top of page
  • Foto do escritorLuxo Aju

Política by Adiberto de Souza



Possível vitória de Rogério aterroriza apaniguados


É de desespero o clima entre muitos comissionados de alto coturno aboletados há anos no governo de Sergipe. Entre estes, existem “come e dorme” que mama nas tetas públicas há tanto tempo que já se achar dono do cargo. Eles não podem nem ouvir falar numa possível vitória do candidato a governador Rogério Carvalho (PT). Todos sabem que, em isso ocorrendo, estarão no olho da rua, pois suas “aspones” serão redistribuídas com os indicados pelos apoiadores do petista. Por isso mesmo, muitos apaniguados bem pagos com o dinheiro público estão fazendo das tripas coração para impedir a eleição de Rogério. Com exceções, quem ocupa cargos de chefia está coagindo os subalternos, enquanto estes entraram de corpo e alma na campanha do candidato governista Fábio Mitidieri (PSD). Nos últimos dias, tem crescido o número de denúncias sobre a criminosa prática de assédio eleitoral no ambiente de trabalho, situação que deve se agravar nos poucos dias que restam para o 2º turno do pleito. A campanha do petista vem denunciando a perseguição aos servidores, porém o governo Belivaldo Chagas (PSD) tem dado calado por resposta. Home vôte!


Volta pra casa


E quem está de volta à Assembleia é o deputado estadual Talysson de Valmir (PL). Cassado em junho passado, após ter sido condenado por abuso do poder econômico nas eleições de 2018, o distinto foi reempossado ontem, depois que a Justiça Eleitoral o absolveu da condenação aplicada por ela mesma. A posse ocorreu no gabinete do presidente do Legislativo, Luciano Bispo (PSD) e foi prestigiada por deputados, familiares e amigos de Talysson, que ao reassumir “desempregou” o suplente Robson Viana (PT). Aff Maria!


Assédio eleitoral


Atenção empregador: assédio eleitoral no ambiente de trabalho é crime punido cívil e criminalmente. Este alerta é do do Tribunal Superior Eleitoral. O combate a quem se acha dono dos votos de seus empregados tem sido feito pelos Ministérios Públicos Eleitoral (MPE), e do Trabalho (MPT). Denúncias chegadas à Justiça Eleitoral dão conta que o assédio está ocorrendo pelas redes sociais, por meio de ameaças de demissão, declarações sobre fechamento após as eleições, além de casos de tentativa de retenção de documentos. Misericórdia!


Moinhos de vento


O ex-prefeito de Itabaiana, Valmir de Francisquinho (PL), corre o risco de virar motivo para chacota, tamanha a sua obsessão em duelar com a Justiça. Agora, o distinto interpôs Agravo Regimental contra a decisão do ministro do TSE, Ricardo Lewandowski, que negou liminar onde ele pedia a validação de seus 457.922 votos. A insistência de Valmir lembra Dom Quixote, um louco de amor concebido pelo escritor castelhano Miguel de Cervantes. Tal qual o maluco cavaleiro andante, que investe contra moinhos de vento pensando serem malvados gigantes, Francisquinho parece enxergar a Justiça como uma inimiga que se colocou entre ele e o sonho de governar de Sergipe. Marminino!


Lista tríplice


O governador Belivaldo Chagas (PSD) recebeu da Comissão Eleitoral do Ministério Público de Sergipe a lista tríplice com os nomes dos candidatos mais votados para o cargo de procurador-geral de Justiça para o biênio 2022/2024. Pela ordem de votação, a lista é composta pelos promotores Manoel Cabral Machado Neto, Nilzir Soares Vieira Junior e Etélio de Carvalho Prado Junior. A expectativa é que Chagas escolha o mais votado, tal qual fez em 2020 quando preferiu indicar o atual procurador-geral Manoel Cabral Machado Neto (3º à direita). Aguardemos, portanto!


Juntando os cacos


Após o 2º turno das eleições, daqui a 12 dias, os partidos derrotados vão juntar os cacos da refrega eleitoral e preparar o terreno para o embate municipal de 2024. Quem primeiro começar a faxina, arrumará a casa mais rápido. Esta arrumação passa, naturalmente, pela renovação dos já cansados quadros atuais, com a atração de novas lideranças. Quem quiser continuar convivendo no mesmo teto do próximo governo estadual - que tanto pode ser do PSD quanto do PT - precisará aceitar o jogo a ser jogado pelo futuro chefe do Executivo. Do contrário, deve mudar de residência, indo morar, de preferência, na rua da oposição. Simples assim!


Primas pobres


Nem toda igreja evangélica fatura tanto quanto a rica Universal do Reino de Deus. Entre as inúmeras congregações instaladas diariamente por esse Brasilzão, algumas fazem das tripas coração para continuarem com as portas abertas. Tem daquelas trocando “milagres” por mercadoria de segunda mão, como bicicleta, carrinho de pipoca, moto velha, o diabo a quatro. Só Jesus na causa!


De olho na Mesa


Faltando mais de três meses para a sua realização, a eleição da Mesa Diretora da Assembleia Legislativa já é assunto frequente nos bastidores políticos. Os deputados eleitos não estão preocupados apenas em localizar um bom gabinete no luxuoso prédio do Legislativo. Tanto novatos quanto veteranos já se articulam para compor a futura Mesa Diretora. O atual presidente da Alese, Luciano Bispo (PSD), que está comandando a Casa pela quarta vez, poderá se eleger novamente. Nada o impede de se candidatar, pois a partir de janeiro ele estará em um novo mandato. Antes de 2023, contudo, ninguém falará publicamente sobre esta eleição para não botar a perder as conversas de bastidores. Esta informação é do blog Primeira Mão!


Mundo cão


A violência cresce de forma acelerada e sem controle. O cidadão assiste atônito à ousadia dos criminosos, ao mesmo tempo em que se tornam cada vez mais corriqueiros os crimes com motivações pessoais ou sem sentido. É frágil a segurança pública e temos ainda a conhecida impunidade que, apoiada por leis inadequadas à realidade, permite que assassinos desfrutem da liberdade como pessoas comuns. A impressão que se tem é que tudo virou motivo para matar. A sensação de impunidade assusta os cidadãos de bem que, sem alternativa, se enclausuram em suas casas, enquanto os bandidos circulam normalmente a procura da próxima vítima. Creindeuspai!


Pulou do barco


O deputado federal Gustinho Ribeiro (Republicanos) não engoliu calado o apoio da tia Luíza Ribeiro ao candidato a governador Rogério Carvalho (PT). Em mensagem postada nas redes sociais, o parlamentar disse que política de faz com grupo, que respeita a posição da tia, mas ele, a esposa e os demais familiares continuam votando e trabalhando pela eleição do candidato ao Executivo sergipano Fábio Mitidieri (PSD). Por sua vez, Luíza afirmou que sempre votou no petista por acreditar em suas propostas políticas. Ela revelou ainda que só manifestou seu voto agora para não atrapalhar as eleições de Gustinho e da mãe deste, deputada estadual eleita Áurea Ribeiro (Republicanos), Ah, bom!

Comments


bottom of page