top of page
  • Foto do escritorLuxo Aju

Política by Adiberto de Souza



Valmir quer derrotar Mitidieri


Expurgado da disputa eleitoral após ter sido considerado inelegível por oito anos, o ex-prefeito de Itabaiana, Valmir de Francisquinho (PL), é um poço até aqui de magoas com o PSD. Ele não perdoa o fato de o partido do candidato a governador Fábio Mitidieri ter contratado advogado para acusá-lo de usar a máquina pública em favor da eleição do filho Talysson (PL) a deputado estadual. Embora Valmir ainda não tenha se manifestado sobre quem apoiará agora no 2º turno, não tenham dúvidas que ele vai trabalhar para impedir a vitória do pessedista. E essa oposição não pode ser desprezada, pois o ex-prefeito teve 457.922 votos, todos considerados nulos devido a impugnação de sua candidatura. Portanto, mesmo que Francisquinho não anuncie apoio ao petista Rogério Carvalho, a simples oposição a Mitidieri fará um enorme estrago na campanha do governista. Quem viver, verá!


Edvaldo é Lula


E quem está de volta ao palanque do PT é o prefeito de Aracaju, Edvaldo Nogueira (PDT). Ontem, logo após a reunião do partido para decidir o caminho a ser trilhado agora no 2º turno, o pedetista foi às redes sociais anunciar voto ao presidenciável Lula da Silva (PT). Isso não significa dizer, porém, que este apoio se estende ao candidato a governador Rogério Carvalho (PT). Edvaldo continua pedindo votos para Fábio Mitidieri (PSD). A relação de Nogueira com os petistas foi rompida em 2020, quando o hoje deputado federal Márcio Macedo (PT) resolveu enfrenta-lo na disputa pela Prefeitura da capital. Ah, bom!


Ganhou, mas não levou


A vice-governadora de Sergipe, Eliane Aquino (PT), comemorou muito o fato de o ministro Sérgio Banhos, do Tribunal Superior Eleitoral, ter julgado improcedente a impugnação de sua candidatura a deputada federal. A vitória chegou atrasada e não lhe garantiu uma cadeira na Câmara Federal, pois com o aproveitamento dos votos dela quem se reelege é João Daniel (PT). A candidatura de Eliane foi impugnada pelo TRE sob o argumento que a distinta não respeitou o prazo para se afastar dos conselhos estaduais que presidia. A reeleição de Daniel também deve “deseleger” o delegado de polícia André David (Republicanos). Aff Maria!


João pé frio


As línguas ferinas andam espalhando que o presidente estadual do PTB, João Fontes, é um pé frio de marca maior. Segundo as fofoqueiras, o fidalgo teve a candidatura a governador abortada no dia da convenção, não se “elegeu” suplente de senador, seu candidato Valmir de Francisquinho (PL) foi impedido de disputar o governo de Sergipe e, de quebra, o PTB virou um partido nanico por não ter alcançado a cláusula de barreira. Nem precisa dizer que os postulantes a governador Fábio Mitidieri (PSD) e Rogério Carvalho (PT) ficam arrepiados só de ouvir falar num possível apoio de João Fontes. Home vôte!


Agora vai!


O candidato a governador Rogério Carvalho (PT) só faltou soltar foguetes com o apoio do médico Cláudio Geriatra (DC), que concorreu ao governo e ficou na vice lanterna da disputa, com minguados 2.655 votos: “A chegada de Dr. Cláudio nos engradece”, comemorou o petista. Hummm! Por sua vez, o candidato derrotado no 1º turno disse que resolveu apoiar Rogério porque ele tem um programa de governo com uma visão de progresso, geração de emprego e renda, além de possui experiência em gestão de saúde. Então, tá!


