top of page
  • Foto do escritorLuxo Aju

Política by Adiberto de Souza



Desemprego em massa na política de Sergipe


Há muito tempo não se via tantos deputados serem desempregados de uma só vez quanto agora. De uma cajadada só, os eleitores tiraram o ganha pão de 13 parlamentares estaduais e quatro federais. Na Assembleia, estão concluindo os “avisos prévios” amanhã os deputados Capitão Samuel (PP), Francisco Gualberto (PSD), João Marcelo (PT), Gilmar Carvalho (PL), Gracinha Garcez (PL), Goretti Reis (PSD), Janier Mota (PSD), Iran Barbosa (Psol), Kitty Lima (Cidadania), Maria Mendonça (PDT), Talysson de Valmir (PL), Vanderbal Marinho (PSC) e Zezinho Guimarães (PL). Já Fábio Henrique (União), Bosco Costa (PL), Alexandre Figueiredo (PSD) e Márcio Dória (PT) perdem os empregos na Câmara Federal. Os dois últimos assumiram os mandatos este ano, em substituição ao governador Fábio Mitidieri (PSD) e ao ministro Márcio Macedo (PT). Diferente do trabalhador assalariado, que quando é desempregado fica a ver navios, os ilustres futuros ex-deputados não devem sentir muito com a perda dos mandatos, pois quem não possui outra atividade profissional, geralmente sai da Assembleia e da Câmara com gordas aposentadorias. Quem pode, pode, quem não pode se sacode!


Cotada para o Incra


A ex-secretária da Agricultura de Sergipe, Rosilene Rodrigues, poderá ser a nova presidente do Incra. Advogada e assistente social, ela tem como padrinho o deputado federal João Daniel (PT), o mesmo que a indicou, em 2018, para ocupar a pasta estadual, em substituição a Esmeraldo Leal. A professora Rose Rodrigues, como ela prefere ser chamada, tem experiência com gestão. Já foi secretária da Agricultura de Estância, participou da equipe do Orçamento Participativo no primeiro mandato do saudoso ex-prefeito de Aracaju, Marcelo Déda (PT) e foi professora substituta do Departamento de Serviço Social da Universidade Federal de Sergipe. Rosilene também possui uma forte história de militância junto ao homem do campo. Boa sorte!


Prepare o bolso


Mudanças no ICMS de Sergipe devem deixar os remédios mais caros a partir de março próximo. Sergipe e outros 12 estados vão aumentar as alíquotas do tributo sobre medicamentos. A Assembleia Legislativa aprovou, em dezembro passado, uma elevação do imposto dos atuais 18% para 22%, com validade a partir de 20 de março. Além do impacto do ICMS, em abril também está previsto reajuste de 10 mil medicamentos que são regulamentados uma vez por ano. Para desespero dos mais carentes, os preços dos remédios estão ficando proibitivos. Misericórdia!


Gás garantido


A PetroReconcavo assinou um contrato para o fornecimento de gás natural à nossa Sergas por um prazo de 10 anos. O acordo prevê diferentes modalidades de fornecimento. Na categoria “firme”, a PetroReconcavo deve entregar 50.000 m³/dia de gás natural no segundo semestre de 2023 e 100.000 m³/dia de gás natural de 2024 a 2032. Já nas modalidades “interruptível” e “flexível”, a companhia se comprometeu a repassar mais do que o acordado, desde que haja demanda da Sergas e disponibilidade da petrolífera. O valor do contrato será definido pela soma do repasse do custo de transporte com a parcela de molécula. Vixe!


Orai por eles!


Como costumam escrever as nossas amigas colunistas sociais, políticos de A a Z deram com os costados, ontem, em Propriá para prestigiar a procissão fluvial do Bom Jesus dos Navegantes. O evento religioso fez parte da programação do 34º Encontro Cultural do município. Presente à festa em homenagem ao protetor dos navegantes, o governador de Sergipe, Fábio Mitidieri (PSD), disse que “celebrar e agradecer ao lado do nosso povo não tem preço”. Todos os políticos visitantes foram recepcionados pelo anfitrião e prefeito de Propriá, Valberto Oliveira (MDB). Supimpa!


O preço da democracia


A nova bancada federal de Sergipe vai custar aos contribuintes R$ 20 milhões por ano. Levantamento feito pelo portal de notícias Congresso em Foco mostra que cada um dos 513 deputados consumirá anualmente, em média, de R$ 2,5 milhões. O valor calculado compreende a soma dos salários, dos servidores de seu gabinete, da cota parlamentar a que o deputado tem direito para cobrir despesas atribuídas ao exercício do mandato e o auxílio-moradia para aqueles que não ocupam imóvel funcional. Neste mês, o salário do deputado federal saltou de R$ 33,9 mil para R$ 39,3 mil, valor que será reajustado para R$ 41,6 mil já em 1º de abril próximo. Home vôte!


Vão às urnas


Empresários elegem, nesta segunda-feira, a nova diretoria da Associação Comercial e Empresarial de Sergipe (Acese) para o triênio 2023-2025. O empresário Maurício Vasconcelos, da Casa J&A, encabeça a chapa única, denominada “Retomada e Renovação”. Ele substituirá Marco Pinheiro, que preside a entidade desde 2017. A chapa conta ainda com os candidatos a vice-presidentes e ao Conselho Deliberativo da Acese. Aff Maria!


Fica em Brasília


O secretário especial de representação de Sergipe em Brasília, Sérgio Reis (PSD), vai permanecer no cargo, em vez de substituir na Assembleia o deputado Jorginho Araújo (PSD). Após conversar com a família, Sérgio decidiu tomar posse na vaga aberta pelo pessedista e atual secretário da Casa Civil, passar alguns dias no Parlamento e se afastar para reassumir a Secretaria em Brasília. Com isso, a cadeira parlamentar deverá ser ocupada pelo 2º suplente, vereador aracajuano Manoel Marcos (PSD), que será substituído na Câmara pelo suplente Zezinho do Bugio (PSB). Ah, bom!


De olho nos corruptos


O senador Alessandro Vieira (PSDB) tem o combate à corrupção como uma das prioridades do seu mandato. Segundo o tucano, este crime é um ralo gigante das verbas pública: “É um método que não é de direita nem de esquerda, mas impede as boas práticas de gestão e um futuro aos brasileiros baseado em educação, saúde e desenvolvimento”, discursa. Vieira promete seguir combatendo a corrupção e a impunidade pelos próximos quatro anos do mandato. Então, tá!


Ajuda providencial


Em solenidade agendada para hoje, no Palácio de Despachos, o governador Fábio Mitidieri (PSD) anunciará a ajuda financeira do Executivo estadual aos times que estão disputando o Campeonato Sergipano de Futebol. Em Aracaju, a Prefeitura também colabora com o Confiança e o Clube Sportivo Sergipe. Cada um recebeu R$ 100 mil da gestão municipal. Tomara que os times a serem beneficiados agora pelo governo estadual façam suas partes nos estádios sergipanos, para alegria dos apaixonados torcedores. Marminino!

Comments


bottom of page