top of page
  • Foto do escritorLuxo Aju

Política by Adiberto de Souza

De olho em 2024, prefeitos vão cobrar a fatura


Diferente deste ano, quando os prefeitos sergipanos estiveram envolvidos com as eleições para governador, senador e deputados, a partir de 2023 todos eles estarão empenhados em se reeleger ou fazer seus sucessores. Isso significa o aumento do apetite por recursos e obras. Os gestores sabem que se não mostrarem muito serviço nos próximos dois anos, dificilmente vencerão as eleições municipais de 2024. Portanto, os aliados do governador eleito Fábio Mitidieri (PSD) vão bater muitas vezes à porta do Palácio, sempre com reivindicações para os municípios. Não será pequeno o tamanho das cobranças a serem feitas pelos prefeitos que contribuíram com a eleição do pessedista. Restará saber se Mitidieri terá condições de pagar a fatura que lhe será apresentada. Não bastasse isso, o futuro governador ainda precisa demonstrar muito jogo de cintura para administrar as brigas políticas entre os aliados dispostos a bater chapa em 2024. Marminino!


Direita, volver!


Bolsonarista até debaixo d’água, o ex-deputado federal Mendonça Prado (PTB) não se cansa de elogiar o capitão de pijama. Segundo o fidalgo, Jair Bolsonaro (PL) iniciou no Brasil uma nova era política. “Em função dele, surgiu uma direita autêntica que defende teses conservadoras sem receios. Antes da sua chegada ao Poder, o máximo que se conseguiu foi inserir porções de ideias liberais nos planos econômicos da social-democracia”, afirma o ex-parlamentar. Mendoncinha tentou disputar o Senado nas eleições deste ano, mas no dia da convenção teve a candidatura abortada pela própria direção do PTB estadual. Creindeuspai!


Vice em Brasília


E quem está em Brasília é a vice-governadora Eliane Aquino (PT). A ilustre foi convidada pelo partido para participar de reuniões sobre o processo de transição do governo. Segundo a petista, esses próximos dias serão importantes para que a equipe indicada pelo presidente eleito Lula da Silva (PT) “tome pé da situação real em que o Brasil se encontra e já possa pensar em saídas para os problemas mais urgentes”. No entender de Eliane, “com muito trabalho e respeito à democracia, o Brasil vencerá”. Deus te ouça!


Assaí em festa


Aracaju ganha, nesta terça-feira, uma nova loja do Assaí localizada na Avenida Adélia Franco, onde funcionava o Supermercado Extra. No empreendimento serão comercializados mais de nove mil produtos e a direção garante que os seus preços são, em média, de 10% a 15% mais baratos do que no varejo tradicional. Com mais de 7,4 mil m² de área, o Assaí Adélia Franco conta 590 vagas no amplo estacionamento. O novo ponto comercial gerou mais de 500 empregos diretos e indiretos. No total, as cinco lojas do Assaí em Sergipe garantem ocupação para cerca de 2.500 pessoas. Supimpa!


Começa a transição


Visando discutir a transição, o governador Belivaldo Chagas (PSD) promoveu, ontem, a primeira reunião com seu sucessor Fábio Mitidieri (PSD). O processo vai ser coordenado pelo vice-governador eleito Zezinho Sobral (PSD) e o local das reuniões será o Palácio Museu Olímpio Campos, no centro de Aracaju. Mesmo sem querer interferir na indicação de nomes, Chagas aconselhou Mitidieri a preservar Marco Antônio Queiroz à frente da Secretaria da Fazenda. Belivaldo lembrando que coube ao auxiliar a difícil tarefa de equilibrar as finanças estaduais. Então, tá!


Sob nova direção


O Sindicato dos Motoristas de São Paulo já tem novo presidente: é Naílton Francisco de Souza, o “Porreta”. Ele assumiu a presidência do Sindmotoristas em substituição ao ex-deputado federal Valdevan Noventa (PL), afastado do cargo com outros diretores, todos acusados pela prática de uma série de irregularidades. Por conta dessas investigações, a Polícia de São Paulo já deu dois baculejos na fazenda que o ex-parlamentar tem em Sergipe. Na propriedade de Valdevan foram apreendidos 52 cavalos de raça, relógios de luxo, carros sem registro e 160 cestas básicas. Segundo os policiais paulistas, o ex-deputado teria colocado 20 imóveis seus em nome de “laranjas”. Home vôte!


Britto abismado


O ex-ministro do Supremo Tribunal Federal, Carlos Ayres Britto, disse que ver os atos antidemocráticos organizados pelo Brasil “quase que estupefato. Numa democracia prevalece eleitoralmente a vontade da maioria do eleitorado. E a maioria do eleitorado escolheu um candidato: Luiz Inácio Lula da Silva (PT)”, frisou. O ex-magistrado elogiou a condução das eleições por parte da Justiça Eleitoral e defendeu a utilização das urnas eletrônicas no pleito, classificando-as como “honra e glória do Brasil”. Por fim, o jurista sergipano disse que a democracia veio para ficar: “Ela é a menina dos olhos da Constituição brasileira”, concluiu. Certíssimo!


Agora vai!


O prefeito Edvaldo Nogueira (PDT) assinou, ontem, o contrato para consultoria da licitação do transporte público da região metropolitana de Aracaju. O trabalho será realizado pela Associação Nacional de Transporte Público. Com prazo de 360 dias e investimento de R$ 1,9 milhão, a consultoria objetiva garantir um estudo minucioso das diretrizes para a realização da licitação. O prefeito explicou que era para ter iniciado esse processo bem antes, mas a pandemia da Covid-19 adiou, além de ter colocado o setor de transporte coletivo numa grave crise. Ah, bom!


Cadê as vacinas?


O senador Rogério Carvalho (PT) solicitou ao Tribunal de Contas da União que cobre do Ministério da Saúde o Plano Nacional de Vacinação contra a Covid-19 para 2023. O petista lembra que aumentou o número de casos da doença no mundo e há um alerta de crescimento no Brasil. Rogério lembra que o Pré-Caju 2022 promoveu uma grande circulação de pessoas em Aracaju, sem falar que as festas de final de ano também vão estimular muitas aglomerações. O senador está corretíssimo, pois muita gente em Sergipe não tomou as doses de reforço, apesar de a Covid-19 ter infectado no estado 343 mil pessoas, das quais 6.442 morreram. Misericórdia!


Noite de autógrafos


Aconteceu, ontem, em Aracaju o lançamento do livro ‘Rochinha – Decano da humildade’. Escrita por Antônio Camilo, a obra conta a trajetória vitoriosa de José Francisco da Rocha, carinhosamente conhecido como doutor Rochinha, decano dos advogados de Sergipe, professor aposentado de Direito das Universidades Federal de Sergipe e Tiradentes. “Essa biografia já era devida há muito tempo. Para a advocacia e para a atividade jurisdicional, é motivo de muito orgulho e de reconhecimento do trabalho desenvolvido pelo professor Rochinha na área da jurisdição”, afirmou o desembargador Edson Ulisses de Melo, presidente do Tribunal de Justiça de Sergipe. Legal!



Comments


bottom of page