top of page
  • Foto do escritorLuxo Aju

Política by Adiberto de Souza

Que terroristas e seus patrocinadores mofem na cadeia


A democracia não oferece guarida a terroristas e, felizmente, a grande maioria dos brasileiros não compactua com a covardia dos bolsonaristas-golpistas que afrontaram o Estado brasileiro, depredando prédios públicos em Brasília. Aos que insistem em desrespeitar a vontade soberana das urnas, patrocinando e promovendo atos criminosos, só resta serem presos e morfarem na cadeia. Aliás, a forte reação da sociedade contra a estúpida depredação das sedes do Governo Federal, do Congresso e do Supremo Tribunal Federal deixa claro que o país jamais aceitará a tomada do poder pela força. Espera-se que os bolsonaristas envolvidos nas depredações sejam punidos exemplarmente por tentarem golpear a democracia e pelo grave crime contra o patrimônio público. Abaixo os aprendizes de ditadores. Crendeuspai!


Reunião com Lula


O governador de Sergipe, Fábio Mitidieri (PSD), viajou à Brasília para participar da reunião do presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) com os governadores brasileiros. Antes de embarcar, o pessedista ressaltou que a democracia é soberana, devendo a escolha do povo nas urnas ser respeitada e honrada. “O Brasil precisa de paz, equilíbrio e, sobretudo, olhar para frente e construir um futuro mais justo para todos os brasileiros”, afirmou Mitidieri. Certíssimo!


OAB reage


O presidente da seccional sergipana da OAB, Danniel Alves Costa, repudiou os atos terroristas ocorridos em Brasília: “O que aconteceu não foi liberdade de expressão ou manifestação. Foram atos criminosos”, frisou o causídico. Segundo ele, as depredações dos prédios do Palácio do Planalto, do Congresso e do Supremo Tribunal Federal foram o maior ataque à democracia das últimas décadas. Danniel lamenta que a paixão política tenha se tornado ódio e defende a união do Brasil “em torno do que temos de melhor”. Ah, bom!


Tucano pede punições


A responsabilização do governador do Distrito Federal, Ibaneis Rocha (MDB), e dos comandantes do policiamento está sendo defendida pelo senador Alessandro Vieira (PSDB). Segundo ele, os atos terroristas ocorridos em Brasília deixaram clara a ausência total de organização e a falta de trabalho de inteligência e de compromisso com a democracia. O tucano também propôs o imediato desmonte dos acampamentos bolsonaristas em frente aos quartéis do Exército, com a prévia identificação dos seus ocupantes. “O terrorismo doméstico já é um problema grave em vários países. Infelizmente, o radicalismo irresponsável gerou este tipo de situação também no Brasil”, lamenta Vieira. Aff Maria!


Reprovação de prefeitos


O prefeito de Aracaju, Edvaldo Nogueira (PDT), foi às redes sociais lamentar o ataque à democracia por bolsonaristas-golpistas: “O resultado das urnas é soberano e deve ser respeitado”, disse o pedetista. A Frente Nacional dos Prefeitos, presidida por Nogueira, também lamentou a criminosa ação dos vândalos: “Prefeitas e prefeitos não compactuamos com atos de terrorismo golpista. A democracia está sendo atacada e os responsáveis precisam ser identificados e punidos”. Só Jesus na causa!


Atos intoleráveis


O deputado federal e senador eleito Laércio Oliveira (PP) considerou muito triste o que ocorreu em Brasília nesse domingo, quando bolsonaristas-golpistas afrontaram a democracia. Segundo o parlamentar, é intolerável a ação criminosa praticada por um grupo de vândalos radicais. Laércio adverte que oposição não é sinônimo de vandalismo e depredação de prédios públicos. “Oposição de verdade discute ideias, aponta falhas e defende seus reais valores”. Laércio disse ter fé e orar a Deus por nossa democracia. Amém!


Senadores repudiam


A senadora Maria do Carmo Alves (PP) achou inaceitável a invasão e a depredação dos prédios do Congresso Nacional, do Palácio do Planalto e do Supremo Tribunal Federal. “Estamos presenciando um sério atentado à democracia brasileira”, afirmou a parlamentar. Por sua vez, o também senador Rogério Carvalho (PT) culpou o ex-presidente Jair Bolsonaro (PL) pelos atos terroristas contra o regime democrático. Segundo o petista, o capitão de pijama planejou tudo dos Estados Unidos, para onde fugiu um dia antes da posse do presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT). Home vôte!


Sem anistia


Esta tentativa de golpe já estava anunciada. É assim que pensa a vereadora aracajuana e deputada estadual eleita Linda Brasil (Psol). Ela propõe que não haja anistia para os terroristas que depredaram prédios públicos em Brasília. No entender da primeira mulher trans a se eleger para a Câmara de Aracaju e a Assembleia, a Polícia sergipana precisa investigar quem financia e participa dos atos antidemocráticos em frente ao quartel do 28º Batalhão de Caçadores. Por fim, Linda ensina que com o fascismo e o golpismo não há como ter diálogo, mas punição firme e no rigor da lei. Marminino!

Democracia manchada

Vice-prefeita de Aracaju e deputada federal eleita, a delegada de polícia Katarina Feitoza (PSD) afirma não haver nada mais antidemocrático do que não reconhecer a vitória do seu adversário. De acordo com a fidalga, os atos terroristas promovidos por bolsonaristas radicais em Brasília mancharam a democracia, não devendo, portanto, ficarem impunes. A parlamentar garante que o Brasil não pode crescer “enquanto não entendermos que avançar em políticas públicas é mais importante - e urgente - do que vencer uma eleição”. É vero!


Falta de civilidade


Ex-vice-líder do ex-presidente Bolsonaro na Câmara, o deputado federal Gustinho Ribeiro (Republicanos) repudiou os atos terroristas registrados em Brasília: “Seja de direita ou de esquerda, nenhuma manifestação pode ultrapassar o limite da civilidade”, ensina o parlamentar sergipano. Por sua vez, o também deputado federal João Daniel (PT) disse que a tentativa de golpe promovida por bolsonaristas na capital federal é consequência de um governo radical de extrema direita que não aceitou perder as eleições democraticamente. Misericórdia!



Comentarios


bottom of page