativa em torno da atitude dos pedessistas, que até um dia desse eram aliados da petista. O argumento para a desistência da ação foi que o advogado impetrou o pedido de impugnação da fidalga sem a autorização prévia da direção do partido. Ôxe! O governador Belivaldo Chagas, principal liderança do PSD, se apressou em dizer que só tomou conhecimento da descortesia com Eliane através da imprensa. Então, tá!


Trabalho reconhecido


O governador Belivaldo Chagas (PSD) foi homenageado pelo Sindicato dos Integrantes da Carreira de Gestão Pública de Sergipe. A entrega da homenagem ocorreu durante o evento comemorativo pelos 20 anos da posse da primeira turma destes servidores. O governador lembrou que em sua gestão criou 22 vagas e nomeou 50 aprovados no 2º concurso público da categoria. Segundo Belivaldo, estes servidores foram essenciais no planejamento do governo, “nos auxiliando na retomada do equilíbrio nas contas públicas”. Ah, bom!


Substituta do pai


O União Brasil lança oficialmente nesta quarta-feira, a candidatura de Yandra Moura a deputada federal. A festança está agendada para às 18 horas, no espaço de eventos Gonzagão, localizado na zona sul de Aracaju. Neófita em política, a moça está substituindo o pai André Moura (UB), inelegível após ter sido condenado pelo Supremo Tribunal Federal a oito anos de cadeia. O distinto tentou por todos os meios reverter a condenação. Como não conseguiu, tirou o time de campo e escalou a filha para substitui-lo na disputa eleitoral. Creindeuspai!

Grana a caminho

Boa notícia para os servidores estaduais: o governo de Sergipe começa a pagar os salários deste mês na próxima segunda-feira. Recebem a ninharia nessa data, os aposentados e pensionistas. Já no dia 30, botam a grana no bolso os servidores ativos da Secretaria de Estado da Saúde e suas fundações, além do pessoal da Educação. Quem trabalha nas demais secretarias, empresas, autarquias e fundações recebe no dia 31. Junto à folha, o governo também paga a primeira metade do 13º salário aos aniversariantes de agosto. Supimpa!

Primeiro voto

A Câmara de Aracaju vai realizar uma audiência pública, segunda-feira próxima, para debater sobre “a importância do primeiro voto: um caminho para a cidadania”. Proposto pela vereadora Emília Corrêa (Patriota), o evento acontecerá no plenário do Legislativo da capital e contará com debates entre vereadores e convidados. Segundo Emília, que é candidata a vice-governadora de Sergipe, embora o voto para jovens entre 16 a 18 anos não seja obrigatório, é muito importante eles estarem bem informados de como esse ato fará diferença na vida das futuras gerações. É vero!

Mal das pernas

A Companhia de Saneamento de Sergipe (Deso) é o patinho feio do governo estadual. Nem o governador Belivaldo Chagas (PSD) economiza nas críticas à estatal. Segundo o ilustre, apesar de sua importância para o abastecimento da população, a Deso deixa a desejar no serviço prestado aos sergipanos: “O volume de críticas é muito maior do que as notícias positivas”, reclama Chagas. O governador não fala publicamente em privatização, porém afirma que o seu sucessor precisa avaliar com cuidado o futuro da companhia, pois como está não pode ficar. Só Jesus na causa!


Defesa da aliada


O deputado federal Márcio Macedo (PT) saiu em defesa da aliada Eliane Aquino (PT), que corre o risco de ter a candidatura a deputada federal impugnada porque não se afastou dos conselhos estaduais dentro do prazo. Segundo o parlamentar petista, “é um absurdo essa tentativa de impugnar a candidatura. Eliane é uma pessoa digna e honesta e não cometeu nenhum delito”, discursa Márcio. Ele acrescenta que Aquino está amparada nas funções legais do cargo de vice-governadora. Resta saber se a Justiça Eleitoral concorda com esse raciocínio do deputado. Home vôte!


Comments


bottom of page