Votos caríssimos


A jornalista Rita Oliveira publica em sua coluna a seguinte nota: “Tá dando o que falar o fato de a candidata a deputada federal pelo Podemos, Adriana Mallezan, ter recebido de Fundo Eleitoral R$ 2.224.000,00 e só ter conquistado nas urnas 1.418 votos”. Taí um caso para estudo. Pior do que a ilustre Mallezan, só Fenelon, que disputou uma cadeira na Câmara Federal pelo Solidariedade e foi votado por apenas 16 suplicantes. Mas, diferente da endinheirada Adriana, o distinto não deve ter recebido um único centavo do tal Fundo Eleitoral. Só Jesus na causa!


Julgamento marcado


Ficou para a próxima sexta-feira, o julgamento pelo Tribunal Superior Eleitoral dos embargos infringentes impetrados pela defesa de Valmir de Francisquinho (PL). Tornado inelegível após ter sido condenado por abuso do poder econômico e político nas eleições de 2018, o indigitado teve impugnada sua candidatura ao governo de Sergipe. Desde então, ele tenta reverter a condenação. Tem gente apostando que Valmir vai perder mais uma no TSE, pois é muito raro magistrados mudarem de posição por conta de embargos infringentes. Marminino!


Melhor senador


E o senador eleito Laércio Oliveira (PP) concedeu entrevista coletiva para falar sobre a sua eleição e reafirmar seu compromisso com as candidaturas de Fábio Mitidieri (PSD) a governador e do presidente Jair Bolsonaro (PL) à reeleição. O progressista também garantiu que vai trabalhar muito visando atrair novas empresas e investimentos para Sergipe. Após agradecer aos sergipanos por terem acreditado em suas propostas, Laércio afirmou que será o melhor senador que Sergipe já teve. O senador eleito aproveitou para criticar o que chamou de manipulação de pesquisas, “uma prática que vem ocorrendo todos os anos e nós precisamos dar um basta nisso”, alertou. Cruz, credo!


Lula em Sergipe


O presidenciável Lula da Silva (PT) deve dar com os costados em Sergipe agora no 2º turno das eleições. Essa, ao menos, é a expectativa do candidato a governador Rogério Carvalho (PT), que se reúne hoje com o “Barba”. No encontro, será discutida a agenda da visita de Lula a Sergipe. No 1º turno, o petista não deu as caras no estado, talvez por considerar que, em relação ao número de votantes no Brasil, o eleitorado de Sergipe assemelha-se a uma gota d´água no oceano. Agora, precisando ampliar a vantagem sobre o presidente Jair Bolsonaro (PL), Lula está considerando comício qualquer reunião com mais de três pessoas. Danôsse!


Apoio meia boca


Aliados do candidato a governador Fábio Mitidieri (PSD) concluíram que nem sempre o apoio de grande número de prefeitos é sinônimo de sucesso eleitoral. Só para lembrar: na campanha de 2018, o candidato a senador André Moura (UB) recebeu o apoio de quase 50 prefeitos, porém quando as urnas foram abertas o distinto estava derrotadinho da Silva Xavier. No 1º turno, alguns aliados do governista se gabavam de ele ser apoiado por mais de 30 gestores municipais. Apesar de toda essa ajuda, o ilustre só passou para o 2º turno porque a candidatura de Valmir de Francisquinho (PL) foi inviabilizada. Portanto, se sentar à sombra da jaqueira confiando nos prefeitos, Fábio pode dar com os burros n’água. Creindeuspai!


Cavalo selado


Nas eleições deste ano, o candidato a governador Alessandro Vieira (PSDB) deve ter sentido muita falta do cavalinho selado que passou na porta dele em 2018, tendo lhe conduzido garbosamente ao Senado. Sem dispor da providencial montaria, o tucano teve apenas 10,88% dos votos, ficando pelo caminho. Foi exatamente isso que ocorreu com outros dois senadores de Sergipe que pongaram em cavalos selados. Eleitos, respectivamente, em 1974 e 1994, Gilvan Rocha (MDB) e Zé Eduardo Dutra (PT) se candidataram ao governo estadual no meio dos mandatos, mas foram derrotados por João Alves Filho (DEM). Depois, tentaram a reeleição e caíram do cavalo. Seria este o futuro de Alessandro? Arre égua!

Comments


bottom of page