top of page
  • Foto do escritorLuxo Aju

Política by Adiberto de Souza



A campanha está colorindo o desemprego em Sergipe


A campanha eleitoral em curso tingiu o desemprego com as cores dos candidatos e o expôs nas ruas, praças e avenidas. Em Sergipe, essa chaga que assombra milhares de famílias foi pintada de verde, vermelho, azul, laranja, lilás, amarelo e branco, as cores das bandeiras dos candidatos a deputado, senador e governador. Quase sem exceção, todos os seguradores de bandeiras postados nas esquinas das ruas e avenidas são desempregados fazendo um “bico” temporário por alguns trocados, insuficientes para alimentar os filhos. Um número infinitamente maior de desafortunados não conseguiu vagas nesse horrendo trem eleitoral e, portanto, não pode ser calculado pela cor da bandeira agitada pelo vento para iludir os eleitores. Todos, contudo, sairão de suas casas em outubro para eleger o futuro governador de Sergipe, um senador, oito deputados federais e 24 deputados estaduais que, andam por aí prometendo casas, hospitais, escolas de primeiro mundo e, principalmente, emprego bom para quem quiser. É uma pena que a jura feita agora na campanha não passe de uma promessa fugaz e incolor. Só Jesus na causa!


Espaço na Folha


O candidato a governador de Sergipe, Alessandro Vieira (PSDB), foi citado numa reportagem do jornal Folha de S. Paulo publica, ontem, mostrando que a ascensão ao poder do presidente Jair Bolsonaro (PL) fez crescer o número de candidaturas de policiais civis e militares. Segundo a matéria do jornal paulista, Vieira “tem perfil conservador, mas não é próximo a Bolsonaro. Foi um crítico do presidente na CPI da Covid”. A Folha não revela, contudo, que o senador tucano votou no capitão de pijama em 2018, tendo se arrependido depois devido o comportamento aloprado de Bolsonaro no governo. Creindeuspai!


Polícia no comício


A Polícia Militar foi chamada por moradores do bairro São José, em Aracaju, para acabar com a perturbação de sossego provocada por um comício do candidato a deputado estadual Cristiano Cavalcante (UB). O barulho infernal dos discursos e dos fogos revoltou quem mora nas imediações do comitê político que estava sendo inaugurado. Uma equipe da PM compareceu ao local, porém pouco pode fazer, pois a festa política tinha autorizações da Secretária do Meio Ambiente de Aracaju e da Superintendência Municipal de Transporte e Trânsito da capital. Diante disso, foi feito um acordo para baixar o som do comício. Marminino!


Promessa de Valmir


Mesmo inelegível, o ex-prefeito de Itabaiana, Valmir de Francisquinho (PL), segue fazendo campanha para o governo de Sergipe e, naturalmente, prometendo melhorias aos sergipanos. O fidalgo discorda dos que defendem a privatização da Companhia de Saneamento de Sergipe (Deso), estatal que se transformou num calo no sapato do governador de plantão. Valmir promete colocar na estatal um gestor competente, além de realizar licitações para comprar material de qualidade, evitando os constantes rompimentos das tubulações, que tantos transtornos causam aos usuários. Ah, bom!


Linda parou o trânsito


Candidata a deputada estadual, a vereadora Linda Brasil (Psol) parou o trânsito na Parada LGBT+, realizada ontem na Orla de Atalaia, em Aracaju. De megafone em punho, a primeira mulher trans a conquistar um mandato parlamentar em Sergipe, convocou “as gay, as bi, as trans e as sapatão” pra fazer uma revolução com o voto: “Vamos que vamos com Lula para reconstruir o Brasil”, discursou a vereadora durante o desfile da Parada LGBT+. Vestida a caráter, a vereadora Professora Ângela Melo (PT) também participou do animado evento, assim como a vice-governadora Eliane Aquino (PT). Supimpa!


