top of page
  • Foto do escritorLuxo Aju

Política by Adiberto de Souza



Apoio de Valmir a Rogério apavora os governistas


Os governistas ficaram apavorados com o apoio do ex-prefeito de Itabaiana, Valmir de Francisquinho (PL), ao candidato a governador Rogério Carvalho (PT). Tanto isso é verdade que, desde o anúncio da adesão, cabos eleitorais do postulante ao governo Fábio Mitidieri (PSD) espinafram o ex-gestor pelas redes sociais. O objetivo dos ataques é tentar evitar que grande parte dos 457.922 votos dados a Francisquinho no 1º turno seja transferida para o petista. Caso não consigam impedir, será uma sangria desatada! Aperreados, uns dizem que o itabaianense deu um tiro no pé, outros o chamam de traidor e tem aqueles que apostam no fim da carreira do político inelegível. Evidente que milhares de apoiadores de Valmir não o seguirão nessa nova parceria, porém se um terço dos mais de 450 mil sergipanos que foram às urnas anular os votos, votarem no petista, o sonho de vitória de Mitidieri vai pras cucuias. E é isso que os cabos eleitorais governistas querem evitar a qualquer custo. A preocupação deles é que, tirando os bolsonaristas raiz, o eleitorado que votou em Valmir é, em sua maioria, contra o governo. Ou seja, se não votar em Rogério, também não vota em Mitidieri. Simples assim!


Almas penadas


O presidente estadual do PTB, João Fontes, e a vereadora aracajuana Emília Corrêa (Patriota) não engoliram o apoio do agora ex-aliado Valmir de Francisquinho (PL) ao candidato Rogério Carvalho (PT). Neste episódio, ficou claro que o político liberal achou perda de tempo conversar sobre a adesão ao petista com dois partidos nanicos que o apoiaram no 1º turno. Por não terem agindo a cláusula de barreira este ano, o PTB e o Patriota viraram “almas penadas”, pois perderam direitos, como tempo de TV na propaganda eleitoral e às gordas verbas do Fundo Partidário. Home vôte!


Loteando o governo


Antes mesmo de se eleger, o candidato a governador Fábio Mitidieri (PSD) já está prometendo cargos públicos a aliados. A promessa foi feita durante entrevista do fidalgo à Rádio Cidade/FM de Simão Dias. Segundo Fábio, se ele ganhar as eleições, o candidato derrotado a deputado estadual Marival Santana (UB) será nomeado secretário. O postulante a governador disse que primeiro convidará um parlamentar eleito para assumir uma secretaria, visando abrir vaga na Assembleia para o protegido do governador Belivaldo Chagas (PSD). Caso não consiga colocá-lo no Legislativo, aboleta o aliado na máquina do governo. E assim caminha a humanidade!


Acordo Caracu


E o deputado federal eleito Rodrigo Valadares (UB) jura de pés juntos que não vota nem em Fábio Mitidieri (PSD) nem em Rogério Carvalho (PT) por considera-los farinha do mesmo saco. Ao mesmo tempo, porém, o moço tem apelado ao pessedista que libere uns 10 prefeitos que o apoiam para ajudarem a direta a virar votos em favor do capitão de pijama. Ora, se Mitidieri não serve para ser votado, por que serviria para ajudar Bolsonaro (PL)? A proposta de Valadares lembra aquele acordo Caracu, onde ele entraria com a cara e Mitidieri com o resto. Misericórdia!


Lula na terrinha


O presidenciável Lula da Silva (PT) confirmou a participação num ato em Aracaju na próxima quinta-feira. O “Barba” vem consolidar sua expressiva vitória no estado e, naturalmente, pedir votos para o candidato a governador Rogério Carvalho (PT). Os dois vão dialogar com os sergipanos e depois participam de uma caminhada na capital. De Sergipe, Lula segue para Maceió onde cumprirá agenda idêntica. A expectativa dos petistas é que o ex-presidente amplie a estrondosa vitória obtida no Nordeste no 1º turno. Então, tá!


