top of page
  • Foto do escritorLuxo Aju

Política by Adiberto de Souza

Secretariado de Mitidieri pode até parecer novo, mas é velho


Apresentado como novo, o secretariado anunciado pelo governador eleito Fábio Mitidieri (PSD) é velho, bem velho. Dos 19 convocados pelo pessedista, nove fazem parte da gestão Belivaldo Chagas (PSD). Alguns, inclusive, vêm de governos anteriores ao do pessedista. Isso significa dizer que os estreantes terão dificuldades para emplacar um discurso de mudança, defender novos tempos. E não poderia ser diferente, pois o próprio Mitidieri é um governista das antigas, tendo participado como parlamentar das últimas administrações estaduais. Estranho mesmo seria se agora, após ter sido eleito com o apoio de Belivaldo e de partidos aliados, o governador fosse buscar os seus auxiliares diretos em outros grupos políticos ou fora do estado. Como em Sergipe todos se conhecem, talvez fosse melhor o marketing de Fábio “vender” o secretariado como muito experiente, tamanho o tempo que boa parte dos escolhidos colabora com a administração estadual. Marminino!


Nova missão


Após ter arrumado as outrora bagunçadas finanças do governo sergipano, o secretário da Fazenda, Marco Queiroz, terá uma nova missão a partir de 2023. Convidado pelo governador eleito Fábio Mitidieri (PSD), o distinto assumirá a presidência do Banco do Estado de Sergipe. Quem o conhece sabe que o futuro mandachuva do Banese tirará de letra mais esse desafio profissional. Funcionário de carreira da Caixa Econômica Federal, Queiroz possui experiência em cargos gerenciais, tendo sido, inclusive, superintendente regional da CEF em Sergipe. Portanto, no comando do banco estatal, Marco estará em casa. Boa sorte!


Delegados prestigiados


Os delegados de polícia nunca foram tão prestigiados pelo governo de Sergipe quanto agora. De uma canetada só, o governador eleito Fábio Mitidieri (PSD) nomeou quatro desses agentes da lei como seus secretários. João Eloy permanecerá à frente da Secretaria da Segurança Pública. O homem está no cargo a priscas eras! Já as delegadas Danielle Garcia, Viviane Cruz Pessoa e o delegado Cristiano Barreto responderão, respectivamente, pelas Secretarias Estaduais de Polícia para as Mulheres, da Justiça e Defesa do Consumidor, e de Governo. Ah, bom!


Amizade refeita


Após um longo período de relações cortadas, o ex-governador Antônio Carlos Valadares (PSB) e o governador Belivaldo Chagas (PSD) reataram a velha amizade. Para quem não sabe, foi Vavá quem colocou o chefe do Executivo na política. Ontem, ambos subiram no mesmo palanque, montado em Simão Dias para a inauguração da reforma física do mercado municipal e a entrega de títulos de regularização fundiária a 370 pessoas. Antes, o criador e a criatura política já haviam fumado o cachimbo da paz enquanto saboreavam um bem temperado carneiro guisado. Aff Maria!


Bem na fita


Estudo da consultoria Urban Systems publicado pela Revista Exame revela que Aracaju é a 2ª melhor capital nordestina (a 1ª é Natal) para fazer negócios em 2022. Em nível nacional, Aracaju aparece na 45ª posição geral, dentre os 326 municípios brasileiros com população superior a 100 mil habitantes. Nesta nona edição do ranking, foram avaliados mais de 60 indicadores nos seguintes setores econômicos: Mercado Imobiliário, Comércio, Serviços, Educação, Agropecuária e Indústria. Supimpa!


João Oliva vive!


O jornalista, radialista, escritor e acadêmico João Oliva Alves completaria, no dia 29 próximo, 100 anos. Nesse cenário de celebração à memória do comunicador, a Assembleia concedeu, ontem, a Medalha da Ordem do Mérito Parlamentar a João Oliva (in memorian). Em seu discurso, o autor da propositura, deputado Iran Barbosa (Psol), revelou que a iniciativa da concessão da honraria partiu de uma conversa com o filho do jornalista, o advogado e professor Luiz Eduardo Oliva, que não compareceu ao evento por questões de saúde. Maior honraria do Legislativo estadual, a Medalha da Ordem do Mérito Parlamentar foi entregue a professora Teresinha Alves Oliva, filha do homenageado. Legal!


Dinheiro na mão


O governo de Sergipe começa a pagar hoje a folha de pessoal referente a este mês, devendo concluir na próxima sexta-feira. Nesta quarta, recebem a grana os aposentados e pensionistas. Amanhã, será a vez de os servidores da Secretaria de Estado da Saúde e suas fundações, além do pessoal ativos da Educação botarem a ninharia nos bolsos. Já na sexta-feira, dia que antecede as comemorações referentes ao Natal, serão pagos os salários de quem trabalha nas demais secretarias, empresas, autarquias e fundações. Com o pagamento dos servidores, o Estado injetará mais de R$ 330 milhões na economia sergipana. Então, tá!


Troca de endereço


O deputado federal Laércio Oliveira (PP) se despediu, ontem, do plenário da Câmara, pois a partir de fevereiro estará despachando no Senado. Coincidentemente, ontem foi um dia de muito trabalho na Câmara, pois os deputados gastaram saliva antes de aprovarem, em 1º turno, a Proposta de Emenda à Constituição da Transição. A PEC permitirá ao governo do presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) um acréscimo R$ 145 bilhões do teto de gastos. Por conta do horário, o presidente da Casa, Arthur Lira (PP), optou por deixar o 2º turno para esta quarta. Home vôte!


Volta a operar


A Carmo Energy, empresa pertencente a um grupo internacional, assinou com a Petrobras o closing da operação do Polo de Carmópolis, devendo começar as atividades petrolíferas imediatamente. Os campos terrestres em Sergipe contarão com investimentos para os próximos 10 anos de pelo menos US$ 800 milhões. No momento, os campos produzem 5 mil barris por dia de óleo. A expectativa com a entrada em operação da Carmo Energy é que a produção alcance entre 25 e 30 mil barris de óleo/dia. Além disso, o grupo deve gerar 2.800 empregos em todo o estado. As primeiras contratações já ocorreram e cerca de 300 pessoas já integram a empresa em Sergipe. Maravilha!


Abaixo o machismo


O Sindicato dos Jornalistas de Sergipe foi informado sobre o crime de assédio sexual praticado por um jornalista contra colegas de trabalho. O nome do indigitado não foi revelado porque as vítimas não fizeram uma denúncia formal. Mesmo assim, diretoras do Sindijor publicaram mensagens nas redes sociais encorajando as jornalistas assediadas a tornarem o fato público para que o acusado seja punido. A sindicalista Elisangela Valença ofereceu o apoio do sindicato às colegas, ao tempo em que condenou o fato de as mulheres serem “revitimizadas e culpabilizadas pela violência que sofremos nessa sociedade machista e misógina”. Misericórdia!


Lembrança do passado


De um bebinho, numa bodega imunda de Aracaju: “Já perceberam como parte da fachada do prédio do Tribunal de Contas de Sergipe é da cor de doce de leite, daqueles bem apurado?”. Ninguém entendeu nada. Estaria o pinguço delirando? Crendeuspai!




Comments


bottom of page