top of page
  • Foto do escritorLuxo Aju

Política by Adiberto de Souza



Doença de candidato afeta a campanha em Sergipe


A doença do candidato a governador Fábio Mitidieri (PSD) significou uma forte pisada no freio da campanha. Com o adversário no leito de um hospital com dores no tórax, vertigens, náuseas e sintomas respiratórios, o médico e postulante Rogério Carvalho (PT) baixou o tom do discurso. A TV Sergipe teve que cancelar o debate que faria ontem entre os dois oponentes. Até as manifestações de rua promovidas pelas duas candidaturas foram reduzidas. Este episódio só reforça o fato de a campanha eleitoral deste ano ter sido anormal em Sergipe. No 1º turno, o candidato a governador Valmir de Francisquinho (PL) arrebanhou multidões e, apesar de ter tido a candidatura impugnada, obteve 457.922 votos, todos anulados. Agora, mesmo sendo eleitor de carteirinha do presidente Jair Bolsonaro (PL), Valmir decidiu apoiar Rogério, contrariando uma parcela dos que votaram nele. E para aumentar a atipicidade desta campanha, um dos candidatos adoece há poucos dias das eleições. Inédita no estado, a situação de Mitidieri tanto pode beneficiá-lo eleitoralmente, quanto sacramentar sua derrota, caso afugente aqueles eleitores temerosos em eleger alguém com a problemas de saúde. Portanto, só após a abertura das urnas, saberemos o final desse enredo político pra lá de incomum. Misericórdia!


Fim do blá-blá-blá


Os candidatos a presidência da República e ao governo de Sergipe encerram hoje suas participações no horário eleitoral gratuito no rádio e na televisão. Neste último dia, vão agradecer à população pela paciência de tê-los assistido e garantir que, se eleitos, cumprirão integralmente as promessas feitas durante a campanha. Todos sabem que as ideias apresentadas fazem parte de um jogo de marketing dos publicitários e que os eleitos não as levarão em conta no decorrer de seus mandatos. Diante disso, praticamente tudo que foi dito no horário eleitoral não deve ser levado a sério, pois não passou de um enfadonho blá-blá-blá. Home vôte!


Contra a maré de votos


Eleitor de carteirinha do ainda presidente Jair Bolsonaro (PL), o deputado estadual Rodrigo Valadares (UB) tem suado a camisa na tentativa de virar alguns votinhos em favor do capitão de pijama. Jovem e disposto, o parlamentar percorreu o estado fazendo campanha para Bolsonaro, mas as pesquisas mostram que ele nadou contra a maré. Indiferente aos apelos de Valadares, os sergipanos devem repetir ou ampliar a votação que Lula da Silva (PT) teve no 1º turno. No último dia 2, o petista obteve 63,82% dos votos de Sergipe, contra apenas 29,16% do candidato à reeleição. Marminino!


Fique ligado


A legislação eleitoral estabelece como crime, no dia da eleição, a arregimentação de eleitores ou a propaganda de boca de urna. A prática pode resultar em seis meses a um ano de detenção, com alternativa de prestação de serviços à comunidade, e multa que pode variar de R$ 5 mil a mais de R$ 15 mil. No dia da votação, também são proibidos o uso de alto-falantes e amplificadores de som, a promoção de comício ou carreata e a divulgação de qualquer espécie de propaganda de partidos políticos ou de seus candidatos. Ah, bom!


Terra de papel passado


O governador Belivaldo Chagas (PSD) entregou aos assentados da Colônia Governador Valadares, em Simão Dias, 72 títulos definitivos de domínio pelo Programa de Regularização Fundiária. O gestor lembrou que esta ação realiza um sonho de mais de 33 anos dos colonos, beneficiando as famílias sem a necessidade de desapropriação ou compra de propriedades rurais para assentamento. Foram 72 títulos, de um total de 277 que devem ser entregues naquele município. Com este documento em mãos, os agricultores podem ter acesso a crédito para investir na produção, ajudando a garantir comida na mesa e aumentando suas rendas. Supimpa!


Chapa única


A Câmara Municipal de Itabaiana elegeu, ontem, sua Mesa Diretora para o biênio 2023/2024. Eleito presidente, o vereador Breno de Vardo (PL) vai substituir Marcos Oliveira (PL), que se elegeu deputado estadual no último dia 2. A chapa única recebeu 12 votos, sendo registrado um voto em branco. O vereador Sinvaldo Teixeira, o “Cabeça de Porco” (MDB), não foi votar sob a alegação que não apoiava uma chapa montada pelo prefeito Adailton Sousa (PL) e pelo ex-gestor Valmir de Francisquinho (PL). Então, tá!


Sem serventia


Embora tenha direito a uma tecla na urna eletrônica, o voto branco não possui qualquer serventia. Considerado válido até a Constituição de 1988, ele era contabilizado para o candidato vencedor. Também era tido como um sufrágio de conformismo, pelo qual o eleitor se mostrava satisfeito com quem vencesse as eleições. Portanto, o hoje desnecessário voto branco deveria ser extinto simplesmente, cedendo seu lugar na urna eletrônica ao voto nulo. Este sim, uma importante ferramenta de protesto da sociedade, pois indica o percentual de insatisfação do eleitorado. Creindeuspai!


Vota se quiser


Nem todo mundo está obrigado a votar no próximo domingo. A participação nas eleições é facultativa para os jovens de 16 e 17 anos, para as pessoas acima dos 70 anos e para os não alfabetizados. Isso quer dizer que eles podem, mas não são obrigados por lei a votar. Quem não pertence a esses grupos e não comparecer às urnas deve justificar o voto em até 60 dias após cada turno. A justificativa é válida somente para o turno ao qual o eleitor não tenha comparecido por estar fora de seu domicílio eleitoral. Assim, caso tenha deixado de votar no primeiro e no segundo turno das eleições, terá de justificar a ausência em cada um, separadamente. Danôsse!


Aplicativos eleitorais


A população tem à disposição uma série de aplicativos que podem auxiliar na obtenção de informações e acesso a diversos serviços. Eles podem ser usados durante e após as eleições e ajudam a dar mais transparência a todo o processo eleitoral. Os apps da Justiça Eleitoral são gratuitos e estão disponíveis nas principais lojas de aplicativo de smartphones e tablets. A recomendação é que os aplicativos sejam baixados até amanhã, porque alguns deles, como o e-Título, não estarão disponíveis para serem baixados no dia do pleito. Fique ligado!


Muita calma nessa hora


As eleições de domingo serão fundamentais para o futuro do Brasil. Os eleitores chegam no 2º turno quase divididos entre os presidenciáveis Lula da Silva (PT) e Jair Bolsonaro (PL). Os torcedores do petista acusam o capitão de pijama de ser fascista, homofóbico, racista e otras cositas más. Já os bolsonaristas dizem que o PT patrocinou a corrupção, etcétera e tal. Vê-se que estamos diante de uma encruzilhada. Do eleitor espera-se que ele pense bem na hora de votar. É pelo voto que os brasileiros vão contribuir para mudar a péssima visão que o mundo tem hoje do Brasil. Portanto, muita calma nessa hora, para depois não chorar o leite derramado. Aff Maria!

Commentaires


bottom of page