Pra ser político


Faça discurso bonito,

Diga que ama sem amar,

Coma qualquer porcaria,

Dê com a mão sem precisar,

E sem ter graça ria...

Somente para enganar.


A definição acima está no bem acabado cordel ‘O ladrão e o político’, do poeta José Augusto, de Mossoró (RN).


Campanha sem sal


Não vai ser fácil esquentar a campanha eleitoral em Sergipe. A expectativa era que os programas políticos no rádio e na televisão colocassem na disputa a dose de pimenta esperada pelos eleitores, porém isso ainda não aconteceu. Os institutos de pesquisa apontam que um considerável percentual de sergipanos se diz pouco ou totalmente desinteressado pelas eleições. Alguns analistas políticos acreditam que a campanha continuará nesse ritmo até o fim. A rigidez da lei eleitoral e a fiscalização desenvolvida pelo Ministério Público Eleitoral têm surtido efeitos positivos, embora também contribua para deixar a disputa sem sal. Home vôte!


Carreata governista


Os governistas promoveram, ontem, a primeira grande carreata em Aracaju visando atrair as atenções para as candidaturas de Fábio Mitidieri (PSD) ao governo, e Laércio Oliveira (PP) ao Senado. O prefeito da capital, Edvaldo Nogueira (PDT), e o governador Belivaldo Chagas (PSD) não escondiam o entusiasmo com a campanha de seus candidatos: “Foi muito lindo ver a reação dos moradores da zona Norte dizendo sim ao projeto que impulsiona o nosso estado para o caminho certo do desenvolvimento”, escreveu Chagas no instagram, após a maratona políticas pelas ruas e avenidas de Aracaju. Então, tá!


Críticas à ex-mulher


Veja o que publicou a amiga Thaís Bezerra no Jornal da Cidade: “O ex-prefeito de Capela, Manoel Sukita (Republicanos), disse ter passado mal ao ver a ex-esposa e prefeita Silvany Mamlak (UB) abraçada com a candidata a senadora delegada Danielle Garcia (Pode). O líder político garante que ficou sem palavras, pois foi justamente Danielle quem, em 2014, prendeu Silvany, sob a acusação de lavagem de dinheiro e atos de improbidade administrativa. Hoje adversários políticos, Sukita e Silvany tentam eleger, respectivamente, a irmã Clara, e o esposo Christiano Cavalcante (UB) para a Assembleia Legislativa”. Misericórdia!


Levando pelo braço


Inelegível, após ter sido condenado em duas ações pelo Supremo Tribunal Federal, o mandachuva do União Brasil em Sergipe, André Moura, só tem um foco: eleger a filha Yandra (UB) para a Câmara Federal. Para tanto, o distinto tem circulado o estado levando a jovem herdeira política pelo braço para apresenta-la às lideranças. Somente ontem, André e a filha deram com os costados em Santo Amaro das Brotas, Maruim, Rosário do Catete, General Maynard, Japaratuba e Parambu. No encontro com os prefeitos destes municípios, Moura lembrou que será “eternamente grato por tudo que vocês estão fazendo por nós”. Hummm!


Noite de autógrafos


A historiadora Ana Maria Dantas de Santana vai lançar, no próximo dia 16, o livro “Das Matas de Itabaiana a Frei Paulo”. Publicada pela Editora Diário Oficial de Sergipe, a obra literária é resultado de uma pesquisa feita, ao longo de sete anos, sobre a ocupação das matas, fundação e emancipação de Frei Paulo, localidades que antes pertencia à Itabaiana. O livro também esclarece sobre a escolha do nome “Frei Paulo”. Ana Dantas é advogada, pesquisadora, historiadora e servidora pública, já tendo sido vereadora daquele município sergipano por dois mandatos. A noite de autógrafos vai ocorrer no Memorial Gilza Maria de Matos Dantas - Fazenda Onça, em Frei Paulo. Prestigie!


Recorte de jornal


Publicado no jornal O Maruinense, em 17 de julho de 1892.

留言


bottom of page