top of page
  • Luxo Aju

Política by Adiberto de Souza

PT vive o drama da farinha pouca


Com mais gente interessada nas boquinhas do que cargos federais para distribuir aos aliados, o PT sergipano lembra o ditado popular da “farinha pouca, meu pirão primeiro”. Desde o começo de dezembro, que o partido do presidente Luiz Inácio Lula da Silva discute com aliados locais sobre a divisão do bolo, mas o pequeno tamanho da guloseima dificulta seu fatiamento em partes iguais. Uma reunião para tratar sobre o assunto já foi realizada pelos PT, PCdoB e PV, porém não houve acordo, pois a maioria está interessada nos pedaços mais saborosos, como a Codevasf, Superintendência do Ministério do Trabalho, DNOCS, SPU e Incra. Antes do 2º turno das eleições, os petistas apostavam na eleição de Rogério Carvalho (PT) ao governo de Sergipe para saciar a fome por rendosas sinecuras. A derrocada do petista, contudo, impediu que o sonho de fartura se concretizasse. Agora, com um bolo tão pequeno para alimentar tantas barrigas vazias, os aliados de Lula temem que a divisão acabe em confusão, pois sempre sobra briga em mesa que falta comida. Misericórdia!


Bateu em retirada


A Prefeitura da Barra dos Coqueiros desmente que tenha exonerado o ex-prefeito Airton Martins (PSD) do cargo de secretário executivo. Em comunicado, a Secretaria de Comunicação esclarece que foi o ex-gestor quem entregou a “boquinha”, justificando motivações de caráter pessoal. A Secom informa, ainda, que Eliana Martins, esposa de Airton, também deixou a Secretaria de Saúde da Barra, alegando o mesmo motivo do esposo. O casal entregou os cargos depois que rompeu politicamente com o prefeito Alberto Macedo (MDB). Ah, bom!


Vida mansa


Uma boa notícia para os bem pagos deputados federais: a uma semana para a eleição da nova mesa diretora da Câmara, o presidente da Casa e candidato à reeleição, Arthur Lira (PP), aumentou em 56% o valor do auxílio-moradia dos colegas. A “ajuda” vai passar dos exagerados R$ 4.253 para absurdos R$ 6.654 mil. Esse adjutório aos parlamentares significa mais de cinco vezes o valor do salário mínimo que, com reajuste e tudo, ficou em míseros R$ 1.302. Êita Brasilzão sem jeito!


Camarão a rodo


O governador de Sergipe, Fábio Mitidieri (PSD), ficou entusiasmado ao saber que se o estado investir na carcinicultura do Baixo São Francisco pode gerar até 3 mil empregos e, com a produção de 8 mil toneladas de camarão/ano, garantir uma receita de R$ 164,5 milhões. Essa anunciada fartura lembra um famoso golpe aplicado em Sergipe, na década de 70, por um sujeito de fala mansa. Segundo escreveu o saudoso jornalista Amaral Cavalcante, “o safado convenceu o governo que em nossas praias se desperdiçava a riqueza industrializável da ova de camarão e, para melhor convencimento, fez os nossos técnicos mastigarem a areia da Atalaia: ‘Isto é ouro puro, sinta o gosto. Vamos exportar para o mundo!’, dizia. Foi-se para as Bahamas, com um saco de dinheiro emprestado pelo Banese, e babau”. Crendeuspai!


Gás natural


O governador de Sergipe, Fábio Mitidieri (PSD), visitou o canteiro de obras da Intech. Esta empresa é responsável pela construção do gasoduto de transporte de gás natural e infraestruturas de acesso para conexão do Terminal de Armazenamento e Regaseificação de GNL da Eneva à malha da Transportadora Associada de Gás. O empreendimento deverá gerar mais de 700 empregos. O gasoduto terá uma extensão de aproximadamente 25 km, perpassando os municípios de Barra dos Coqueiros, Santo Amaro das Brotas e Rosário do Catete. Então, tá!


Reserva de luxo


O presidente da Câmara Municipal de Aracaju, Ricardo Vasconcelos (Rede), virou reserva de luxo do prefeito Edvaldo Nogueira (PDT). Agora, que a delegada Katarina Feitoza (PSD) renunciou ao cargo de vice para assumir uma cadeira de deputada federal, será Vasconcelos quem substituirá Edvaldo quando este se ausentar do país. Situação idêntica aconteceu na metade do mandato anterior de Nogueira. Eventual substituta dele, Eliane Aquino (PT) abriu mão do cargo após ter sido eleita vice-governadora em 2018. Vixe!


Disparado na frente


E o prefeito de Laranjeiras, Jose de Araújo Leite Neto, o “Juca” (MDB), está sorrindo de orelha a orelha diante do resultado de uma pesquisa feita pelo instituto França e divulgado pela TV Itnet. Segundo a consulta, a gestão do emedebista tem 85,7 de avaliação positiva, contra apenas 12,9 de negativa. Na sondagem sobre as eleições de 2024, Juca lidera com folga em todos os cenários. A pesquisa aponta o prefeito com 51,2%; Alexandre 14,9%; Zé Bodega 8,7%; Deninha 3,8%; e Paulão 3,1% das intenções de votos. Aff Maria!


Contra o terrorismo


Para ampliar os efeitos da Lei Antiterrorismo, o senador Alessandro Vieira (PSDB) protocolou projeto de lei e Proposta de Emenda à Constituição visando incluir a motivação política nos crimes de terrorismo. Segundo o tucano, a inclusão da motivação política vai na mesma linha de tratados internacionais. Todos estipulam que cada Estado deve adotar as medidas necessárias, assegurando que os atos terroristas não possam ser justificados em nenhuma circunstância e que sejam reprimidos com penas compatíveis com sua gravidade. Home vôte!


Suplente indeciso


O secretário-chefe da Representação de Sergipe em Brasília, Sergio Reis (PSD), pode deixar o cargo para assumir uma cadeira na Assembleia. Segundo o Blog Primeira Mão, o pessedista está indeciso. Ele garante que vai ouvir os aliados após o irmão e deputado federal Fábio Reis (PSD) lhe ter sugerido assumir o mandato parlamentar. Fábio acha que no Legislativo estadual Sérgio ficará mais presente em Lagarto, aumentando as chances de se eleger prefeito em 2024. O secretário é 1º suplente do deputado estadual Jorginho Araújo (PSD), atual secretário-Chefe da Casa Civil. Aguardemos, portanto!


Cadê o Pato?


Alguém sabe dizer por que o “Pato” anda de bico fechado? Na campanha eleitoral, o então candidato a governador Valmir de Francisquinho (PL), popularmente conhecido por “Pato Rouco”, não passava um dia sem descer a madeira no adversário Fábio Mitidieri (PSD). A raiva demonstrada contra o pessedista era tamanha, que o distinto preferiu apoiar o petista Rogério Carvalho no 2º turno, mesmo o seu partido sendo contra o PT. Passadas as eleições, porém, o “Pato” fez voto de silêncio e nem parece aquele político que prometia ficar ainda mais rouco de tanto criticar Mitidieri. Marminino!


bottom of page