Aposta na vitória


O presidente da Câmara de Aracaju, vereador Nitinho Vitalle (PSD), está na linha de frente da campanha do candidato a governador Fábio Mitidieri (PSD). Tendo disputado sem sucesso uma cadeira na Câmara Federal, o pessedista não esconde a alegria pelos 26.696 votos que teve. Nitinho garante que, apesar da derrota, está em campo pedindo votos para o seu postulante ao governo, pois tem certeza que “seremos vitoriosos no próximo dia 30”. Segundo Vitalle, para Sergipe avançar é preciso eleger o candidato do PSD. Ah, bom!


Quitação eleitoral


O eleitor já pode voltar a emitir a certidão que comprova estar quite com as obrigações eleitorais. O documento pode ser emitido pela internet, no portal do Tribunal Superior Eleitoral e dos tribunais regionais eleitorais, bem como nos celulares, por meio do aplicativo e-Título. Sem estar quite com a Justiça Eleitoral, o eleitor pode ficar impedido de se inscrever em concurso ou de tomar posse em cargo público, por exemplo. Quem já tem emprego público pode ficar sem receber vencimentos, remuneração, salário ou proventos, entre outras vedações. A emissão de passaporte, por exemplo, também exige a regularidade eleitoral, embora não seja necessário apresentar a certidão. Aff Maria!


Missa de 7º Dia


Será nesta terça-feira, a Missa de 7º Dia pela alma do promotor de Justiça Augusto César Lobão Moreira. O ato religioso está marcado para 19h30, na Igreja Nossa Senhora Menina, à rua Itabaiana, centro de Aracaju. Vítima de infarto fulminante, o promotor morreu na última quarta-feira, num hospital de Aracaju, onde estava internado para tratar uma infecção pulmonar. Aos 75 anos, Lobão deixou uma legião de amigos e uma história de seriedade e dedicação ao Ministério Público Estadual.


Uso da máquina


O candidato a governador Rogério Carvalho (PT) denunciou que o governo estadual tem usado a máquina pública para coagir lideranças políticas do interior. Segundo o petista, bem antes do 1º turno, prefeitos sergipanos estão sendo pressionados para não votarem nele. Essa mesma acusação foi feita em 2020 pelo então candidato a prefeito de Aracaju, Márcio Macedo (PT). Na época, o governador Belivaldo Chagas (PSD) negou o uso da máquina em favor de seu candidato Edvaldo Nogueira (PDT) e o petista não apresentou qualquer prova sobre a grave acusação. Creindeuspai!


Preço do voto


A vice-prefeita de Aracaju, Katarina Feitoza (PSD), foi a candidata eleita para a Câmara Federal que mais gastou em Sergipe por voto conseguido. Segundo levantamento feito pelo portal de notícias Metrópoles, com base em dados da Justiça Eleitoral, cada voto da pessedista custou R$ 60,5. Para chegar a este valor, o site dividiu os R$ 2.306.988,88 que Feitoza teve direito do Fundo Eleitoral pelos 38.135 votos depositados nas urnas em nome dela. Em contrapartida, o deputado federal eleito Ícaro de Valmir (PL) não gastou nada de recursos públicos para conquistar os 75.912 votos. Marminino!


Agora vai!


Um grupo de pastores se encontrou com o candidato a governador Fábio Mitidieri (PSD) visando anunciar apoio à sua empreitada política. Capitaneados pelo senador eleito Laércio Oliveira (PP), os reverendos prometeram fazer a cabeça dos evangélicos para votarem no pessedista. Derrotado na disputa por uma cadeira na Câmara Federal, o pastor Heleno Silva (Republicanos) deixou claro que uma mão lava a outra: “Fábio ouvirá as nossas ideias. Tenho certeza que seremos considerados nas suas escolhas administrativas”, discursou. O candidato assinou uma carta se comprometendo com as causas defendidas pelos evangélicos em Sergipe. Cruzes!



Comments


bottom of page