• Luxo Aju

Política by Adiberto de Souza



Depende do povo


Após tomar gosto pela política, a delegada de polícia Danielle Garcia (Pode) jura que dará a sua contribuição para a melhoria da qualidade de vida dos sergipanos. “Acredito que o nosso trabalho precisa ser voltado para o bem-estar da população”, discursa. A fidalga precisa combinar com o povo para elegê-la nas próximas eleições, pois até agora ela tem dado azar nas urnas. Em 2020, Danielle tentou se eleger prefeita de Aracaju, mas os eleitores prefiram Edvaldo Nogueira (PDT). Agora em 2022, a moça concorreu ao Senado e amargou a 4ª colocação. Pelo visto, a delegada continuará contribuindo é para reduzir a violência em Sergipe. Marminino!


Rogério na transição


Candidato derrotado ao governo de Sergipe, o senador Rogério Carvalho (PT) passou a integrar a transição de governo do presidente eleito, Luiz Inácio Lula da Silva (PT). O sergipano faz parte do grupo responsável por discutir o desenvolvimento regional, que tem tratado sobre a aplicação dos recursos nos estados e a ausência de um plano de desenvolvimento para o país. Segundo Rogério, é preciso pensar em um trabalho efetivo e direcionado às agroindústrias, que são alternativas importantes para o desenvolvimento da agricultura brasileira. Aff Maria!


André Moura, um condenado endeusado pelos políticos


Alguns políticos sergipanos insistem em reverenciar o condenado André Moura (UB), que aguarda apenas a decretação da prisão para cumprir oito anos de cadeia. Para quem não sabe, o presidente estadual do União Brasil foi considerado culpado por crimes de peculato, desvio e apropriação de recursos públicos, além de associação criminosa. Apesar de esta vasta ficha criminal ter lhe rendido duas condenações pelo Supremo Tribunal Federal, André circula com desenvoltura entre a classe política. Moura foi, inclusive, o festejado coordenador da campanha do governador eleito Fábio Mitidieri (PSD), seu amigo fraternal. Aliás, quem definiu bem o indigitado foi o senador Alessandro Vieira (PSDB): “André é candidato a uma vaga no presídio”. Credo! Indiferentes a tudo isso, deputados, prefeitos e o próprio Fábio Mitidieri não abrem mão da convivência e das orientações políticas do condenado. Resta saber se, após a Justiça mandar prendê-lo para cumprir a pena em regime fechado, os políticos que hoje endeusam André Moura vão em romaria à penitenciária se aconselhar com o famoso detento. Home vôte!


Posse concorrida


Em solenidade muito concorrida, ocorreu ontem a posse do procurador-geral de Justiça Manoel Cabral Machado Neto. Ele comandará o Ministério Público de Sergipe pelos próximos dois anos. Em seu discurso, o governador Belivaldo Chagas (PSD) explicou que reconduziu Cabral Machado ao cargo por ele ser “uma pessoa de extrema competência e amigo”. Por sua vez, o procurador-geral disse que o pessedista nunca deixou de atender as demandas do MPE, sempre acolhendo às proposituras das diversas promotorias. Então, tá!


Apaga velinhas


Podem parabenizar hoje o aniversariante Albano Franco (PSDB). Neste dia 22 de novembro, ele está completando 82 anos bem vividos. Dono de uma vitoriosa carreira política, doutor Albano se elegeu deputado estadual pela primeira vez em 1966. Em 1982, venceu as eleições para o Senado, tendo em 1994 derrotado Jackson Barreto na disputa pelo governo de Sergipe, reelegendo-se quatro anos depois. Finalmente, em 2006 retornou à Brasília para cumprir seu último mandato político como deputado federal. Ressalte-se que, entre 1980 e 1994, Albano Franco presidiu a poderosa Confederação Nacional da Indústria. Palmas que ele merece!


Sergipanos medalhados


A Assembleia Legislativa homenageou com a Medalha da Ordem do Mérito Parlamentar os irmãos Cristiano Barreto Guimarães, delegado de polícia e secretário de Estado da Justiça, e Jorge Everton Barreto Guimarães, deputado estadual em Roraima. Nascido em Aracaju, mas radicado na região Norte há muitos anos, Everton está parlamentar desde 2015. Formado em Direito, o legislador de Roraima ocupou, entre outros, o cargo de delegado-geral da Polícia Civil daquele estado. A Medalha da Ordem do Mérito Parlamentar é concedida a pessoas que contribuem para o engrandecimento de Sergipe e do Poder Legislativo. Ah, bom!


Intolerância religiosa


Enquanto igrejas católicas e evangélicas se esparramam por Sergipe, centros afrodescendentes estão reduzindo suas atividades, se transferindo para áreas menos povoadas ou fechando as portas por conta da intolerância religiosa. É comum ouvir pais e mães de santo se queixarem de vizinhos, que movem paus e pedras para silenciar os atabaques e cânticos dos terreiros de candomblé, num claro desrespeito às diferenças religiosas. A disposição dos denunciantes em tornar público as perseguições ao culto afro contribui para atestar como ainda é forte a intolerância religiosa. E isso acontece apesar de a Constituição estabelecer ser o Brasil um país laico, que respeita todas as manifestações dos credos religiosos e da fé. Conversa mole pra boi dormir!


O “coronel” Valmir


O ex-prefeito de Itabaiana, Valmir de Francisquinho (PL), deu uma de velho “coronel” da política, ao visitar a seccional da OAB para colocar à disposição da Ordem os mandatos dos deputados eleitos Marcos Oliveira (estadual) e Ícaro (federal), ambos do PL. Oxente, e por que os dois futuros parlamentares não fizeram isso sem a ajuda do chefe político? A visita dos três ao presidente da OAB, Danniel Costa, permite suspeitar que Marcos e Ícaro são dois paus mandados de Valmir. Que coisa mais antiga, né? Cruzes!


Cadastro mais amplo


Para acompanhar a evolução da sociedade e respeitar as particularidades de cada indivíduo, a Justiça Eleitoral ampliou as informações que identificam cada pessoa no Cadastro Eleitoral. Agora, os eleitores podem informar, além dos dados pessoais, outros dados como identidade de gênero (cisgênero e transgênero), raça, cor, e etnia - como quilombola e indígena. Outra novidade é que a pessoa poderá revelar se é intérprete de Libras para poder auxiliar pessoas com deficiência auditiva no dia da eleição. O Cadastro Eleitoral foi reaberto no último dia 8 para quem vai tirar o título pela primeira vez ou pedir alterações no documento. Supimpa!


Apareceu a margarida!


Após ter sumido um bom tempo, o ex-governador Jackson Barreto (MDB) deu o ar da graça. Depois da derrota de seu candidato a governador Rogério Carvalho (PT), JB havia tomado chá de sumiço. Ontem, porém, o ilustre ressurgiu no raid society, prestigiando a posse do procurador-geral de Justiça, Manoel Cabral Machado Neto. Além de tirar fotos ao lado do empossado, Jackson lhe desejou “êxito na sua missão”. O ressurgimento do ex-governador nos eventos da terrinha fez lembrar aquela cantiga de roda: “Apareceu a Margarida/ Olê, olê, olá!/ Apareceu a Margarida/ Olê, seus cavaleiros!”. Creindeuspai!